Questões de Interpretação de Textos (Português)

Limpar Busca

Assinale a alternativa CORRETA com relação à classificação da figura de sintaxe presente nos trechos em destaque no excerto a seguir:

“Primeiro vamos lá embaixo no córrego; pegaremos dois pequenos carás dourados. E como faz calor, veja, os lagostins saem da toca. Quer ir de batelão, na ilha, comer ingás? [...]”

(BRAGA, 1964 apud AZEREDO, 2013, p. 491)

  • A Hipérbato.
  • B Anástrofe.
  • C Elipse
  • D Anacoluto.

Assinale a alternativa CORRETA com relação à classificação da figura de linguagem presente na expressão em destaque no excerto a seguir:

“A Noite é uma enorme Esfinge de granito negro [...]”

(QUINTANA, 2005 apud AZEREDO, 2013, p. 484)

  • A Metonímia.
  • B Metáfora.
  • C Catacrese.
  • D Antonomásia.

Assinale a alternativa que preenche corretamente a lacuna a seguir, a fim de que o excerto apresente um sentido coerente:


“A sobrevivência dos pescadores daquela pequena vila estava __________ pelas mudanças climáticas aceleradas e catastróficas dos últimos tempos.”

  • A garantida
  • B atenta
  • C merecida
  • D ameaçada

Sobre a linguagem usada pela autora, é CORRETO afirmar:

  • A Predomina, no texto, o uso do registro informal, coloquial.
  • B No texto, verifica-se o uso do registro formal e do registro informal.
  • C Não se observa, no texto, o uso do registro informal, coloquial.
  • D Ao longo do texto, verifica-se o uso da linguagem denotativa.

Vários são os recursos expressivos usados pela autora na construção do texto. Entre esses recursos está a intertextualidade. Marque a alternativa em que NÃO se observa o uso desse recurso.

  • A “Dilma também disse que „o Brasil não parou e nem vai parar‟ – e não vai mesmo parar de piorar enquanto ela achar que o inferno são os outros.” (Parágrafo 3º)
  • B “Marcelo Castro disse que o Brasil „está perdendo feio‟ a guerra contra o mosquito [...]” (Parágrafo 4º)
  • C “Pode continuar a trocar o ministro da Saúde, o ministro da Fazenda, o ministro do Planejamento, o ministro da Educação.” (Parágrafo 4º)
  • D “Seu governo não erra. Aliás, „se erra‟, como admitiu há alguns meses, erra pouco e sem maldade – e tudo tem conserto.” (Parágrafo 5º)