Questões de Médico da Família (Medicina)

Limpar Busca

Uma jovem de 25 anos comparece à consulta, preocupada com um “caroço no pescoço” que percebeu ao colocar um colar. Não há sintomas. O exame físico é normal, exceto por três linfonodos na região cervical anterior esquerda, com 0,5 cm de diâmetro, móveis, sem flogose e consistência elástica. A conduta mais apropriada é:

  • A Ultrassom cervical.
  • B Apenas observação clínica.
  • C Radiografia do tórax.
  • D Hemograma com PCRt e sorologias virais.
  • E Tomografia de região cervical e tórax.

Uma mulher de 40 anos vem à consulta devido à presença de um nódulo tireoidiano de 1,5 cm visto em um ultrassom simples. Exames laboratoriais mostram TSH baixo e T4 livre normal. A próxima conduta deve ser:

  • A Cintilografia da tireoide.
  • B Doppler colorido da tireoide.
  • C Punção por agulha fina.
  • D Tireoidectomia.
  • E Metimazol ou propiltiouracil.

A próxima etapa da investigação clínica é:

  • A ANCA e biópsia renal.
  • B Fator reumatoide e anti-CCP.
  • C Endoscopia digestiva alta com manometria.
  • D FAN, anti-DNA e pesquisa de dismorfismo eritrocitário.
  • E Sorologia da dengue, zika e chikungunya.

O tratamento inicial mais apropriado é:

  • A Ciclofosfamida.
  • B Prednisona 0,5 mg/kg.
  • C Imunoglobulina venosa.
  • D Anti-inflamatórios não esteroidais.
  • E Pulsoterapia com corticoide.

Jorge, de 28 anos, procura seu médico de família, relatando secreção uretral mucopurulenta e ardência uretral durante a micção nas últimas 72 horas. Admite ter relações sexuais com parceiros de ambos os sexos sem uso de preservativos. Diante da impossibilidade de realizar exames complementares, foi medicado com doses únicas de 500 mg de ceftriaxone IM e 1 g de azitromicina VO. Uma semana depois do tratamento, retorna ao médico e diz que, apesar de alguma melhora, alguns sintomas persistem, como disúria e secreção uretral mucosa. Relata abstinência sexual nos últimos sete dias e tratamento dos seus parceiros fixos, com o mesmo regime terapêutico prescrito para ele, conforme orientado. Nesse contexto, a melhor conduta a ser tomada no retorno é:

  • A Solicitar testes de amplificação de ácidos nucleicos (NAAT) para gonococo e clamídia em urina.
  • B Repetir o esquema de 500 mg de ceftriaxone IM e 1 g de azitromicina VO, ambos em dose única.
  • C Administrar 100 mg de doxiciclina duas vezes ao dia, por sete dias, e azitromicina VO, dose única.
  • D Realizar pesquisa de tricomonas e cultura para Mycoplasma genitalium na primeira urina matinal.
  • E Prescrever 2 g de metronidazol VO, em dose única, e 400 mg de moxifloxacino VO por dez dias.