Questões de Representação Social (Jornalismo)

Limpar Busca
A sociedade midiatizada contemporânea aprendeu a lidar com as tecnologias digitais como um sistema complexo que envolve a dualidade entre informação e comunicação, como formas interligadas dos processos de mediação do conhecimento e dos fatos. Neste sentido, pode-se afirmar que
  • A comunicação significa a transmissão de mensagens, por isso é o mesmo que informação, pois quando se trata de comunicação humana o que é relevante é a transmissão de mensagens publicitárias e não as respostas.
  • B o que chamamos de comunicação na atualidade diz respeito somente às tecnologias de informação, isto é, sistemas de informação à distância, como aqueles utilizados pelos celulares e pela internet.
  • C o processo de comunicação pode ser definido por um sistema que compreende o emissor, o canal, o receptor e a mensagem, que se completam no processo de feedback, isto é, no retorno da informação.
  • D a informação é necessariamente um sistema de dados e se transforma em comunicação somente quando interpretada por sistema não humano, ou seja, pelos computadores.
As correntes teóricas de comunicação no início do século XX, entre as décadas de 20 e de 60, conhecidas como Mass Communication Research,foram influenciadas fortemente pela teoria matemática com a teoria da informação, pela sociologia e pela psicologia, com atenção especial para o paradigma dos efeitos, que analisava a influência da mídia sobre o público.
Entre essas teorias,
destaca-se aquela que evidencia que a comunicação é um processo de fluxos em dois níveis: o primeiro vai dos meios de comunicação aos líderes de opinião, stakeholders, e o segundo nível vai dos líderes de opinião ao público.
Esta teoria ficou conhecida como
  • A Teoria da Indústria cultural.
  • B Teoria dos Usos e gratificações.
  • C Teoria Two-step flow of communication.
  • D Teoria Hipodérmica.

Convenção da UNESCO de 2003 estabeleceu parâmetros para a proteção e o reconhecimento (dito “registro”) do patrimônio imaterial, ao lado da proteção e do reconhecimento do patrimônio material (dito “tombamento”).
NÃO se configura como um típico exemplo de patrimônio imaterial brasileiro o(a)

  • A Jongo da Serrinha
  • B Samba de Roda
  • C Círio de Nazaré
  • D Futebol
  • E Capoeiragem

Sob a ótica de uma realidade social permeada pelo crescimento e desenvolvimento de tecnologias digitais de informação e comunicação (TDICs), as políticas culturais atuantes podem ser consideradas em duas frentes: acesso ao patrimônio cultural existente e produção/expressão cultural. A partir daí observa-se uma nova lógica de consumo e produção de conteúdo que reorganizou os papéis e os atores nesse cenário.
Nesse contexto, verifica-se que a(o)

  • A produção cultural é exclusiva de fontes especializadas.
  • B conectividade é um obstáculo para a socialização do consumo.
  • C consumidor é também produtor de conteúdo.
  • D consumo está mais vertical e menos horizontal.
  • E acesso a produtos culturais está restrito à mobilidade digital.

Diante das reflexões sobre os processos comunicacionais a partir de intelectuais como Roland Barthes, Jean Baudrillard, Pierre Bourdieu, Michel Foucault, Pierre Levy, Michel Maffesoli e Edgar Morin, é CORRETO afirmar:

  • A Esses intelectuais da “Escola Francesa” estão alinhados com a crítica ao pensamento pós-moderno.
  • B Esses intelectuais franceses pensam a comunicação de forma diversa e como fragmentos e recortes interdisciplinares.
  • C Esses intelectuais da “Escola Francesa” defendem que a pós-modernidade é a abordagem mais adequada para os estudos comunicacionais.
  • D Esses intelectuais acreditam que os meios de comunicação são prejudiciais à sociedade.
  • E A denominação adequada para a reunião desse grupo de intelectuais é “Escola de Sorbonne”.