Questões de Instrumentos e Técnicas de Intervenção (Serviço Social)

Limpar Busca
O conhecimento possibilita ao profissional de serviço social estabelecer os instrumentos necessários à serem utilizados no processo de intervenção, portanto, é sabido que a instrumentalidade deve se pautar sobre a realidade social. Sobre a instrumentalidade em Serviço Social, assinale a alternativa que contém apenas os instrumentos diretos de intervenção.
  • A Entrevista, Visita, Acolhimento social e Estudo Social
  • B Parecer Social, Relatório Social e Perícia
  • C Visita, Dinâmicas de Grupo, Atendimento e Parecer Social
  • D Acolhimento social, Acompanhamento social e Visita institucional.
  • E Laudo Social, Dinâmicas de Grupo e Visita

São instrumentos técnicos-operativos da prática do Assistente Social, EXCETO:

  • A Diário de campo/livro de registro e observação.
  • B Acompanhamento social e acolhimento.
  • C Gestão e coordenação.
  • D Entrevista e visita domiciliar.

Analise as assertivas abaixo extraídas do artigo A atitude investigativa no trabalho do assistente social(FRAGA, 2010), e assinale V, se verdadeiras, ou F, se falsas.

( ) Historicamente, o serviço social foi considerado especialização do trabalho coletivo, inscrita na divisão social e técnica do trabalho.

( ) Atualmente, o serviço social é considerado vocação, habilidade, ocupação, ofício ou até mesmo arte.

( ) Embora não tenha atingido o patamar de “ciência”, o serviço social conseguiu se constituir como uma área de produção de conhecimentos, inserida na grande área de Ciências Sociais Aplicadas. Isto é, constrói conhecimento científico. ( ) Pode-se dizer que a abordagem do serviço social como trabalho foi protagonizada por Iamamoto em 1982 (Iamamoto e Carvalho, 1995), corroborada, posteriormente, pela Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social (ABEPSS).

A ordem correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:

  • A V V F F.
  • B V F V V.
  • C F V F F.
  • D F F V V.

Relacione as técnicas de entrevistas e assinale a sequência CORRETA:


1.Acolhimento.

2.Questionamento.

3.Clarificação.

4.Reflexão.

5.Exploração e aprofundamento.

6.Silêncio sensível.

7.Apropriação do conhecimento.

8.Síntese integrativa.


( )Esta técnica promove uma nova perspectiva sobre uma situação e serve para desfazer afirmações e crenças negativas, promovendo uma forma diferente de pensar, encarar os fenômenos e levar a mudanças significativas por meio de novos conhecimentos.

( )É uma técnica pela qual o assistente social procura investigar áreas da vida do usuário que requerem exame mais profundo. Para atingir estas áreas, o assistente social tem de ter uma margem de segurança quanto à importância de explorar assuntos delicados, jamais por necessidades ou curiosidades ligadas ao assistente social.

(__)A linguagem verbal é um meio de transmitir informação, mas poderá ser também uma maneira poderosa de evitar a verdadeira comunicação. O silêncio é uma expressão não-verbal que muitas vezes comunica bem mais que as palavras.

(__)É a parte preliminar de uma composição que introduz o tema e que é componente integral da composição, porém não é toda a composição. Não se limita ao ato de receber, ouvir, mas a uma sequência de atos que buscam a intervenção resolutiva.

(__)Seu propósito é auxiliar a pessoa a compreender o que é dito na entrevista. Esta técnica raramente provoca uma reação defensiva no entrevistado, porque a maioria deles quer que o assistente social compreenda os seus problemas e a sua perspectiva.

(__)Em geral, esta técnica é mais empregada nas entrevistas iniciais, quando predomina a coleta de dados e se estabelece o contrato de trabalho.

(__)Esta técnica requer que o entrevistador tenha habilidade de abrir caminhos, para que o indivíduo possa, através da fala, examinar, revelar e reproduzir material de cunho cognitivo ou emocional com intenso significado.

(__)Esta técnica não tem o caráter de finalização e sim de sínteses provisórias que vão processualmente se transformando. Retoma os objetivos da entrevista, elaborando as hipóteses ali implicadas e quais as estratégias necessárias para encontrar as respostas esperadas.

  • A 7, 2, 1, 4, 6, 3, 8, 5.
  • B 3, 5, 1, 4, 2, 6, 7, 8.
  • C 7, 5, 6, 1, 4, 2, 3, 8.
  • D 5, 7, 6, 1, 3, 8, 2, 4.

No cotidiano de trabalho do (a) assistente social, a formação de grupos possibilita, além da troca de experiências, o alcance de um número maior de usuários (as). Sobre o trabalho com grupos é possível afirmar, EXCETO:

  • A O serviço social, como profissão, valeu-se do trabalho articulado com grupos, em especial nas décadas de 1970 e 1980. Nesse período o trabalho com grupos visava à mudança de atitudes e desenvolvia ações para corrigir e reduzir comportamentos dos (as) usuários de acordo com o sistema vigente e o poder hegemônico das sociedades.
  • B Escassez de recursos financeiros para a aquisição dos itens indispensáveis para determinadas atividades lúdicas, rotatividade dos (as) participantes por motivos diversos e falta de acesso a veículo para deslocamento até o local onde ocorrem as reuniões são alguns obstáculos que o (a) assistente social que trabalha com grupos pode se deparar.
  • C Algumas habilidades são necessárias ao (a) assistente social no trabalho com grupos, tais como: assumir uma presença motivadora e menos impositiva, desenvolver a percepção, exercitar a flexibilidade, fazer o uso de um pensamento sistemático, identificar o conjunto de métodos por meio dos quais poderá auxiliar o grupo a atingir seus objetivos.
  • D Análise institucional, estudos de caso, entrevista e observação são programas e projetos que demandam a importância do trabalho em grupo.