Questões de Conjunções: Relação de causa e consequência (Português)

Limpar Busca
Todas as alternativas apresentam uma conjunção coordenativa adversativa, exceto:
  • A Demoramos para chegar na praia, pois estava muito trânsito.
  • B Não queria ir para a faculdade, mas gostou do curso e do lugar.
  • C Ele trabalha muito, porém nunca guarda dinheiro.
  • D Carla estava de mau humor, no entanto, apresentou muito bem o trabalho.

Em todas as ocorrências abaixo, o vocábulo “que” assume um papel de conjunção, MENOS na alternativa:

  • A “Uma festa alegre não significa que você esteja plenamente feliz.” (1º parágrafo)
  • B “(...) mesmo que esteja superfeliz, não é felicidade.” (3º parágrafo)
  • C “(...) não conheço nenhum caso de alguém que a tenha tido por perto a vida inteira.” (4º parágrafo)
  • D “Ou porque ela seja muito mais esperta do que eu.” (5º parágrafo)
  • E “(...) é bom que a lista seja cronológica.” (7º parágrafo)

O vocábulo “que” está empregado abaixo com função de conjunção em todas as suas ocorrências, MENOS na alternativa:

  • A “(...) e, logo de cara, avisar que aqui você não vai encontrar uma receita pronta para copiar e colar.” (1º parágrafo)
  • B “(...) abre caminho para que o agricultor aprenda a buscar suas respostas usando outro raciocínio, (...)” (1º parágrafo)
  • C “(...) bem diferente do que estamos acostumados.” (1º parágrafo)
  • D “(...) uma vez que o estabelecimento de áreas agrícolas altamente produtivas, (...)” (2º parágrafo)
  • E “(...) há um conjunto de conceitos e técnicas que viabilizam o acesso (...)”(3º parágrafo)

Para responder à questão, considere o parágrafo abaixo.


Segundo o economista do Grupo Zap, Sergio Castelani, o primeiro passo para quem precisa calcular o valor de locação do imóvel, e não pode contratar um profissional para fazer a avaliação, é olhar os sites que publicam os preços por metro quadrado por bairro. "Por mais que os imóveis sejam diferentes, é sempre bom olhar no próprio prédio e fazer uma avaliação honesta dos pontos fortes e fracos do imóvel e da conservação. O preço, por mais que se mude, não é tão descontínuo assim", diz.


O parágrafo está interligado aos parágrafos anteriores por meio

  • A da conjunção explícita “segundo”.
  • B do substantivo “economista”.
  • C do numeral “primeiro”.
  • D da conjunção elíptica “portanto”.

A palavra “se” em “Pôs-se na torre a sonhar...” desempenha função de:

  • A conjunção subordinativa condicional.
  • B construção de sujeito indeterminado.
  • C pronome reflexivo.
  • D construção de voz passiva.