Questões de Karl Marx e as Classes Sociais (Sociologia)

Limpar Busca

Com base na leitura do texto 14A1-II, assinale a opção correta.

  • A A utilização dos metadados na Internet, que permitem a customização de conteúdos de acordo com o perfil de cada usuário, eliminou a possibilidade da classe dominante produzir uma ideologia, já que cada usuário recebe o conteúdo de acordo com suas características específicas.
  • B O termo ideologia ficou desatualizado para compreender o mundo contemporâneo, já que a Internet foi capaz de democratizar a informação e os meios de produção intelectual, de modo que a classe que detém os meios de produção não detém mais os meios de produção intelectual.
  • C Para Marx, cabe à indústria cultural divulgar uma mesma ideologia para todos, de forma a superar a luta de classes e garantir o engajamento de todos na produção dos meios materiais de sobrevivência.
  • D A ideologia é uma falsificação do mundo inventada pelos marxistas, os quais veem nos capitalistas uma exploração inexistente na expectativa de impor a ditadura do proletariado.
  • E A ideia de empreendedorismo tem funcionado como uma ideologia na contemporaneidade, uma vez que grandes corporações passaram a tratar seus empregados como colaboradores e empreendedores, mesmo que eles não disponham dos meios de produção, como é o caso dos trabalhadores por aplicativos.

Ainda considerando o texto 14A1-II, assinale a opção correta.

  • A Marx pensa a dominação da classe trabalhadora em termos materiais, pois os trabalhadores possuem sua cultura própria, que seria a cultura popular, enquanto as elites tem a cultura erudita.
  • B Marx separa as classes sociais de acordo com sua posição na produção: de um lado, aqueles que detêm os meios de produção, os capitalistas; de outro, aqueles que, por não possuírem os meios de produção, detêm apenas sua força de trabalho, os trabalhadores.
  • C Marx pensa a história como uma ideologia criada pela classe que detém os meios de produção intelectual para dominar a classe dos que detém os meios de produção material.
  • D Marx pensa a história como a luta entre a classe que detém os meios de produção e a classe que detém o meio de produção intelectual.
  • E Marx separa as classes sociais de acordo com o tipo de trabalho: os trabalhadores manuais são aqueles que detêm os meios de produção material e os trabalhadores intelectuais aqueles que dispõem dos meios de produção intelectual.

Povo não pode ser sempre o coletivo de fome. Povo não pode ser um séquito sem nome. Povo não pode ser o diminutivo de homem. O povo, aliás, deve estar cansado desse nome, embora seu instinto o leve à agressão e embora aumentativo de fome possa ser revolução.
Affonso Romano de Sant’Anna. Que país é este?
No poema anterior, os últimos seis versos podem ser interpretados como deterioração das condições materiais de existência. Essa ideia está de acordo com a perspectiva de transformação social do sociólogo

  • A Alfred Schütz.
  • B Émile Durkheim.
  • C Max Weber.
  • D Norbert Elias.
  • E Karl Marx.
A cientificidade da sociologia está profundamente envolvida com a história, principalmente no tocante à evolução, ao progresso e ao desenvolvimento da sociedade moderna. A respeito desse tema, assinale a alternativa correta.
  • A As rápidas transformações ocorridas nos séculos XVIII e XIX trouxeram à tona questões como urbanização, aceleração do tempo e novas formas de pobreza. No entanto não é possível fazer uma conceituação referente ao processo de proletização.
  • B O teocentrismo, movimento intelectual com o objetivo de entender e organizar a sociedade a partir da razão, foi fundamental para a Revolução Francesa. Esse evento incitou novos ideais sociais e políticos, assim como novos arranjos na forma de organizar e distribuir o poder político.
  • C Karl Marx foi um dos principais autores a formular um conjunto de conceitos explicativos sobre as mudanças históricas que ocorrem na idade moderna. Em seus estudos sobre a divisão social do trabalho, o autor demarcou a passagem da solidariedade orgânica (caracteíristica das sociedade pré-capitalistas) para a solidariedade mecânica (característica das sociedades pós-capitalistas).
  • D Para Émile Durkheim, o desenvolvimento da modernidade é marcado por um processo de racionalização, sendo esse o centro da sua teoria sociológica. Em sua definição teórica, a racionalização é a diminuição/eliminação da dimensão mágica e religiosa em favor do surgimento da ciência como método de interpretação de mundo.
  • E Os clássicos da sociologia, como Karl Marx, Émile Durkheim e Max Weber, além de oferecer diferentes explicações sobre a sociedade moderna, contribuíram com diferentes epistemologias e metodologias para a teoria sociológica.
Compreender as transformações no mundo do trabalho e seus impactos na vida dos trabalhadores é essencial na atuação de um sociólogo. A respeito das diferentes interpretações sociológicas sobre esse tema, assinale a alternativa correta.
  • A As inovações no sistema de organização do trabalho, proporcionadas pelo modelo taylorista-fordista de produção, diminuíram o nível de rotatividade dos trabalhadores e estimularam a qualificação educacional e profissional dos operários. Esse contexto apresentou um novo passo para as relações entre empregadores e empregados no século XX, proporcionando aumento do poder econômico das famílias.
  • B A ética protestante e o espírito do capitalismo, de Max Weber, constitui-se como um importante estudo sobre como o protestantismo (fator religioso) foi a causa do capitalismo ocidental. Essa afirmação é pautada na ideia de que o comportamento do protestante (ascese), de acordo com a teologia calvinista, deveria ser de estímulo ao trabalho profissionalizado e de busca pela riqueza.
  • C Para Marx, a economia é fundamentada pelas relações de trabalho, sendo por meio do trabalho que o homem transforma a natureza e reproduz a sua existência.
  • D Segundo Émile Durkheim, as sociedades modernas estão enquadradas teoricamente no tipo de solidariedade mecânica, caracterizando-se pelo alto grau de divisão do trabalho, maior diferenciação cultural, especialização das funções entre os indivíduos e enfraquecimento da consciência coletiva.
  • E Os novos modelos de liberalização econômica, introdução da robótica e renovação das relações de trabalho (terceirização) acarretaram melhorias na vida do trabalhador, fortalecimento dos sindicatos e seguridade trabalhista.