Questões de Teoria Estruturalista da Administração (Administração Geral)

Limpar Busca

Em relação às principais abordagens da administração (da clássica à contingencial), à evolução da Administração Pública no Brasil (após 1930), às reformas administrativas e à nova gestão pública, julgue o item.


O conceito de homo economicus, base da administração científica, preconiza que toda pessoa é concebida como influenciada exclusivamente por recompensas salariais, econômicas e materiais.
  • Certo
  • Errado

O processo de organização é pautado por alguns princípios ou elementos básicos, formulados por autores como Fayol e weber.

A linha de autoridade formal de uma organização, que define a estrutura hierárquica entre os membros e unidades da organização, é conhecida como:

  • A grau de formalização;
  • B unidade de comando;
  • C cadeia escalar;
  • D amplitude de controle;
  • E linha de especialização vertical.

Alfred Chandler (1962) propiciou o primeiro conjunto de respostas que conduz uma organização ao redesenho de sua estrutura. Ele observou um estágio inteligente de desenvolvimento de estratégias e postulou as estruturas que viriam com cada estágio de desenvolvimento da estratégia. O estágio de crescimento inicial, que gera a necessidade de um “escritório administrativo” que dê suporte ao empreendedor em alguns dos deveres administrativos, é denominado de

  • A diversificação.
  • B expansão de volume.
  • C integração vertical.
  • D expansão geográfica.

As Teorias da Administração podem ser agrupadas segundo suas ênfases (nas tarefas, na estrutura, nas pessoas, no ambiente e na tecnologia). Assinale a alternativa que apresenta corretamente a teoria administrativa e suas respectivas características.

  • A Teoria Clássica: possui ênfase na estrutura, tendo como objetivo a racionalidade organizacional e a organização formal. Apresenta muita rigidez e lentidão, apesar de ter como vantagens a consistência e a eficiência.
  • B Teoria Estruturalista: apresenta uma abordagem plural que observa a organização, tanto no seu aspecto formal quanto informal, e também o ambiente e como a organização interage e aprende com ele.
  • C Teoria Burocrática: possui ênfase nas tarefas, buscando a racionalização do trabalho no nível operacional, tendo como foco o empregado. Apesar de apresentar como vantagens a produtividade e a eficiência, não leva em consideração as necessidades sociais dos funcionários.
  • D Administração Científica: apresenta ênfase na estrutura, com foco no gerente. Nela, o planejamento é uma das funções principais do administrador.
  • E Teoria das Relações Humanas: possui ênfase na estrutura. Sustenta-se na prática da Administração, na reafirmação dos princípios da Teoria Clássica e gerais da Administração, porém de forma redimensionada.

A teoria estruturalista utilizou a técnica indutiva no estudo das organizações. Para esta teoria, a eficiência de uma organização é determinada pela medida em que esta atinge seus objetivos e o homem organizacional é aquele que desempenha papeis em diferentes organizações. Como as organizações são diferenciadas, elas exigem de seus participantes, determinadas características de personalidade, como

  • A intolerância às frustrações.
  • B capacidade de adiar recompensa, porém sem a busca de ascensão.
  • C Flexibilidade, em face das constantes mudanças da vida moderna.
  • D recompensa salarial, material e social.
  • E a eficiência do colaborador ser determinada pela capacidade de atuar em uma maior carga horária.