Questões de Patologias Endodônticas: Diagnóstico e Tratamento (Odontologia)

Limpar Busca

Um paciente com sintomatologia esporádica, com leve e rápido surgimento ao contato com alimentos doces e extremamente frios, sugere um quadro de

  • A pulpite irreversível avançada.
  • B pulpite irreversível fase inicial.
  • C pulpite associada à lesão endopério.
  • D pulpite reversível.

Considere que um paciente com quadro álgico espontâneo lancinante constante, sem ponto de flutuação nem coleção supurenta, dor aliviada ao contato com extremos de temperatura fria e dor acentuada ao contato com extremos de temperatura quente apresenta quadro de

  • A pulpite irreversível.
  • B periodontite.
  • C abcesso periapical.
  • D GUNA.
Caso ocorra exposição pulpar em um dente permanente sem sintomatologia prévia de pulpite irreversível, está indicada a proteção pulpar direta. Se a opção de restauração definitiva deste dente for com resina composta, a sequência de materiais melhor indicados neste caso de proteção pulpar direta seguida da restauração com resina composta é
  • A cimento de hidróxido de cálcio seguido pela aplicação de sistema adesivo e a restauração com resina composta.
  • B cimento de hidróxido de cálcio seguido pela colocação de cimento de ionômero de vidro e a restauração com resina composta.
  • C duas camadas de sistema adesivo e a restauração com resina composta.
  • D hidróxido de cálcio P.A. seguido pela colocação do cimento de hidróxido de cálcio, depois do cimento de ionômero de vidro, adesivo e a resina composta.

A dor decorrente da inflamação pulpar é responsável por experiências muito desagradáveis e constitui o principal motivo que leva um indivíduo a procurar tratamento odontológico. Em relação à etiologia e tratamento das alterações pulpares, assinale a alternativa CORRETA:

  • A Os principais agentes agressores da polpa dentária são os microrganismos responsáveis pelo processo de cárie.
  • B A dor é um sintoma clínico importante para o diagnóstico e permite estabelecer com precisão a extensão da inflamação pulpar e as possibilidades de reparação.
  • C Os fatores etiológicos das alterações pulpares podem ser físicos, como materiais oriundos de restaurações de resinas compostas, ou químicos, como o calor decorrente de preparos cavitários.
  • D O tratamento conservador da polpa dentária inflamada abrange a proteção pulpar direta, a curetagem pulpar e a pulpectomia.

Segundo as recomendações mais recentes da American Heart Association, intervenções odontológicas que envolvam risco para a endocardite infecciosa requerem o uso profilático de antibiótico. É indicada a profilaxia antibiótica nos seguintes casos, EXCETO:

  • A portadores de valva cardíaca protética.
  • B portador de cardiopatia congênita cianogênica não corrigida.
  • C refluxo da valva mitral.
  • D paciente com história prévia de endocardite infecciosa
  • E valvopatia adquirida em pacientes transplantados cardíacos.