Resumo de Matemática - Principais Fórmulas de Matemática Financeira

Juros Simples

J = C . i . t

J = juros
C
 = Capital
i
 = taxa de juros
t
 = número de períodos

 

Montante

M = C + J

M = C . (1 + ( i . t ) )

 

 

Juros Compostos

M = C . (1 +  i)t

 

J = M – C

 

 

Relação entre juros e progressões

·         Juros simples ® progressão aritmética

·         Juros compostos ® progressão geométrica

 

Taxas Equivalentes

Taxa anual equivalente a uma taxa mensal conhecida

1 + ia = (1 + im)t

ia = taxa anual
im = taxa mensal

Exemplos:

1 - Qual a taxa anual equivalente a 8% ao semestre?

Em um ano temos dois semestres, então teremos: 1 + ia = (1 + is)2
    1 + ia = 1,082 
    ia = 0,1664 = 16,64% a.a
.
   

2 - Qual a taxa anual equivalente a 0,5% ao mês?

    1 + ia = (1 + im)12
     1 + ia = (1,005)12 
     ia = 0,0617 = 6,17% a.a
.

 


Taxas Nominais, Reais e Efetivas

Taxas Nominais ® O período de formação e incorporação dos juros ao Capital não coincide com aquele a que a taxa está referida.

Exemplo:

Uma taxa de 15 % a.a., capitalização mensal, terá 16.08 % a.a. como taxa efetiva:

    15/12 = 1,25                    1,012512 = 1,1608


Taxas Efetivas ® O período de formação e incorporação os juros ao Capital coincide com aquele a que a taxa está referida.

Taxa Real ® é a taxa efetiva corrigida pela taxa inflacionária do período da operação.

 

Valor Presente e Futuro

Na fórmula M = C . (1 + i)n , o Capital  também é conhecido como Valor Presente e o montante M é também conhecido como Valor Futuro

 

Portanto:

 

Vf = Vp . (1 +  i)n

Voltar

Questões

Veja também

Outros resumos de Matemática