Questões da Prova do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Itabira - Minas Gerais - Técnico em Eletrônica (FUNDEP (Gestão de Concursos) - 2019) Página 1

A respeito da classificação desse texto, analise as afirmativas a seguir.


I. Trata-se de um romance curto, como afirma o título.

II. Trata-se de um poema que conta uma história.

III. O título do texto remete, entre outros, ao caráter narrativo do romance.


Está(ão) correta(s) a(s) afirmativa(s)

  • A I, apenas.
  • B I e II, apenas.
  • C II e III, apenas.
  • D III, apenas.

Em “Romance em doze linhas”, há uma repetição intencional de sentenças com pequenas modificações, que levam à progressão da ideia do texto.

Nesse sentido, em “Quanto tempo falta pra gente se ver às vezes”, o termo sublinhado classifica-se como

  • A locução adverbial.
  • B adjunto adnominal.
  • C conjunção coordenativa.
  • D locução conjuntiva.

Leia o poema a seguir.


[...]

De Itabira trouxe prendas diversas que ora te ofereço:

esta pedra de ferro, futuro aço do Brasil,

este São Benedito do velho santeiro Alfredo Duval;

este couro de anta, estendido no sofá da sala de visitas;

este orgulho, esta cabeça baixa...


Tive ouro, tive gado, tive fazendas.

Hoje sou funcionário público.

Itabira é apenas uma fotografia na parede.

Mas como dói!

Carlos Drummond de Andrade – Confidência do Itabirano.

Disponível em:<https://tinyurl.com/y6ajc5pk> . Acesso em: 13 fev. 2019.


Sobre a acentuação das palavras empregadas no poema de Drummond, analise as afirmativas a seguir.


I. “São” segue as regras de acentuação das palavras paroxítonas.

II. “sofá” e “dói” seguem as regras de acentuação das palavras dissílabas.

III. “público” é acentuado segundo as regras de acentuação das palavras proparaxítonas.


Está correto o que se afirma em

  • A I, apenas.
  • B I e II, apenas.
  • C I, II e III.
  • D III, apenas.

O título do texto (“O crime de Brumadinho”), ao se referir ao acontecido como ‘crime’, apresenta ao leitor o posicionamento do autor acerca do rompimento da barragem da mineradora Vale na cidade de Brumadinho.

Isto pode ser percebido porque

  • A o autor ressalta, com a palavra ‘crime’, o caráter de desastre natural desse fato.
  • B o entendimento do fato como um castigo divino está representado na palavra ‘crime’.
  • C o autor afirma a existência de culpados pelo ocorrido, ao se referir ao acontecido como ‘crime’.
  • D a palavra ‘crime’ ressalta um erro não intencional da Vale, que resultou no rompimento.

A ideia central do texto está corretamente expressa em:

  • A Devido a um histórico de irresponsabilidades por parte das mineradoras, somado à impunidade do Estado, rompimentos como o de Brumadinho continuam acontecendo.
  • B As tragédias como a de Brumadinho mobilizam a população por sua violência, mas, uma vez feito o dano, não há serventia em tentar repará-lo ou procurar responsáveis.
  • C O acontecido em Brumadinho pode ser considerado um desastre ambiental, cujas causas remetem mais a fatores ecológicos e naturais que à ação humana no meio ambiente.
  • D O rompimento de Brumadinho difere-se do rompimento de Mariana e, apesar de estarem em regiões próximas, ocorreram por causas alheias à ação de mineradoras nesses locais.