Resumo de Filosofia - Platonismo

Conheça o pensamento de Platão e as características dessa teoria

Platonismo é a corrente filosófica criada por Platão, pensador influenciado por Sócrates e considerado um dos mais importantes da Grécia Antiga (428 a.C. 347 a.C). Com uma teoria idealista, o filósofo acreditava que quanto mais pensada uma ideia, mais chances teria para concretizá-la.
Em sua concepção esse mundo inteligível era o mais verdadeiro e confiável, uma vez que o mundo material (sensível) representa uma ilusão, onde as pessoas vivem manipuladas pela aparência das coisas à sua volta e não por sua essência.
A dualidade do Mundo das Ideias e das Formas, e o mundo sensível, é sem dúvidas uma das teorias mais importantes de Platão, mas a dialética e a teoria política apontada por ele também merecem destaque nos estudos.
A busca pela compreensão da realidade, através da discussão entre os estudiosos da época, colaborava para a formação de conhecimento sobre o pensamento humano e, consequentemente,  da ciência filosófica. É nesse contexto que surgiu a dialética de Platão, que nada mais é do que essa troca de informações, embate de ideias e argumentações.
Já a teoria política no platonismo remete às atividades ligada a polis e sua organização social. Segundo Platão, para ter o Estado ideal as posições ocupadas pelas pessoas deveriam estar relacionadas aos tipos de caráter que cada um assume na sociedade. São três:
  • Caráter concupiscível: relacionado aos desejos e às emoções. Pessoas com esse caráter poderiam desempenhar tarefas ligadas a produção de alimentos ou materiais manufaturados, artesanais.
  • Caráter irascível: pessoas que durante as tomadas de decisões se sobressaem pelo instinto de coragem e raiva, logo deveriam atuar na defesa da cidade, exercendo atividades na área militar.
  • Caráter racional: como o próprio nome sugere, as pessoas com esse perfil levam em consideração uma prévia avaliação da situação antes da tomada de decisões. O objetivo final é fazer uma boa escolha utilizando como ponto de partida a razão, podendo atuar então na política e assumindo o papel de governar.

¿

Períodos do Platonismo

O platonismo influenciou no surgimento de várias outras correntes filosóficas que também abordavam a teoria de Platão, mas a partir de outras vertentes como a metafísica, a retórica, a ética, a estética, a lógica, além da política, da dialética e da dualidade já citadas. Sendo assim, os períodos estão classificados em:
  • Platonismo Antigo (século IV a.C. até a primeira metade do século I a.C.) – período inicial dos estudos filosóficos, em que Platão seguiu os ensinamentos de Sócrates.
  • Médio Platonismo ou platonismo eclético (séculos I e II d.C.) - fase marcada pela transição do período helenístico, que abraçava a ideia do platonismo cético, para o neoplatonismo.
  • Neoplatonismo (séculos III d.C. e VI d.C) –  foi marcado pela desfeita e muitos conceitos, inclusive da dualidade entre corpo e alma. Defendia a ideia de existência de um único princípio para as coisas. Suas concepções aproximavam-se da religiosidade e, por isso, acabou influenciando algumas doutrinas, como o cristianismo, por exemplo.
Vale destacar que o platonismo sempre foi uma única correte filosófica. Essa divisão foi atribuída por estudiosos nos séculos XIX e XX como forma de organizar a interpretação das ideias defendidas por Platão.

Platão e o Enem


O platonismo é um dos assuntos que provavelmente serão cobrados no Enem. Além de conhecer a teoria apresentada por essa corrente, alguns tópicos são imprescindíveis para você acertar o máximo de questões da prova. 
Uma delas é saber que Platão fundou a Academia de Atena em 385 a.C, sendo a primeira universidade da história e consagrado um marco importante para a difusão do seu pensamento, e também para o debate acerca da ciência filosófica.
Além disso, vale a pena buscar informações sobre as obras mais conhecidas do filósofo e quais as ideias eram defendidas por ele. por exemploé um clássico da filosofia. Em formato de diálogos, aparecem alguns princípios que podem ser facilmente contextualizados com diversos assuntos das disciplinas que contemplam a área de Ciências Humanas, como solidariedade social, justiça e bem comum.
A compreensão da definição da caverna é outro ponto a ser considerado durante os estudos. O é uma narrativa que faz analogia à busca pelo conhecimento e ao aprendizado. Nesse contexto, a banca examinadora pode remeter as ideias dessa alegoria para os dias atuais, comparando-o com o comportamento do homem nessa era virtual e tecnológica, que está cada vez mais acomodado e preso ao cotidiano.
Voltar

Questões