Questões de Nutrição do Adulto (Nutrição)

Limpar Busca

O atendimento nutricional é complexo, pois envolve a avaliação nutricional em toda a sua abrangência, a qual objetiva chegar ao diagnostico nutricional global. Alcançar essa etapa pode demorar e exige do profissional várias investigações além daquelas já estabelecidas no protocolo inicial. Dentro da estratégia de intervenção dietética para adultos, podemos ter:

  • A Reduzir a gordura Corporal e Redução do peso.
  • B Aumentar os níveis do LDLe diminuir os níveis de HDL.
  • C Repor as reservas de Ferro e aumentar ingestão energética.
  • D Redução do peso e incentivar o consumo de gordura saturada.
  • E Aumentar os níveis de HDLe Aumentar os níveis de Colesterol total.

Analise as afirmativas referentes à nutrição do idoso. I. Deve-se aumentar a ingestão de carboidratos complexos, inclusive fibras da dieta, e controlar a ingestão de açúcares simples. II. As necessidades de energia geralmente aumentam com a idade, em razão do declínio na taxa metabólica basal e da redução na atividade física. III. Uma ingestão de proteína de 1,0 a 1,25 g/kg de peso é geralmente segura para adultos idosos. IV. O nível sérico de albumina é o indicador mais confiável do estado nutricional. V. As diretrizes dietéticas atuais recomendam que até 25% a 30 % da ingestão diária de calorias sejam provenientes de lipídios. Estão corretas:

  • A I, III e IV.
  • B IV e V.
  • C III, IV e V.
  • D II, III e IV.
  • E I, II e III.

Há determinantes fisiológicos e metabólicos potenciais das necessidades e ingestões de nutrientes em adultos com idade mais avançada, por exemplo:

  • A redução da massa e força muscular indicam o aumento da ingesta de hidrocarbonetos
  • B diminuição do gasto energético total e da atividade física levam à menor necessidade proteica
  • C alterações bucais levam à redução na quantidade e/ou na qualidade da ingestão de nutrientes
  • D mulheres necessitam cada vez de maiores suplementos de ferro

Para adultos e crianças, a recomendação firme da OMS para a ingestão de açúcares livres, como monossacarídeos e os dissacarídeos adicionados aos alimentos e às bebidas pelo fabricante, pelo cozinheiro ou pelo consumidor, além dos açúcares naturalmente presentes no mel, nos xaropes, nos sucos de frutas e nos concentrados de sucos de frutas, é de limitar o consumo a menos de:

  • A 20% da ingestão calórica total.
  • B 12% da ingestão calórica total.
  • C 10% da ingestão calórica total.
  • D 5% da ingestão calórica total.
  • E 3% da ingestão calórica total.
As necessidades de proteína aumentam em períodos de estresse e doença. De acordo com as recomendações atuais, um ser humano adulto saudável necessita de:
  • A 1,0g de proteína por Kg de peso corpóreo, o que corresponde a 5 a 10% das calorias totais em proteínas dietéticas.
  • B 0,8g de proteína por Kg de peso corpóreo, o que corresponde a 10 a 15% das calorias totais em proteínas dietéticas.
  • C 0,7g de proteína por Kg de peso corpóreo, o que corresponde a 15 a 20% das calorias totais em proteínas dietéticas.
  • D 1,0g de proteína por Kg de peso corpóreo, o que corresponde a 10 a 15% das calorias totais em proteínas dietéticas.
  • E 0,8g de proteína por Kg de peso corpóreo, o que corresponde a 20 a 25% das calorias totais em proteínas dietéticas.