Resumo de Filosofia - Holismo e Filosofia Holística

Um jeito de ver o mundo de uma forma integral

Provavelmente você já ouviu falar em holismo e filosofia holística. Esse modo de observar o mundo tem se tornado cada vez mais comum. Para você que não conhece nada sobre esse conceito, vamos explicar!
O holismo é um conceito que surgiu dentro da filosofia. Essa vertente filosófica determina que as coisas precisam ser vistas de forma global, não de forma isolada. Isso pode ser explicado através de práticas a integrativas na área da saúde. Cada vez mais, os profissionais da área têm se preocupado não só com a parte física, mas também com a parte emocional, psíquica e espiritual de seus pacientes. Isso porque, eles entendem que todas essas áreas podem afetar o corpo, portanto, ao avaliá-lo, isso deve ser feito de forma integral e não dissociado. 
O holismo e filosofia holística surgem para romper com o pensamento cartesiano, no qual, a mente está separada do corpo e as coisas são analisadas separadamente. Essa concepção filosófica tem ganhado tanta popularidade que está sendo usada na educação física, na psicologia, no setor administrativo e tantos outros. Se você quer entender melhor como essa ideia pode ser aplicada no cotidiano, continue a leitura!

Origem do conceito

A palavra holismo vem de que tem origem no grego clássico e pode ser traduzida por inteiro, global, o todo, completo. O conceito de holismo e filosofia holística teve início na Grécia Antiga, mas o termo só foi utilizado dessa forma em 1927 pelo sul-africano Jan Christiaan Smuts, na obra Holismo e Evolução. 
O objetivo de Smuts era o de trazer uma abordagem integrada para realizar uma análise mais profunda da vida, considerando a parte física, a natureza e a mente, indo de encontro ao modelo reducionista. 
Sendo assim, holismo e filosofia holística podem ser definidos como uma forma de ver o mundo e a si mesmo de uma forma integral, no qual, todos os seres estão interligados, em conexão, não há nada isolado. Ao realizar uma análise para detectar um problema, é preciso fazer uma análise sistêmica de toda a estrutura, já que, mesmo que cada peça de um sistema possua características próprias, cada parte forma um só organismo.

Holismo e Filosofia holística no dia a dia


Agora que você já consegue visualizar como funciona o holismo e filosofia holística, podemos ver como isso pode ser aplicado em algumas áreas. 


Saúde

Suponha que você sente uma dor no braço. Quando você chega ao consultório e explica o quadro para o médico, ele pode te examinar, passar alguns exames para avaliar a região, identificar a presença de lesões e prescrever um analgésico. Esse é o exemplo de uma análise mais mecânica, voltada apenas para a parte do corpo que está te causando incômodo. 
Em uma segunda hipótese, o médico pode querer fazer umpara descobrir o que está causando a dor, vai querer saber se você dorme bem, se está passando por estresse. Isso porque, ele entende que qualquer um desses fatores pode estar causando esse problema. 
Um médico que possui uma visão holística, além de avaliar de forma sistêmica, vai querer saber como o paciente lida com a dor, se seu ambiente de trabalho faz com que a dor piore ou não, se ele está passando por problemas familiares ou em outro relacionamento, e como esses fatores influenciam no seu quadro. Assim como os demais profissionais, ele pode até solicitar exames e indicar medicações ou intervenção cirúrgica, mas ele também estará preocupado com o equilíbrio emocional e psíquico do paciente. 

Gestão empresarial

Imagine que você é o gerente de uma grande empresa do setor de produção. Em determinado momento, você percebe que há uma queda no número de produtos fabricados. Você pode optar por uma abordagem mais cartesiana, na qual as soluções são: pressionar seus funcionários, exigir horas extras, prometer aumento de salário caso eles consigam bater a meta. 

Você também pode recorrer a um método mais sistêmico, para observar se existe algum problema com as peças da empresa, se os funcionários contratados têm condições de dar conta dos serviços, se não existe conflito entre os supervisores e os subordinados, se todas as pessoas estão se sentindo bem no ambiente de trabalho ou se tem algo atrapalhando a produtividade dos funcionários. 
Um chefe que opta por uma visão holística vai além. Ele observa se todas as engrenagens da sua empresa estão funcionando corretamente, se seus funcionários estão engajados, felizes no ambiente de trabalho, de uma forma simples, ele se preocupa com a energia da empresa. Além disso, ele também avalia como estão os outros setores, porque mesmo que operem separadamente, eles fazem parte de um mesmo conjunto. 
Esse modo de ver as coisas possibilita que ações inovadoras sejam incrementadas, para garantir que os problemas, sejam de saúde, financeiros ou nas empresas, se resolvam. 

Voltar

Questões