Questões da Prova do UFU-MG - Técnico em Estatística (2019) Página 1

Em “Estou, desde menina, chafurdada na magia dessa sétima arte que tanto admiro e na qual também trabalho.”, o termo destacado foi empregado com o sentido de
  • A atolada.
  • B enfarada.
  • C manchada.
  • D entediada.
Considerando-se as características do texto, é correto afirmar que esse se trata de
  • A um conto.
  • B uma crônica.
  • C uma resenha.
  • D uma notícia.
Para a autora, o diferencial do filme comentado consiste no fato de 
 
  • A ele apresentar uma proposta temática singular e inédita, a do afeto.
  • B ele falar da sobrevivência dos africanos inseridos em realidade estruturalmente racista.
  • C ela ser apaixonada pelo cinema brasileiro, que sempre aborda questões centrais para a humanidade.
  • D ela identificar-se com as cenas nele retratadas.  

      Se você acha que o maior vexame do Brasil, quando o tema é Copa do Mundo, foi o 7 a 1 contra a Alemanha, em 2014, em pleno Mineirão lotado, pode estar enganado. Para muitos, a grande vergonha completa 35 anos: o roubo da taça Jules Rimet, na sede da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). 

      A Jules Rimet foi criada em 1928, e o troféu era entregue para a seleção campeã da Copa. A cada quatro anos, a relíquia tinha uma nova casa. Mas o primeiro país que conquistasse o tricampeonato ficaria com o prêmio definitivamente. Pelé, Jairzinho, Tostão, Carlos Alberto Torres e companhia conquistaram o tri em 1970, no México.  

      Desde então, o troféu ficava exposto na sede da CBF, no centro do Rio de Janeiro, na entrada da principal sala de reuniões da confederação. Mas, depois de 13 anos e meio da conquista, os seguranças do prédio foram rendidos e a taça foi roubada. Os ladrões não conseguiram quebrar o vidro à prova de balas, mas desmontaram as molduras de madeira e levaram a relíquia.  

      A Jules Rimet era feita em prata, ouro, com base em pedra semipreciosa, pesava 3,8 quilos, tinha 35 centímetros de altura e era a imagem da deusa da vitória. Na época, a CBF recebeu um valor de Cr$ 30 milhões (aproximadamente R$ 370 mil) de um seguro sobre o ouro que tinha na peça, cerca de 1,8 quilo.  

      A taça nunca mais foi encontrada, e a suspeita mais forte é que foi derretida e o ouro e a prata usados para fazer novas peças. Três pessoas foram condenadas pelo roubo, Sérgio Peralta, Chico Barbudo e Luiz Bigode; e uma por receptação, Juan Carlos Hernandes. 

      Depois de 70, a Fifa (Federação Internacional de Futebol) criou o troféu que é entregue atualmente, mas nenhum país fica com a taça definitivamente e, sim, com uma réplica da Copa do Mundo.

CANTERAS, Carla. Disponível em: https://esportes.r7.com/futebol/roubo-da-taca-jules-rimet-na-sede-da-cbf-completa-35-anos-19122018. Acesso em 03. jan.2019. (Adaptado)


Considere o enunciado a seguir, recortado do texto apresentado:


 “A Jules Rimet foi criada em 1928, e o troféu era entregue para a seleção campeã da Copa. A cada quatro anos, a relíquia tinha uma nova casa. Mas o primeiro país que conquistasse o tricampeonato ficaria com o prêmio definitivamente. Pelé, Jairzinho, Tostão, Carlos Alberto Torres e companhia conquistaram o tri em 1970, no México”. 


Sobre as formas verbais destacadas no trecho acima, é correto afirmar que

  • A “ficaria” indica a realização de ação no futuro de forma incondicional.
  • B “tinha” e “era entregue” indicam um fato não concluído, dando ideia de continuidade.
  • C “conquistaram” e “conquistasse” indicam certeza de que a ação foi totalmente concluída no passado.
  • D “foi criada” e “era entregue” indicam ações concluídas no passado.
Com base na leitura do texto, é correto afirmar que seu objetivo central é defender a ideia de que
  • A  a cultura que instituiu a figura da “boa mãe” contribuiu para que a maioria das mães se sintam culpadas.
  • B as mães que trabalham fora de casa são ingênuas por esperarem que seus filhos sejam capazes de cuidarem de si mesmos e de seus pertences.
  • C  a maioria das mães não é escrava de seus filhos ou mesmo dos adultos com que divide a mesma casa.
  • D  o folgado e o inadequado machismo é fortalecido pelas mães que trabalham fora e cobram responsabilidade de seus filhos.