Questões de Hipersensibilidade Dentinária (Odontologia)

Limpar Busca

A hipersensibilidade dentinária é um problema que atinge atualmente grande parte da população. Além de causar desconforto bucal, gera uma série de inconvenientes na vida psicossocial do indivíduo. Com o advento do uso do laser na odontologia, tem-se uma nova opção de tratamento da sensibilidade dentinária.


Em relação ao laser no tratamento da hipersensibilidade dentinária, assinale a alternativa correta.

  • A Os lasers de alta potência provocam uma aceleração no processo cicatricial, pelo aumento na proliferação celular, assim como uma mudança de atividade fisiológica das células excitadas pelo laser.
  • B Os lasers de baixa potência mais utilizados são os de Nd:YAG, podendo ter um comprimento de onda variando de 635 nm a 850 nm.
  • C Um dente com dentina mais transparente absorve mais radiação pelo laser de Nd:YAG do que uma dentina com pigmentações marrons ou mais amareladas.
  • D O modo de aplicação dos lasers de alta intensidade na dentina é igual à técnica de irradiação dos lasers de baixa intensidade para o tratamento da hipersensibilidade dentinária.
  • E Os lasers cirúrgicos atuam promovendo o selamento dentinário pela obliteração dos túbulos dentinários, e os lasers não cirúrgicos atuam através dos efeitos analgésico, anti-inflamatório e bioestimulador da polpa dental, levando à formação de dentina reacional.

No que se refere às recomendações para um preparo cavitário para resina composta em dente posterior com cavidade extensa, assinale a alternativa correta.

  • A Bisel cavossuperficial.
  • B Paredes circundantes paralelas ou levemente divergentes para a oclusal.
  • C Ângulo cavossuperficial de 70º a 100º.
  • D Ângulo axiopulpar arredondado e parede gengival plana.
  • E Ângulos internos nítidos, porém levemente arredondados.

Atenção: Para responder a questão abaixo considere as informações a seguir:


Paciente com 38 anos de idade, sexo feminino, queixa-se de dor nos dentes superiores ao ingerir sorvetes, refrigerantes gelados ou chás quentes. Adicionalmente, a paciente refere constrangimento com o aspecto estético dos dentes sensíveis. O exame clínico mostra lesões não cariosas na região cervical dos dentes 14 e 15.


O tratamento restaurador das lesões Classe V requer a

  • A fotoativação da resina composta após restituir o volume final da restauração, de modo a minimizar os excessos de material restaurador e oferecer uma superfície lisa e uniforme.
  • B escolha de um protocolo adesivo que contemple as diferenças estruturais apresentadas pelo cemento e pela dentina, onde se situa a margem cervical da lesão, efetuando o condicionamento ácido por 15 segundos seguido de lavagem abundante em cada uma das estruturas.
  • C aplicação de pequenas porções de resina composta com um pincel, inserindo material restaurador da margem oclusal da cavidade em direção à margem cervical, com objetivo de reduzir a contração de polimerização.
  • D escolha de resinas compostas microparticuladas e micro-híbridas, que apresentam boas características de polimento, resultando em superfícies lisas, devido à relação das restaurações com o periodonto.
  • E realização do acabamento em período superior a 24 horas, evitando que o atrito das brocas com o material restaurador produza deslocamentos que resultem em microinfiltrações.

Atenção: Para responder a questão abaixo considere as informações a seguir:


Paciente com 38 anos de idade, sexo feminino, queixa-se de dor nos dentes superiores ao ingerir sorvetes, refrigerantes gelados ou chás quentes. Adicionalmente, a paciente refere constrangimento com o aspecto estético dos dentes sensíveis. O exame clínico mostra lesões não cariosas na região cervical dos dentes 14 e 15.


Na abordagem dos fatores etiológicos destas lesões, deve-se investigar se a paciente

  • A apresenta o hábito de vômito intencional após as refeições como método para perder peso, resultando em erosão nos dentes.
  • B apresenta contatos parafuncionais dos dentes 14 e 15 com os dentes antagonistas, com queixa de cansaço nos músculos da mastigação, resultando em erosão dos dentes.
  • C consome refrigerantes e sucos de frutas cítricas com frequência, produzindo desgastes nos tecidos dentais na forma de atrição.
  • D é destra, utiliza escova dental com cerdas duras e efetua movimentos horizontais durante a escovação, produzindo abrasão nos dentes.
  • E consome frutas cítricas e refrigerantes entre as refeições, resultando em perda gradual de estrutura dental na forma de abrasão.

Entre os procedimentos adotados pelos profissionais de odontologia, durante o atendimento à paciente, inclui-se

  • A não reencapar ou retirar a agulha da seringa com as mãos sem luvas, devido ao risco de transmissão de doença meningocócica por contato com a pele com dermatite.
  • B não utilizar os dedos como anteparo diante de instrumentos perfurocortantes, devido ao risco de transmissão de hepatite C por exposição percutânea.
  • C efetuar a desinfecção concorrente das secreções e dos instrumentos contaminados, devido ao risco de transmissão da mononucleose por exposição cutânea.
  • D colocar os coletores específicos para descarte de material perfuro cortante próximo ao local onde é realizado o procedimento e não ultrapassar o limite de dois terços de sua capacidade devido ao risco de transmissão de rubéola por exposição mucosa.
  • E desprezar todo o material perfurocortante, mesmo que estéril, em recipiente com tampa e resistente à perfuração, devido ao risco de transmissão de herpes por exposição cutânea.