Resumo de Antropologia - Cultura Japonesa

Cheia de curiosidades e tradições particulares

A cultura japonesa foi constituída a partir das ondas de migração que ocorriam no continente asiático. Durante muito tempo, o Japão ficou relativamente isolado do resto do mundo. Mas, durante o período em que os navios negros ou aportaram no Japão, durante os séculos XVI e XIX, a Ásia começou a receber forte influência cultural de regiões estrangeiras. Esse movimento se intensificou após o fim da Segunda Guerra Mundial.
Mesmo após ter contato com outras culturas , a maioria dos costumes e tradições desse povo permaneceu e existe ainda hoje. Inclusive, atualmente a cultura japonesa tem sido disseminada ao redor do mundo através dos meios de comunicação, principalmente pela internet. Um dos aspectos positivos da globalização é que ela tornou possível conhecer de forma mais aprofundada de outros países e seus costumes, o que permite se conectar com outras culturas. 
O interesse pela cultura japonesa está cada vez maior. Isso pode ser evidenciado pelo aumento nas buscas por animações japonesas nas plataformas de , pela música produzida no país, moda, através da popularização da comida japonesa ao redor do mundo. 


Curiosidades e hábitos que fazem parte da cultura japonesa

O Japão é um país do continente asiático que possui mais de 126 milhões de pessoas. Formado por 6852 ilhas que em sua maioria são montanhosas, o Japão tem sido habitado desde o período Paleolítico Superior.


Os povos , e foram os primeiros a habitar no continente nipônico e mais de 95% da população japonesa descende desses grupos. Como são bastante homogêneos, algumas tradições e costumes característicos não se perderam ao longo dos anos. Entre as curiosidades da população japonesa, estão:


O Japão tem a maior expectativa de vida do mundo


A expectativa de vida no país é de 86 anos. Esse fator se deve basicamente a dois aspectos: excelente qualidade de vida, e baixa taxa de natalidade, este último é um aspecto que tem preocupado muito o governo japonês que até tem incentivado a natalidade. Isso porque há uma preocupação quanto ao sustento da população mais velha. 


As pessoas só atravessam a rua na faixa de pedestres e quando o sinal está fechado para os carros


Essa é na verdade a forma certa de se comportar no trânsito, mas é muito comum ver as pessoas desafiando os carros, sem prestar atenção nas sinalizações. No Japão, mesmo se a rua estiver deserta, as pessoas só atravessam se o sinal fechar para os carros e abrir para elas. 


Excesso de contato


Diferente do Brasil, a cultura japonesa não é tão aberta ao contato em excesso. Encostar na mão de outra pessoa ou dar as mãos, por exemplo, é considerado algo íntimo. Se feito em público, principalmente se for um homem e uma mulher, as pessoas que são mais conservadores podem achar o gesto ofensivo. O brasileiro que já é mais afetuoso e gosta de cumprimentar (até quem acabou de ser apresentado) com beijos e abraços, tem que ter cuidado. Se você pretende conhecer o país, deve aprender novas formas de cumprimentar. Na cultura japonesa existe o , uma reverência oriental. O é a principal forma de cumprimento e é ensinada desde a infância. O gesto também pode ser usado para agradecer, pedir desculpas ou favor.


Café da manhã


Um dos aspectos mais populares da cultura japonesa é a comida. A culinária do Japão está presente na maioria dos países, dificilmente você vai conhecer alguém que nunca ouviu falar de sushi ou sashimi. Mas engana-se quem pensa que esses pratos só fazem parte do almoço ou jantar do japonês. Lá essas iguarias são consumidas desde o café da manhã. Tradicionalmente, eles comem o no desjejum. O prato é composto por alimentos como peixe grelhado, arroz branco, misoshiru e legumes em conserva.


Os sapatos ficam do lado de fora


O japonês é conhecido não só por ser um povo extremamente respeitoso, mas também por serem higiênicos. Nas casas existem uma área chamada de , para que as pessoas deixem os sapatos que estavam usando na rua, e troquem por chinelos ou pantufas para usar dentro de casa. Além disso, quando vão ao banheiro eles trocam a pantufa por um calçado especial com o objetivo de evitar contaminações. 


A limpeza das escolas é feita pelos próprios alunos


No Japão, as escolas não contratam funcionários para realizar a limpeza do espaço, sendo todo o ambiente higienizado pelos estudantes. Isso porque existe um princípio de que eles se tornarão mais responsáveis se cuidarem daquilo que usufruem. Além disso, eles são estimulados a respeitar o ambiente em que vivem.


Nada de camas


A maioria dos japoneses preferem os às camas. Os são uma espécie de tecido fino feito com algodão ou lã. Eles são colocados sob o tatame durante a noite e no dia, são dobrados e guardados.

Voltar

Questões