Questões de Papéis e Responsabilidades do Tradutor-intérprete (Libras)

Limpar Busca
A Lei nº 13.146/2015, e suas alterações, institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Especificamente sobre a disponibilização de tradutores e intérpretes da Libras, o que essa lei expõe que se deve observar?
  • A I- os tradutores e intérpretes da Libras atuantes na educação básica devem apenas possuir fluência na Libras; II - os tradutores e intérpretes da Libras, quando direcionados à tarefa de interpretar nas salas de aula dos cursos de graduação e pós-graduação, devem possuir contato com a comunidade surda.
  • B I- os tradutores e intérpretes da Libras atuantes na educação básica devem, no mínimo, possuir ensino médio completo e certificado de proficiência na Libras; II - os tradutores e intérpretes da Libras, quando direcionados à tarefa de interpretar nas salas de aula dos cursos de graduação e pós-graduação, devem possuir nível superior, com habilitação, prioritariamente, em Tradução e Interpretação em Libras.
  • C I- os tradutores e intérpretes da Libras atuantes na educação básica devem, no mínimo, possuir contato com a comunidade surda; II - os tradutores e intérpretes da Libras, quando direcionados à tarefa de interpretar nas salas de aula dos cursos de graduação e pós-graduação, devem possuir prática e fluência em Tradução e Interpretação em Libras.
  • D I- os tradutores e intérpretes da Libras atuantes na educação básica devem, no mínimo, possuir ensino fundamental completo; II - os tradutores e intérpretes da Libras, quando direcionados à tarefa de interpretar nas salas de aula dos cursos de graduação e pós-graduação, devem possuir nível médio, com experiência em Tradução e Interpretação em Libras.
  • E I- os tradutores e intérpretes da Libras atuantes na educação básica devem, no mínimo, possuir contato com a comunidade surda; II - os tradutores e intérpretes da Libras, quando direcionados à tarefa de interpretar nas salas de aula dos cursos de graduação e pós-graduação, devem possuir nível superior, com habilitação em qualquer bacharelado.
O profissional tradutor/intérprete de Libras está envolvido em um processo bastante complexo, que é o de tradução e interpretação de uma língua falada para uma língua sinalizada e vice-versa. Logo, algumas competências são fundamentais para esse profissional exercer de maneira satisfatória sua função. Entre essas competências necessárias, estão:
  • A 1 - competência setorial; 2 - competência relacional; 3 - competência emocional; 4 - competência de sinais; 5 - competência cultural; 6 - competência de surdez.
  • B 1 - competência linguística; 2 - competência para transferência; 3 - competência metodológica; 4 - competência na área; 5 - competência bicultural; 6 - ompetência técnica.
  • C 1 - competência na Libras; 2 – competência infantil; 3 - competência média; 4 - competência financeira; 5 - competência cultural; 6 - competência emocional.
  • D 1 - competência econômica; 2 - competência de LP; 3 - competência superior; 4 – competência de graduação; 5 - competência bimodal; 6 - competência escrita.
  • E 1 - competência cultural; 2 – competência de memória; 3 - competência de atenção; 4 – competência de função; 5- competência de área; 6 - competência de percepção.
Acerca do intérprete de Libras na sociedade brasileira, assinale a alternativa correta.
  • A Para desempenhar a função de intérprete, o indivíduo deve ter conhecimento linguístico da Libras e da Língua Portuguesa, não sendo necessário possuir domínio dos processos, dos modelos, das estratégias e das técnicas de tradução e interpretação.
  • B A falta de intérpretes limita que um maior grupo de surdos possa se socializar fora da comunidade surda, além de serem prejudicados educacionalmente.
  • C Professores de Libras são necessariamente intérpretes de Libras, já que se trata do processo comunicativo do surdo, com o intuito de que esse possa se relacionar com os ouvintes de maneira eficaz.
  • D Confiabilidade, Imparcialidade e Descrição são características imprescindíveis ao intérprete. Devido a isso, todo professor de Libras é intérprete e vice-versa.
  • E Desde o início do século XX, a profissão do intérprete de libras é valorizada em território nacional, por ser a única maneira dos professores ensinarem nos institutos de educação de surdos.
Acerca das modalidades das línguas e dos tradutores-intérpretes de língua de sinais, assinale a alternativa correta.
  • A A modalidade de língua oral-auditiva é aquela em que os indivíduos se comunicam pelas formações de sons, os quais independem da intensidade emitida.
  • B A modalidade de língua visual-espacial é aquela em que as informações são percebidas pela visão de sinais, sendo a base na língua falada.
  • C A modalidade de língua gráfica-espacial é aquela em que as informações provêm da visualização de símbolos gráficos, estando presente tanto na língua falada como na sinalizada.
  • D O tradutor-intérprete consecutivo é aquele que vê/ouve o enunciado e, ao mesmo tempo, processa a informação e traduz para outra língua.
  • E O tradutor-intérprete simultâneo é aquele que vê/ouve o enunciado e processa a informação para, então, traduzir para outra língua.
A partir da oficialização da Língua Brasileira de Sinais e de sua inclusão, principalmente na esfera educacional, surge um novo profissional: o intérprete de Língua de Sinais. Este já existia, mas não oficializado e sua atuação era restrita aos espaços religiosos, sociais e/ou familiares. Sobre o profissional intérprete/tradutor, assinale a alternativa correta.
  • A Desde o período imperial, a remuneração do profissional intérprete/tradutor de Libras é de responsabilidade da União, Estado ou Município.
  • B A tradução/interpretação diz respeito apenas a uma passagem entre duas línguas. Um tradutor deve levar em conta somente as regras estritamente linguísticas, independentemente dos elementos culturais.
  • C A ação de traduzir objetiva a tradução de vocabulários, pois todo vocabulário tem uma origem cultural carregada em sua semântica.
  • D A função primordial do intérprete de libras educacional é apenas intermediar as relações estabelecidas entre o aluno surdo e os conteúdos escolares.
  • E As funções a serem desempenhadas pelo intérprete de Libras, desde sua origem, sofrem alterações, pois trata-se de um fazer que perpassa pelas peculiaridades da área educacional, pelo domínio e pela fluência de Libras.