Questões de Avaliação Neurológica (Fisioterapia)

Limpar Busca

A hanseníase é uma doença infectocontagiosa, sistêmica, curável, provocada por um bacilo, chamado Hansen. É de evolução lenta e se manifesta por sinais e sintomas dermatoneurológicos.

Assinale a alternativa que menciona uma CORRETA manifestação neurológica da doença:

  • A Diminuição da sensibilidade local.
  • B Atrofia e contratura dos pés e mãos.
  • C Sudorese aumentada.
  • D Lesões de mucosas.
  • E Ressecamento dos olhos.

A Hanseníase é causada pelo Mycobacterium leprae, que é um parasita intracelular com afinidade por células cutâneas e por células dos nervos periféricos, onde se multiplica.

Sobre a fisiopatologia dessa doença, marque a alternativa CORRETA:

  • A O Mycobacterium leprae tem alta infectividade e baixa patogenicidade, porém com alta virulência.
  • B O Mycobacterium leprae costuma estar associado às temperaturas mais baixas e consegue se multiplicar com maior velocidade em organismos fragilizados.
  • C O Mycobacterium leprae possui uma capa protetora que prejudica a atuação do sistema imunológico dos seres humanos, o que facilita sua transmissão e letalidade.
  • D O Mycobacterium leprae possui mecanismos de transmissão sofisticados, sendo impossível para a maioria dos organismos evitar uma infecção.
  • E O Mycobacterium leprae demonstra baixa capacidade infectológica, alta patogenicidade e baixa letalidade.

Considere a paciente a seguir: HNS, 65 anos, diabética e hipertensa, apresentou subitamente fraqueza em hemicorpo direito, dificuldade para falar, e desvio de rima. Foi levada ao hospital onde recebeu tratamento apropriado, permanecendo internada por 12 dias. Após alta, seu quadro é de paresia, hiposensibilidade e hipotonia em hemicorpo direito, afasia motora com impacto secundário sobre o equilíbrio e a marcha. Selecione a alternativa que inclui as áreas cerebrais comprometidas e um possível tratamento fisioterapêutico.

  • A Território irrigado pela artéria cerebral média E, incluindo córtex sensório-motor e área de Broca. Tratamento com uso de canais de entrada facilitatórios, movimentos ativos orientados a tarefas.
  • B Região cerebral irrigada pela artéria cerebral anterior E, incluindo córtex sensório-motor e área de Wernicke. Intervenção com estímulos variados, solicitação de movimentos ativos e resistidos.
  • C Áreas corticais incluindo lobo frontal, parietal, temporal e occipital, em hemisfério E. Intervenção fisioterapêutica baseada em estimulação elétrica funcional em todo hemicorpo e fortalecimento seletivo.
  • D Áreas cerebrais irrigadas pela artéria cerebral anterior E, incluindo a área de Broca. Tratamento fisioterapêutico enfatizando ortostatismo e uso de talas infláveis em membro superior D e inferior D.

Uma criança com 4 anos, diagnóstico de paralisia cerebral, apresenta aumento de tônus e fraqueza em todo o corpo, sem muita dificuldade em movimentar os membros superiores. Ela demonstra redução de habilidades motoras grossas e faz uso de AFO e andador. Levando em conta a topografia e a natureza que constituem esse diagnóstico, como o quadro desta criança poderia ser classificado e, posteriormente, tratado pelo fisioterapeuta?

  • A Esta criança é classificada como diplégica espástica. Na intervenção, podem ser utilizados alongamentos globais, posturas inibitórias, atividades de alcance e encaixe em diversas alturas, com objetos de tamanhos e texturas variados.
  • B Este quadro pode ser classificado como diplegia espástica. O tratamento pode envolver manuseios que permitam alinhamento dos membros inferiores durante ortostatismo, mobilização pélvica e facilitação do passo.
  • C Pela classificação, o quadro seria quadriplegia espástica. A fisioterapia deve estar baseada em tarefas funcionais lúdicas buscando a melhora das funções motoras grossas e finas.
  • D De acordo com a descrição, a criança é classificada como quadriplégica espástica. O tratamento pode envolver brincadeiras com foco na manutenção do equilíbrio e alcance funcional com objetos variados.

O termo plasticidade do sistema nervoso ou plasticidade neural está relacionado à capacidade de adaptação do SNC e/ou SNP frente a estímulos internos e externos variados. Existem eventos que ocorrem célula-a-célula e outros na rede. Assinale a alternativa que apresenta eventos positivos de plasticidade ou sinais que podem acontecer, por exemplo, durante a aquisição de novas habilidades.

  • A Diasquise, estratégias comportamentais alternadas, recuperação da eficácia sináptica, atividade em vias separadas.
  • B Receptabilidade neuronal aumentada, regeneração dendrítica, degeneração Walleriana, brotamento colateral.
  • C Ativação de sinapses latentes, brotamento regenerativo, desenvolvimento de sinapses, expansão de mapas representacionais.
  • D Regeneração axonal, modulação de fatores neurotrópicos, sincinesias, dependência de estimulação relativa a tarefas.