Questões de Interpretação de Textos (Português)

Limpar Busca

Analise as assertivas sobre a mensagem do (1º§).


I.A voz do texto escreve no momento em que busca depreender algo do próprio emocional, de acordo com a sua própria formação.

II.A frase: "A minha perspectiva depende daquilo que o outro representa ..." sugere a importância de outro ser na extensão da vida da voz do texto.

III.Quando a voz do texto se refere ao psicanalista Freud, comprova-se a rejeição incontestável que tem pelo outro.

IV.No (1º§), temos um exemplo de mesóclise justificada pelo fato de o verbo estar no futuro do pretérito do modo indicativo, iniciando uma oração, logo após uma informação separada por vírgula.

V.O período: "através de um mecanismo de identificação projetiva no outro". - é simples porque a oração é absoluta.


Estão CORRETAS, apenas:

  • A Estão corretas I, III, IV e V.
  • B Estão corretas I, III e V.
  • C Estão corretas I, II e IV.
  • D Estão corretas II, III e V.

Analise as assertivas com (V) verdadeiro ou (F) falso.


( )No trecho: "os amigos são fantasmas que têm para nós determinada configuração, ou os pais, ou os filhos". - temos: exemplo de predicativo usado no sentido figurado; verbo concordando com o núcleo do sujeito na terceira pessoa do plural; conjunção coordenativa alternativa.

( )Sobre os verbos seguintes, pode-se afirmar: "Reflitamos" é de terceira conjugação; "entendamos" é de segunda conjugação; "procuremos" é de primeira conjugação, mas todos exemplificam mensagem na primeira pessoa do plural do modo imperativo afirmativo.

( )No período: "Normalmente, isso passa-se assim e também não vejo que seja mau que, de fato, se passe assim". - constatamos: uma vírgula separando adjunto adverbial, e a sequência crescente de: pronome demonstrativo, conjunção subordinativa integrante e o antônimo de "bom".


Após análise, marque a alternativa que apresenta a sequência CORRETA dos itens acima, de cima para baixo:

  • A F, V, V.
  • B V, V, V.
  • C V, F, F.
  • D V, F, V.

Analise as assertivas seguintes:


I. Os fonemas são sons produzidos durante todo o tempo em que se fala, suas unidades sonoras se juntam para formar palavras, até enunciados completos, possibilitando sintonia, interação entre os interlocutores.

II. As letras são desenhos, são unidades gráficas que representam a escrita das palavras articuladas, pronunciadas.

III. Nos versos de Álvares de Azevedo: "Amo-te como o vinho e como o sono, / Tu és meu copo e amoroso leito... / Mas teu néctar de amor jamais se esgota, / Travesseiro não há como teu peito". - temos exemplo de confissão amorosa, interlocutor do eu lírico tratado na segunda pessoa do singular, verso escrito com duas ocorrências de elemento coesivo conjuntivo comparativo, substantivo escrito com encontro consonantal e dígrafo, dentre outros.

IV. Nos versos de Machado de Assis: "Querida, ao pé do leito derradeiro. / Em que descansas dessa longa vida, / Aqui venho e virei, pobre querida, / Trazer-te o coração do companheiro". - temos a visão da voz do texto, expondo seu amor pela esposa Carolina, junto a seu túmulo, prometendo ir visitá-lo sempre.


Estão CORRETAS:

  • A I, II, III e IV.
  • B II e IV apenas.
  • C II, III e IV apenas.
  • D I e II apenas.

Marque a alternativa com análise INCORRETA.

  • A O núcleo do sujeito simples da primeira oração do (4º§) e do (5º§) está representado por substantivo abstrato.
  • B No (2º§), temos exemplo de próclise e de ênclise.
  • C O (2º§) inicia com hipérbole e eufemismo.
  • D A primeira oração do (3º§) está escrita com os termos essenciais dispostos na ordem direta e o predicado exemplifica verbo intransitivo de segunda conjugação.

Após a leitura do enunciado apresentado a seguir, leia as assertivas:


Mergulhei numa comprida manhã de inverno. O açude apojado, a roça verde, amarela e vermelha, os caminhos estreitos mudados em riachos, ficaram-me na alma. Depois veio a seca. Árvores pelaram-se, bichos morreram, o sol cresceu, bebeu as águas, e ventos mornos espalharam na terra queimada uma poeira cinzenta. Olhando-me por dentro, percebo com desgosto a segunda paisagem. Devastação, calcinação.

Naquele tempo a escuridão se ia dissipando, vagarosa. Acordei, reuni pedaços de pessoas e de coisas, pedaços de mim mesmo que boiavam no passado confuso, articulei tudo, criei o meu pequeno mundo incongruente. Às vezes as peças se descolocavam — e surgiam estranhas mudanças. Os objetos se tornavam irreconhecíveis, e a humanidade, feita de indivíduos que me atormentavam e indivíduos que não me atormentavam, perdia os característicos.

(Guimarães Rosa. “Infância”. 17ª ed. 1981, p.19-20.)


I. Os elementos da narrativa indicam que se trata de um texto autobiográfico, conferindo-lhe um teor memorialístico.

II. O trecho reuni pedaços de pessoas e de coisas, pedaços de mim mesmo que boiavam no passado confuso apresenta vocábulos que expressam sentido conotativo.

III. No primeiro parágrafo, há destaque para a caracterização da natureza do sertão.


A sequência correta é:

  • A Apenas a assertiva II está incorreta.
  • B Apenas as assertivas I e II estão corretas.
  • C As assertivas I, II e III estão corretas.
  • D Apenas as assertivas II e III estão corretas.