Questões da Prova da Prefeitura Municipal de Pedra Lavrada - Professor - Língua Portuguesa (CONTEMAX - 2020)

Limpar Busca

Pela leitura atenta do texto, pode-se afirmar que:

  • A Em seu texto, Eduardo Portella apenas expõe aspectos sobre a cultura, tendo por base dois vieses bem definidos: a cultura clonada e a mestiçagem.
  • B O autor do texto posiciona-se a favor da coexistência da diversidade como elemento fundamental para uma reflexão sobre a questão da cultura hoje, afirmando que isso evitaria óbices a esse tema.
  • C Há uma tendência natural de uma valorização do que é genuinamente nacional, já que as culturas estão enraizadas em seus contextos e não devem, de forma alguma, curvarem-se às imposições da globalização, mantendo-se intocáveis os conceitos de identidade, povo e nação.
  • D O autor propõe pensar a cultura como um organismo paradoxal, a partir do momento em que apresenta dois aspectos diametralmente opostos e inconciliáveis na atualidade: o clone e a mestiçagem, o que torna o problema insolúvel.
  • E Pode-se inferir que o aspecto da cultura clonada é positivo em tempos de globalização, pois há acesso fácil e rápido a outras civilizações; já o aspecto da mestiçagem seria um fator de enfraquecimento da cultura, pois cria um ser diferente.

Em relação aos aspectos discursivos do texto, assinale a opção INCORRETA:

  • A Tendo em vista a situação de comunicação em que o texto acima está inserido, pode-se afirmar que sobressai, adequadamente, a variedade padrão da língua.
  • B Pelas intenções comunicativas percebidas no texto, é correto afirmar que se destaca a tipologia dissertativa-argumentativa, já que manifesta explicitamente pontos de vista do enunciador do texto a respeito de um tema.
  • C O elemento da comunicação em que o texto acima está centrado é a mensagem, pois houve uma preocupação com a forma de elaborar essa mensagem, ou seja, uma preocupação meramente estilística.
  • D Destaca-se, no texto de Eduardo Portella, o emprego da linguagem denotativa, apesar de haver em alguns momentos conotação.
  • E Foram utilizadas no texto estratégias que visam mobilizar a atenção do receptor com vistas a convencê-lo da tese do autor sobre o tema tratado.

Levando-se em consideração a discussão proposta no texto, o último parágrafo quer dizer que:

  • A O autor não sabe se o terceiro milênio será mestiço ou não.
  • B Pode-se inferir que a única possibilidade é o terceiro milênio ser mestiço, ou não será terceiro milênio.
  • C Só foi feita uma intertextualidade com Malraux por questões estéticas, para dar um fecho interessante ao texto.
  • D Não se pode perceber um posicionamento em relação à cultura clonada ou à mestiçagem.
  • E Há uma relação semântica de alternância entre o terceiro milênio ser mestiço e não ser.

Analise as proposições abaixo e assinale a alternativa INADEQUADA sobre aspectos estruturais do texto:

  • A O pronome “qual”, no primeiro parágrafo, recupera anaforicamente o vocábulo “encruzilhada”.
  • B O segundo parágrafo inicia-se com um operador argumentativo “apesar de” de valor concessivo.
  • C O operador argumentativo “De fato”, no segundo parágrafo, deixa transparecer a opinião do autor.
  • D O conectivo “porém”, no segundo parágrafo, apresenta valor semântico de concessão.
  • E No quinto parágrafo, o conectivo “que” assume valor consecutivo.

Assinale a alternativa que apresenta uma análise correta acerca de aspectos linguísticos empregados no texto:

  • A O vocábulo “arraigadas” (2º parágrafo) estabelece uma relação de sinonímia com o vocábulo “extirpadas”.
  • B Os vocábulos “difícil”, “intocáveis”, “contemporâneas”, “coexistência” e “obstáculo” atendem a uma mesma regra de acentuação gráfica.
  • C A expressão “ou seja”, no segundo parágrafo, poderia estar isolada por travessões, mantendo-se a correção gramatical, quanto à pontuação.
  • D O emprego do acento grave indicativo de crase nas duas ocorrências a seguir “curvarem-se à barbárie” (3º parágrafo) e “conduz inevitavelmente à exclusão da cultura” (3º parágrafo) se dá por regras distintas.
  • E Não há linguagem figurada em “Era brandida como uma arma, cujos efeitos só hoje avaliamos (...)” (3º parágrafo).