Questões de Cultura e identidade nacional (Sociologia)

Limpar Busca
Diversos estudos sociológicos buscam analisar a formação da cultura brasileira e da identidade nacional. Com base nesse tema, assinale a alternativa correta.
  • A Florestan Fernandes é resposável por desconstruir a visão de um convívio harmonioso entre as raças no Brasil. Para o autor, em A integração do negro na sociedade de classes, a democracia racial seria um mito, uma imagem idealizada que serve para a perpetuação das desvantages sociais dos negros na sociedade brasileira.
  • B Nina Rodrigues e Euclides da Cunha são autores que valorizavam a mestiçagem brasileira. Eles defendem a ideia de que a mistura das matrizes indígena, branca e negra seria fundamental para a contrução de um povo tolerante e avesso ao preconceito e à discriminação.
  • C Segundo Gilberto Freyre, a mistura racial no Brasil favorecia a ruína da nação. De acordo com esse autor, seria necessário que o Estado adotasse políticas de branqueamento racial.
  • D A Constituição brasileira de 1988 assegura os direitos sociais e individuais sem preconceito e discriminação. Sendo assim, casos como os sálarios mais baixos para as mulheres, mesmo ocupando a mesma atividade que os homens, não fazem parte do cenário social brasileiro atual.
  • E As teorias raciais e eugênicas não tiveram sucesso no Brasil do século XIX. A ideia da superioridade dos brancos europeus foi totalmente repudiada pelos intelectuais brasileiros da época que buscavam valorizar as práticas culturais advindas da mestiçagem.
A sociedade brasileira é formada pelo encontro de diferentes culturas. A partir das discussões sobre a formação da cultura e identidade nacional, assinale a alternativa correta.
  • A A sociologia defende a ideia de que a discriminação é natural na sociedade, pois cada um dos invidíduos tem o direito de gostar ou não de outra pessoa.
  • B O relativismo cultural é uma postura analítica que considera os mitos e as narrativas folclóricas como elementos culturais subdesenvolvidos e primitivos.
  • C A sociologia afirma que os “índios de verdade” não utilizam roupas, nem tecnologias ocidentais. Nessa perspectiva, ao adotar os padrões civilizados de comportamentos, eles perdem sua condição de indígena e direito às terras florestais.
  • D No Brasil, o encontro entre as religiosidades dos povos africanos, indígenas e brancos europeus não alterou as características nativas desses povos. Por isso, não é possível afirmar a existência de um sincretismo religioso.
  • E Mesmo condenado pela legislação em vigor, o preconceito racial ainda é perpetuado na sociedade brasileira devido a mecanismos sociais/simbólicos que produzem e reproduzem as desigualdades de dentro da sociedade.
A respeito de pesquisas sociológicas e valores culturais, assinale a alternativa correta.
  • A Os fatos históricos ocorridos após a Segunda Guerra levaram a democracia a ser uma forma de governo inevitável em escala mundial devido ao surgimento de elementos culturais que colaboram para os processos de implantação, consolidação e aprofundamento dessa forma de governo.
  • B Robert Putnam afirma que a confiança entre os indivíduos é uma variável fundamental para uma sociedade mais cívica e democrática, pois ela freia oportunismos individuais e fomenta associações de cooperação entre os cidadãos.
  • C Orientações cognitivas, afetivas e avaliativas expressadas pelos indivíduos não são utilizadas pelas análises sociológicas a fim de compreender valores políticos e sociais.
  • D A atividade político-partidária é reconhecida pela sociologia como a forma mais virtuosa de ativismo e engajamento para o aprimoramento dos valores democráticos.
  • E As pesquisas e metodologias sociológicas ainda não se desenvolveram por completo, principalmente quando comparadas às outras ciências sociais. Ainda são necessárias a expansão de técnicas estatísticas e a disposição de índices e escalas em dimensões homogêneas para que as teorias sociológicas sejam colocadas em análise.
A sociologia surgiu no século XIX com o objetivo de explicar as transformações culturais, sociais e políticas advindas da modernidade. Sobre as discussões sociológicas a respeito desse tema, assinale a alternativa correta.
  • A Para a sociologia, é na modernidade que o pensamento racional e científico garantiu o progresso e a estabilidade da humanidade. Os mecanismos de controle social foram abolidos juntamente com o poder hegemônico exercido pela família patriarcal, pela igreja e pela aristocracia.
  • B Zygmund Bauman afirma que a transição da modernidade sólida para modernidade líquida não afetou as identidades individuais, pois as instituições formadoras de identidade, como a família, o trabalho e a religião, continuam a atuar na sociedade.
  • C Para o sociólogo Anthony Giddens, a modernidade trouxe a radicalização e a impossibilidade de coexistência entre novos valores e velhos hábitos. Por exemplo, para algumas pessoas, a influência cristã que condena o sexo antes do matrimônio deve ser coerente com a negação do comportamento sexual entre pessoas do mesmo sexo.
  • D Nobert Elias, em O processo civilizador, afirma que, historicamente, os seres humanos inseriram práticas de “boas maneiras” nas relações sociais. Essa característica do processo civilizador é resultado das ações de mecanismos sociais que permitem a harmonia entre os interesses individuais e os objetivos coletivos da sociedade.
  • E Em suas análises sobre as sociedades modernas, Michel Foucault demonstra como o sistema prisional e outras instituições sociais criaram, no indivíduo moderno, uma autopercepção voltada para o pudor e a vergonha, sendo essa uma contraposição direta ao panoptismo.
O ato de homogeneizar a cultura a partir dos meios de comunicação de massa é um tema de estudo que envolve a indústria cultural. Acerca desse tema, assinale a alternativa correta.
  • A A Escola de Frankfurt afirma que a produção cultural no capitalismo é importante para democratizar a arte e para proporcionar uma conscientização crítica dos indivíduos.
  • B A indústria cultural luta contra a mercantilização da cultura e sua reprodução para fins de mercado.
  • C No Brasil, é possível afirmar que as telenovelas cumprem um papel social importante na sociedade a partir do momento que apresenta a interação de diferentes classes sociais e levanta discussões valiosas sobre o nosso comportamento e o cotidiano. No entanto as telenovelas também podem reforçar estereótipos de grupos sociais, naturalizar comportamentos preconceituosos e alienar o público.
  • D A Escola de Frankfurt nega a tese marxista de fetichismo da mercadoria em suas análises. Para essa escola de pensamento, as mercadorias são coisificadas e reificadas como impessoais.
  • E Segundo Theodor Adorno e Max Horkheimer, a indústria cultural preserva a heterogeneidade cultural e dá visibilidade a aspectos culturais de minorias étnicas mesmo em escala mundial.