Resumo de Química - Massa Molecular

Aprenda como calculá-la


A massa molecular (MM) remete à soma dos átomos que formam determinada molécula. Cada elemento químico possui moléculas que são constituídas por átomos unidos por meio de ligações covalentes ou iônicas.
Essa proporção é dada através da unidade de massa atômica (u). De acordo com a convenção da IUPAC (União Internacional de Química Pura e Aplicada), a massa atômica corresponde a quantas vezes o átomo é maior que 1/12 da massa do isótopo do carbono-12. O carbono é usado como referencial porque tem o isótopo – átomos que possuem o mesmo número atômico (Z), mas diferem pelo número de massa (prótons + nêutrons) – mais abundante na natureza.
Sendo assim, a massa molecular equivale a quantas vezes a massa da molécula que compõe determinada substância é maior que /12 da massa do isótopo do carbono-12.

Como calcular a massa molecular?


Para determinar a massa molecular, basta somar todas as massas atômicas que constituem a molécula. Mas, antes é preciso consultar a tabela periódica e identificar a massa do átomo dos elementos envolvidos (costuma ficar logo abaixo do seu símbolo).
Vamos usar como primeiro exemplo o monóxido de carbono, cuja fórmula molecular é CO.
Passo 1: como essa substância é formada por carbono e oxigênio, é necessário descobrir suas respectivas massas atômicas ( C = 12 / O = 16)
Passo 2: realizar a soma dessas massas atômicas
MM = (massa atômica do C) + (massa atômica do O)
MM = (12 + 16) u
MM = 28 u
Logo, a massa molecular do monóxido de carbono é 28 u
Já nos casos em que a molécula apresenta mais de um átomo de cada elemento, é preciso multiplicar a massa atômica de tal elemento pela quantidade de átomos presentes na fórmula molecular. Observe nos exemplos:
SO2 (dióxido de enxofre)
MM = (quantidade de átomos de enxofe x a sua massa) + (quantidade de átomos de oxigênio x a sua massa atômica)
MM = (1 . 32) + (2. 16)
MM = 32 + 32 = 64 u


H2SO4 (ácido sulfúrico)
MM = (quantidade de átomos de hidrogênio x a sua massa) + (quantidade de átomos de enxofre x a sua massa atômica) + (quantidade de átomos de oxigênio x a sua massa atômica)
MM = (2 . 1) + (1 . 32) + (4 . 16)
MM = 2 + 32 + 64 = 98 u
C12H22O11 (sacarose)
MM = (quantidade de átomos de carbono x a sua massa) + (quantidade de átomos de hidrogênio x a sua massa atômica) + (quantidade de átomos de oxigênio x a sua massa atômica)
MM = (12 . 12) + (22 . 1) + (11 . 16)
MM = 144 + 22 + 176 = 342 u
Quando a fórmula tem parênteses, todos os elementos que estão dentro devem ser multiplicados pelo índice que aparece na parte de fora. Entenda:
Ca(NO3)2 (nitrato de cálcio)
Ca = 1 . 40 = 40
N = (1 . 2) . 14 = 2 . 14 = 28
O = (3 . 2) . 16 = 6 . 16 = 96
MM = 40 + 28 + 96 = 164 u
Fique atento! As massas atômicas que aparecem na tabela periódica são baseadas em cálculos de média ponderada. Isso acontece porque os elementos químicos têm átomos com a mesma quantidade de prótons e os isótopos. Por isso, a massa atômica das substâncias é o resultado de uma média que leva em consideração a massa de cada um dos seus isótopos e a quantidade que eles existem na natureza.
Voltar

Questões