Questões da Prova do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba - Técnico - Área Apoio Especializado - Operação de Computadores (2015)

Limpar Busca

O texto,

  • A ao se referir ao livro de Ron Lieber, destaca a possibilidade de adequar as crianças ao contexto de consumo deliberado que marca sua realidade, conferindo-lhes mais independência e senso de oportunidade nas compras.
  • B com a referência ao particípio passado "mimados" (3o parágrafo), atribui parte da responsabilidade pelo problema em questão às crianças, uma vez que infundem em seus pais um sentimento de culpa e insatisfação.
  • C ao aludir à intransitividade do verbo "comprar" (2o parágrafo), que é usualmente transitivo, chama atenção do leitor para o aspecto consumista, em que o objeto a ser comprado é secundário em relação ao próprio ato de comprar.
  • D ao mencionar Rio de Janeiro e Estados Unidos, estabelece dois parâmetros éticos em relação ao consumo: o primeiro, caracterizado por um mercado turístico; o segundo, por uma realidade doméstica e cotidiana.
  • E com o fracasso dos pais em tentar agradar seus filhos, estabelece parâmetros financeiros para as famílias, cujas necessidades são cada vez menos atendidas pelos bens de consumo disponíveis.

NÃO é um dos cinco princípios básicos para governança e gestão de TI da organização definidos pelo COBIT 5:

  • A Atender às necessidades das partes interessadas.
  • B Cobrir a organização de ponta a ponta.
  • C Aplicar um modelo único integrado.
  • D Gerenciar conflitos entre a TI e o negócio.
  • E Permitir uma abordagem holística.

O COBIT 5 é um framework de governança de TI que

  • A não faz uma distinção clara entre governança e gestão, já que os processos, na sua maioria, envolvem ambas as áreas.
  • B permite traduzir os objetivos corporativos em alto nível em objetivos de TI específicos e gerenciáveis, mapeando-os em práticas e processos específicos.
  • C se alinha a outros padrões e modelos importantes de baixo nível e, portanto, pode servir como um modelo unificado para a governança e gestão de serviços de TI.
  • D integra a governança corporativa de TI da organização à área contábil, concentrando-se especificamente nos processos de TI que trazem retorno financeiro ao negócio.
  • E define um conjunto de habilitadores para apoiar exclusivamente a implementação do sistema de governança de TI das organizações.

Em uma organização que utiliza a ITIL v3 atualizada, um técnico está registrando os atributos de cada item de configuração (serviços de TI, hardware, software etc.) no Banco de Dados de Gerenciamento de Configuração − BDGC. Este banco de dados é uma ferramenta da fase de

  • A Transição do Serviço.
  • B Desenho de Serviço.
  • C Operação de Serviço.
  • D Melhoria Contínua de Serviço.
  • E Estratégias de Serviço.

Na fase de Estratégia de Serviço da ITIL v3 atualizada, o banco de dados ou documento que lista os serviços de TI que estão sob consideração ou em desenvolvimento, mas que ainda não estão disponíveis aos clientes, é conhecido como

  • A provedor de serviço, que faz parte do catálogo de serviço.
  • B portfólio de serviço, que faz parte do catálogo de serviço.
  • C modelo de serviço, que faz parte do catálogo de serviço.
  • D pacote de serviço, que faz parte do portfólio de serviço.
  • E funil de serviço, que faz parte do portfólio de serviço.