Questões da Prova do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sertão Pernambucano (IF Sertão - PE) - Tradutor Intérprete de Libras (2016)

Limpar Busca

Os textos apresentados pertencem a gêneros distintos, embora falem do mesmo tema: padrão de beleza. As razões que explicam os diferentes padrões são várias. É como se os seres humanos não conseguissem viver sem perseguir uma forma ideal. Compare os textos e considere as asserções formuladas sobre eles:

I - Embora abordem a mesma temática, os textos apresentam visões diferentes sobre o padrão de beleza atual.

II - O texto II recorre a metáforas para divulgar um refrigerante diet e estabelecer a magreza como a perfeição da forma física.

III - O texto III “vende” a imagem de que para ser feliz e conseguir sucesso, em nossa sociedade, é imprescindível ser macérrimo.

IV - O texto I difere dos textos II e III, embora haja uma relação semântica entre eles.

V - Os textos II e III utilizam-se da linguagem denotativa e buscam influenciar o comportamento do leitor. Podem ser consideradas CORRETAS as asserções:

  • A I, II e IV.
  • B II, IV e V.
  • C III e IV.
  • D II, III e IV.
  • E I, II, IV e V.

Marque a alternativa que analisa INCORRETAMENTE as referências ao texto I, quanto aos aspectos linguísticos.

  • A Na letra da música, observamos a recorrência de uma mesma estrutura sintática: uma oração subordinada adverbial condicional, introduzida pela conjunção SE, que antecede a oração principal: eu não sei.
  • B O eu lírico, ao utilizar-se da estrutura sintática recorrente, cria, para o leitor, um foco específico para o desconhecimento de algumas características do assunto do texto (ela).
  • C Sem a estrutura sintática recorrente da oração principal, o texto não focalizaria de modo enfático o ponto de vista do eu lírico sobre o padrão de beleza.
  • D O texto I, em “mundo velho e decadente mundo/ainda não aprendeu a admirar a beleza”, a palavra destacada introduz uma informação circunstancial de tempo.
  • E O texto I utiliza-se de uma estrutura regular das estrofes, em que todas elas são constituídas por orações independentes, contribuindo assim, para criar uma sonoridade para o leitor/ouvinte da sensação de repetição.

Assinale a alternativa CORRETA quanto às afirmações que se encontram entre parênteses.

  • A “Vive uma louca chamada Esperança”. (complemento nominal)
  • B “E ela pensa que quando todas as sirenas” (pronome relativo)
  • C ”Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada,” (complemento verbal)
  • D “— Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?” (vocativo)
  • E “— O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA…” (complemento nominal)

Algumas palavras e expressões antigas ou em desuso são facilmente encontradas no texto VI. No entanto, outras ainda são utilizadas nos dias de hoje. Por exemplo, pode-se trocar a expressão “Jogavam verde para colher maduro” (sublinhado nas linhas 9 e 10), por:

  • A usar um disfarce para parecer mais jovem ou diferente
  • B plantar a semente para colher os frutos
  • C usar uma informação pequena para conseguir outra mais importante
  • D jogar palavras ao vento em busca de um retorno melhor
  • E usar uma linguagem rebuscada, baseada em metáforas

Considerando-se o disposto na Constituição Federal de 1988, assinale a alternativa errada:

  • A Conforme estabelecido pela Constituição Federal de 1988, podem ser estabelecidos por lei os casos de contratação por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público.
  • B Serão adotados requisitos e critérios diferenciados para a concessão de aposentadoria aos servidores do IF SERTÃO - PE que sejam portadores de deficiência e que exerçam atividades de risco, na forma da lei.
  • C O servidor público, que estiver investido no mandato de Vereador, havendo compatibilidade de horários, poderá perceber as vantagens de seu cargo, emprego ou função, sem prejuízo da remuneração do cargo eletivo.
  • D Não haverá vinculação ou equiparação de quaisquer espécies remuneratórias para o efeito de remuneração de pessoal do serviço público.
  • E Ao servidor ocupante, exclusivamente, de cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração, aplica-se o regime estatutário, estabelecido pela lei 8.112/1190.