Questões de Concursos para Assistente - Educação básica

Limpar Busca

“Inclusive, hoje a última parte pode ser levada ao pé da letra:...”, a expressão destacada está devidamente substituída por:

  • A à sério.
  • B à fundo.
  • C à rigor.
  • D às claras.
  • E as vezes.

De acordo com a Lei da Inclusão, no Art. 2, § 1º a avaliação da deficiência, quando necessária, será biopsicossocial, realizada por equipe multiprofissional e interdisciplinar que considerará:

  • A as barreiras atitudinais que são as atitudes ou comportamentos que impedem ou prejudiquem a participação social da pessoa com deficiência em igualdade de condições e oportunidades com as demais pessoas.
  • B o acompanhante que é aquele que acompanha a pessoa com deficiência, podendo ou não desempenhar as funções de atendente pessoal.
  • C os impedimentos nas funções e nas estruturas do corpo; os fatores socioambientais, psicológicos e pessoais; a limitação no desempenho de atividades e a restrição de participação.
  • D o desenho universal na concepção de produtos, ambientes, programas e serviços a serem usados por todas as pessoas, sem necessidade de adaptação ou de projeto específico, incluindo os recursos de tecnologia assistiva.
  • E as barreiras tecnológicas que dificultam ou impedem o acesso da pessoa com deficiência às tecnologias.

Acolher as diferenças possibilita questionar padrões instituídos de desempenho escolar e produzir formas de acolhimento e experimentação capazes de construir outras possibilidades de experiência na escola. Experiências essas que também oportunizam formas de aprendizagem. Nesse sentido, a proposta de uma escola inclusiva implica rever formas de avaliação, transformando-a em um movimento processual e qualitativo. O currículo adaptado sofre profundas críticas neste modelo educacional, pois:

  • A representa uma forma de acessibilidade.
  • B representa uma forma de inclusão.
  • C nega a aprendizagem individualizada.
  • D garante o aee.
  • E defende a diversidade dos alunos.

O vocábulo, presente na tirinha, “grávida” é acentuado pela regra ortográfica descrita em:

  • A proparoxítona a ser sempre acentuada.
  • B paroxítona a ser sempre acentuada.
  • C oxítona a ser sempre acentuada.
  • D paroxítona terminada em vogal ‘a’ deve ser sempre acentuada.
  • E oxítona terminada em vogal ‘a’ deve ser sempre acentuada.

De acordo com a resolução Nº 277/2017, Art. 2º, compete aos Sistemas de Ensino Estadual e Municipais:

  • A matricular os alunos com deficiência, exceto os com transtornos globais do desenvolvimento.
  • B matricular todos os alunos com altas habilidades/superdotação nas classes especiais do ensino médio.
  • C organizarem-se para o atendimento aos alunos com necessidades educacionais especiais, apenas com transtornos de aprendizagem, assegurando-lhes as condições necessárias para uma educação de qualidade para todos.
  • D matricular todos os alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento, transtornos de aprendizagem, altas habilidades/superdotação nas classes comuns do ensino regular e no Atendimento Educacional Especializado – AEE.
  • E matricular todos os alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento, transtornos de aprendizagem, altas habilidades/superdotação nas classes comuns, apenas do Atendimento Educacional Especializado – AEE.