Questões de Proteção do Complexo Dentinopolpar (Odontologia)

Limpar Busca

As proteções do complexo dentina-polpa consistem na aplicação de um ou mais agentes protetores, tanto em tecido dentinário quanto diretamente sobre a polpa que sofreu exposição, a fim principalmente de manter a vitalidade desses órgãos.
Assinale a alternativa correta sobre as técnicas de proteção deste complexo.

  • A As proteções indiretas caracterizam-se pela aplicação de um agente selador diretamente sobre o tecido pulpar exposto.
  • B As proteções diretas caracterizam-se pela aplicação de um agente protetor diretamente sobre o tecido pulpar exposto.
  • C As proteções pulpares indiretas caracterizam-se pela aplicação de um agente forrador diretamente sobre o tecido pulpar exposto.
  • D As proteções pulpares diretas representam a aplicação de agentes seladores, forradores e/ou bases protetoras nas paredes cavitárias.
  • E As proteções pulpares diretas e indiretas consistem na aplicação de um agente protetor diretamente sobre o tecido pulpar exposto. A diferença é que na proteção direta essa aplicação ocorre no mesmo dia da exposição e na indireta, ocorre uma semana depois.

A proteção do complexo dentino-pulpar é um passo importante para manutenção da vitalidade da polpa em dentes que necessitam de restauração, podendo ser realizadas com diferentes materiais.

Sobre a proteção do complexo dentino-pulpar e os materiais utilizados para esse fim, é correto afirmar:

  • A a proteção pulpar indireta consiste na aplicação de agentes seladores, forradores ou bases protetoras sobre os tecidos pulpares.
  • B cavidades em esmalte ou ultrapassando ligeiramente a junção amelodentinária necessitam de proteção pulpar.
  • C o fosfato de zinco é um excelente material protetor devido a sua adesão à estrutura dentária.
  • D o material restaurador intermediário (IRM) estimula a polimerização das resinas compostas e adesivos dentinários.
  • E o ionômero de vidro é um bom material protetor, pois promove a remineralização pela liberação de flúor.

Em fevereiro de 2015, a International Caries Consensus Collaboration (ICCC), um grupo de especialistas em cariologia de 12 países, reuniu-se em Leuven, na Bélgica, para discutir questões de relevância para pesquisadores de cariologia, educadores dentais e a comunidade de odontologia clínica. O objetivo foi chegar a um consenso quanto às recomendações para o manejo de lesões cariosas e à terminologia em torno desse manejo, com base nas melhores evidências científicas atuais, por meio de discussão e consulta.

Acerca do manejo de lesões cariosas e da respectiva terminologia, assinale a alternativa correta.

  • A A remoção da lesão cariada deixando apenas a dentina dura em toda a cavidade, com instrumentos manuais ou rotatórios, não retira tecido dentário que não precisa ser removido (sadio).
  • B A decisão de realizar a remoção seletiva da dentina firme ou da dentina amolecida está relacionada à profundidade da cavidade e à possibilidade de exposição pulpar. Na remoção seletiva, usam-se os mesmos critérios de escavação na avaliação da periferia da cavidade e para a área próxima à polpa.
  • C A periferia da cavidade deve ser circundada por esmalte “sadio” para permitir a melhor vedação adesiva. A dentina periférica deve ser firme – com características de resistência ao escavador manual.
  • D Para lesões profundas, a remoção da dentina nas paredes com contato com a polpa deve ser parcial. O objetivo principal é não expor ou irritar a polpa, desde que não haja sintomas clínicos de inflamação pulpar presente.
  • E Para lesões menos profundas, a remoção seletiva deve ocorrer até a dentina firme na parede pulpar. É provável que isso seja necessário para permitir uma profundidade adequada para o volume do material restaurador.

No que se refere às recomendações para um preparo cavitário para resina composta em dente posterior com cavidade extensa, assinale a alternativa correta.

  • A Bisel cavossuperficial.
  • B Paredes circundantes paralelas ou levemente divergentes para a oclusal.
  • C Ângulo cavossuperficial de 70º a 100º.
  • D Ângulo axiopulpar arredondado e parede gengival plana.
  • E Ângulos internos nítidos, porém levemente arredondados.

Atualmente, o tratamento de lesões de cárie em dentes decíduos e permanentes tem seguido princípios de mínima intervenção, com o objetivo de preservar as estruturas dentárias e propiciar melhor adaptação comportamental do paciente. Em relação a esse assunto, assinale a alternativa correta.

  • A O tratamento restaurador atraumático (TRA) pode ser empregado para a restauração de lesões ativas profundas em dentina, a fim de evitar a exposição pulpar, desde que o diagnóstico de pulpite irreversível ou necrose pulpar seja afastado.
  • B A preservação da distância mesiodistal de molares decíduos durante procedimentos restauradores é importante, embora não seja essencial para o desenvolvimento normal da oclusão.
  • C A escavação gradativa é uma técnica de mínima intervenção para lesões cariosas profundas de dentina, que pode ser utilizada em dentes decíduos e dentes permanentes jovens e que deve ser realizada em sessão única, por meio da remoção da dentina infectada.
  • D O capeamento pulpar indireto é uma técnica indicada em caso de pacientes que não apresentam adequação comportamental para se submeterem a procedimentos mais complexos e quando há dúvida na determinação do diagnóstico pulpar.
  • E No caso de detecção radiográfica de lesão interproximal localizada em dentina superficial em dente decíduo, o afastamento do dente é desnecessário para a verificação da presença de cavidade, podendo a decisão restauradora ser postergada.