Questões de Microbiologia em Veterinária (Veterinária)

Limpar Busca
As leishmanioses são doenças parasitárias causadas por algumas espécies do gênero Leishmania, diferenciadas apenas por meio de características bioquímicas, imunológicas ou mesmo patológicas. As espécies estão reunidas em três complexos: Leishmania brasiliensis, Leishmania mexicana e Leishmania donovani. Quanto a sua classificação e forma infectante nos mamíferos é CORRETO afirmar que:
  • A São bactérias gram negativa da divisão Aureus, ordem anaerobius , família Trypanosomatidae e gênero Leishmania . Nos mamíferos, as espécies do gênero Leishmania aparecem sob a forma de promastigota.
  • B São protozoários da divisão Kinetoplastea , ordem Kinetoplastida , família Trypanosomatidae e gênero Leishmania . Nos mamíferos, as espécies do gênero Leishmania aparecem sob a forma de promastigotas.
  • C São bactérias gram negativa da divisão Aureus, ordem anaerobiu s, família Trypanosomatidae e gênero Leishmania . Nos mamíferos, as espécies do gênero Leishmania aparecem sob a forma de amastigota.
  • D São protozoários da divisão Kinetoplastea , ordem Kinetoplastida , família Trypanosomatidae e gênero Leishmania . Nos mamíferos, as espécies do gênero Leishmania aparecem sob a forma de amastigotas.

As Hantaviroses são antropozoonoses virais agudas, cujas infecções em humanos podem se manifestar sob várias formas clínicas, desde o modo inaparente ou como enfermidade subclínica, cuja suspeita diagnóstica fundamenta-se nos antecedentes epidemiológicos, tendo como agente etiológico:

  • A Vírus RNA, pertencente à família Bunyaviridae, gênero Hantavirus.
  • B Vírus DNA, pertencente à família, gênero Hantavirus.
  • C Vírus RNA, gênero Rubivirus , família Togaviridae.
  • D Vírus RNA, gênero Rubivirus , família gênero Hantavirus.

O Sporothrix sp. pode acometer espécies como os equinos, felinos e caninos, além do homem. Sobre a classificação desse microorganismo e entre as manifestações clínica em felinos, podemos afirmar que:

  • A Se trata de um vírus. Na manifestação clínica temos lesões cutâneas múltiplas, ulceradas, crostosas e alopécicas sobre a cabeça e troncos.
  • B Se trata de um fungo anamorfo. Na manifestação clínica lesões nodulares de pele ocorrem mais frequentemente nas extremidades dos membros, cabeça (seios nasais) e na cauda, além disso nódulos secundários podem desenvolver-se ao longo dos vasos linfáticos.
  • C Se trata de uma bactéria gram positiva. Na manifestação clínica temos a esporotricose linfocutânea, e desenvolvimento de edema subcutâneo no membro afetado por resultado da obstrução linfática.
  • D Se trata de um fungo dimorfico. Na manifestação clínica lesões nodulares de pele ocorrem mais frequentemente nas extremidades dos membros, cabeça (seios nasais) e na cauda, além disso nódulos secundários podem desenvolver-se ao longo dos vasos linfáticos.

A intoxicação pelo Clostridium botulinum denomina-se botulismo sendo a maioria dos casos associados ao consumo de alimentos caseiros, especialmente, vegetais, frutas e peixes, inadequadamente conservados. O agente etiológico é uma bactéria:

  • A anaeróbica, gram positiva, cujo habitat natural é a água.
  • B aeróbica, gram negativa, cujo habitat natural é o solo.
  • C aeróbica, gram positiva, cujo habitat natural é o solo.
  • D anaeróbica, gram negativa, cujo habitat natural é o solo.
  • E anaeróbica, gram positiva, cujo habitat natural é o solo.

A toxina estafilocócica pertence ao segundo grupo de toxinas mais bem estudadas nas intoxicações alimentares. Stafilococcus __________ é capaz de produzir uma variedade de toxinas, sendo as principais as do tipo A, B, C1, C3 , D e E.


Assinale a alternativa que preenche, corretamente, a lacuna do texto:

  • A hyicus.
  • B aureus.
  • C intermedius.
  • D epidermidis.
  • E saprophyticus.