Questões da Prova da Prefeitura Municipal de Caranaíba - Odontólogo (FCM - 2019)

Limpar Busca

No último parágrafo, o cronista emprega o termo "amigo" para se referir a um virtual leitor e, ao longo do texto, faz uso de termos e expressões coloquiais como, por exemplo, "bafafá" e "do balacobaco", além de valorizar adágios da cultura popular para construir sua argumentação.

É correto afirmar que essas escolhas permitem inferir que o autor

  • A rejeita um linguajar coloquial, pois supõe escrever para um público habituado a compreender estruturas mais complexas.
  • B despreza as convenções da língua-padrão, por acreditar na inaptidão do leitor para decifrar o principal propósito do seu texto.
  • C privilegia apenas o público leitor de escolarização superior e bem exigente em relação ao registro mais formal da língua materna.
  • D pretende conseguir maior identificação com todo tipo de leitor, optando por situações de linguagem de feição tanto formal quanto informal.

Avalie as informações sobre aspectos estilísticos e semânticos utilizados pelo autor do texto.

I. No período "Tenho certeza de que o estimado leitor há de concordar...", algumas palavras estão empregadas no sentido conotativo.

II. Identifica-se a metonímia em um dos sintagmas da estrutura frasal "... aos que se enriqueceram por meios ilícitos, um 'bobeou, dançou' cai feito uma luva". (§3)

III. A locução adjetiva "do balacobaco", presente no título, diz respeito a algo inverossímil, descontextualizado e que caiu em desuso.

IV. Em "Nossa cultura popular é uma enciclopédia aberta, envolvente e rica em termos e frases de profundidade inquestionável” (§1), uma das figuras de linguagem empregada é a personificação.

V. A expressão “enciclopédia aberta” (§1) é uma metáfora, pois nela as palavras foram retiradas do seu contexto convencional e um novo campo de significação se instaurou por meio de uma comparação implícita.

Está correto apenas o que se afirma em

  • A II e IV.
  • B IV e V.
  • C I, II, III.
  • D I, III e V.

Leia os textos seguintes.

Texto I

Texto II

"Alguns personagens desse 'bafafá' que tomou conta de nossa política são protagonistas tão importantes que merecem frases conhecidas de aplicação exclusiva..." (§5)


Considere as duas leituras e preencha corretamente as lacunas do texto a seguir.


Toda língua varia no tempo e no espaço. No nosso idioma, há inúmeras variações linguísticas, entre as quais se destacam as/os _______________, representadas/os pelos vocábulos "bafafá" e "calhambeque". Eles exemplificam termos que entraram e saíram da moda, caindo em desuso, ou retornam, de tempos em tempos, com outros significados. Embora classificadas(os) por alguns teóricos como vícios de linguagem, são importantes para a manutenção da língua e servem de marca _______________. Esse tipo de linguagem é utilizado por um determinado grupo _______________, fazendo com que este se diferencie dos demais falantes da língua.


A sequência que preenche corretamente as lacunas do texto é


  • A gírias / temporal / social
  • B jargões / regional / efêmero
  • C jargões / vitalícia / itinerante
  • D gírias / profissional / histórico

Na estrutura frasal "Utilizo esta enciclopédia aberta como repositório que, acredito, poderia ser de amplo emprego por alguns brasileiros." (§ 1), o termo em destaque expressa

  • A o lugar de uso da enciclopédia aberta.
  • B o modo de utilizar a enciclopédia aberta.
  • C o tempo de aplicação da enciclopédia aberta.
  • D a intensidade do sentido da enciclopédia aberta.

Leia a passagem transcrita do texto.

6. Para os destacados empresários do ramo frigorífico, um belo “mamar na vaca você não quer, né?” é incontestável. Tenho certeza de que o estimado leitor há de concordar.

7. E os deputados e senadores? E os que infringiram acordos? Para aquele vai um “não é flor que se cheire”. Ou aquilo está “um quiprocó”, “um perereco” do caramba mesmo. Alguns ministros “aparecem mais que umbigo de vedete”, mas a real é que deveriam “sair de fininho”.

8. A verdade é que o País está “do jeito que o diabo gosta” e cabe a nós acabar logo com esse “lero-lero” e “partir pras cabeças”. Afinal, amigo, nossa situação “está mais feia que bater na mãe”.

Informe se é verdadeiro (V) ou falso (F) o que se afirma sobre os aspectos gramaticais exemplificados.


( ) Na estrutura frasal "... cabe a nós..." (§8), o sinal indicativo de crase está ausente. Todavia, esse sinal gráfico deve ser empregado diante de pronomes pessoais.

( ) Em "E os que infringiram acordos?" (§7), a substituição do termo em destaque por "infligiram" não alterará o sentido que se quis dar ao período.

( ) No que tange à hifenização, a palavra composta "lero-lero" (§8) está grafada corretamente, segundo o Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

( ) As palavras "incontestável" e "frigorífico" (§6) estão acentuadas obedecendo à mesma regra que determina a acentuação das palavras "empresários" (§6) e "quiprocó" (§7), respectivamente.

De acordo com as afirmações, a sequência correta é

  • A F; F; V; F.
  • B V; V; F; V.
  • C F; V; V; F.
  • D V; F; F; V.