Questões de Concursos para Administrador Escolar Página 1

Transformar as reuniões do Conselho Escolar no sentido de torná-las efetivamente um espaço democrático de decisões exige, claro, a disposição da direção da escola, assim como de seu corpo técnico e dos professores, de tomar medidas nessa direção.” Neste sentido é correto afirmar, exceto:

Fonte: Cadernos Pedagógicos de Formação dos professores de ensino médio, organização e gestão democrática da escola do Ministério da Educação. 

  • A Transformar o desenrolar das próprias reuniões num espaço de aprendizagem de como decidir coletivamente.
  • B Garantir que seus membros sejam eleitos pelos pares.
  • C Necessidade de que os membros do Conselho tenham conhecimento claro de seus direitos e deveres.
  • D Entendimento por parte de professores, pais, alunos e funcionários de que aos seus representantes no Conselho cabe expressar os seus próprios pontos de vista.

Deve-se considerar que mesmo que a escola proponha instituir o Conselho Escolar em moldes democráticos, usando de sua autonomia relativa e tendo em vista a participação de todos os usuários nas discussões e deliberações, como coletivo, ainda assim são necessárias precauções.” Nesse sentido, todas as alternativas estão corretas, exceto a:

Fonte Cadernos Pedagógicos de Formação dos professores de ensino médio, etapa I – caderno V – organização e gestão democrática da escola

  • A É a composição em si que define o caráter democrático das deliberações e o processo por meio do qual as decisões são tomadas.
  • B A definição de regras claras e democráticas de condução dos debates, de formulação e votação de sugestões e, finalmente, de tomada de decisões se configura como possível antídoto às manipulações.
  • C Na medida em que a instalação do Conselho da escola cabe a ela, escola, é legítimo que os professores, alunos, pais, direção e corpo técnico tenham a prerrogativa de elaborar as regras para seu funcionamento e para o acompanhamento e cumprimento das decisões.
  • D Tornar mais transparente para todos os participantes, em particular os pais dos alunos, as possibilidades e limites da escola para assumir decisões coletivas referentes à vida institucional, tendo em vista que pertence a uma rede cujas normas não são decididas por ela, mas sim pelo Estado, bem como as possibilidades de, democraticamente, quebrar tais limites.
O Conselho Escolar somente exercerá seu papel de instância máxima de deliberação democrática se a comunidade escolar tiver claro que, exceto
  • A a escola é espaço de disputa de poder, onde podem estar em jogo visões diferentes e até conflitantes do que é educar, do que é qualidade de ensino;
  • B no Conselho Escolar todos esqueçam suas divergências;
  • C é necessário compreender que quaisquer mecanismos utilizados serão inúteis se não conduzirem a decisões e deliberações coletivas que visem a tal hegemonia, sejam elas mais pontuais e periféricas ou de amplo escopo e mais centrais;
  • D o processo de disputa aberto e transparente é democrático e, mais que isso, educativo.

Autonomia não se concede, se conquista!” Nesse sentido é correto afirmar, exceto:

Fonte: Cadernos Pedagógicos de Formação dos professores de ensino médio, organização e gestão democrática da escola do Ministério da Educação.

  • A A autonomia permite decidir se a escola quer seguir as legislações e orientações emanadas da mantenedora, neste caso a Secretaria Estadual de Educação de Santa Catarina.
  • B A autonomia verdadeira não é a concedida por alguém ou por uma instituição.
  • C Institui-se no jogo de embates pelo poder e é, por essa razão, produto de uma construção histórica.
  • D A autonomia requer a vontade política de lutar por ela. Implica, portanto, disposição para tal, muito trabalho e, provavelmente, muitos conflitos.

A ação pedagógica da escola, ancorada na perspectiva de percurso formativo como unidade, consiste em condição concreta de repensar tempos, espaços e formas de aprendizagem na relação com desenvolvimento humano, como alternativa que busca superar os atuais limites impostos pelos componentes curriculares no ambiente escolar”. Nesse sentido, analise as afirmações a seguir, marque V para as Verdadeiras e F para as Falsas, e assinale a alternativa com a sequência correta.

Fonte: Proposta Curricular de Santa Catarina: formação integral na educação básica. Florianópolis: SED, 2014.


( ) Cabe pensar o currículo escolar como um contexto em permanente (re)elaboração, em constante disputa e reordenamento.

( ) É preciso reconhecer a fonte das questões de análise na realidade vivenciada pela comunidade como aquela que oferece os problemas, os objetos de análise e síntese à luz dos conhecimentos sistematizados.

( ) Importa compreender como se produz e se reproduz o conhecimento na escola (áreas, disciplinas, temáticas etc.) e como crianças, jovens, adultos e idosos apropriam-se ou não desses conhecimentos.

( ) Demanda fazer escolhas quanto à forma mais apropriada de organização escolar (série, ciclo, módulos, dentre outros modos), considerando os sujeitos dentro de seus espaços de vida, sejam eles urbanos, rurais, das periferias urbanas, quilombos, aldeias indígenas, dentre outros.

  • A V - V - F - F
  • B V - V - V - V
  • C F - F - V - V
  • D F - V - F - V