Resumo de Química - Funções inorgânicas

As funções inorgânicas correspondem a um grupo de compostos que possuem algumas características químicas em comum, a principal delas é a ausência de cadeias carbônicas em sua composição.

Essas funções fazem parte da Química Inorgânica e são classificadas em quatro: ácidos, bases, óxidos ou hidróxidos e sais. Existe também as funções inorgânicas secundárias, por exemplo, hidretos, nitretos, sulfetos e carbetos.

Alguns compostos estão presentes no nosso cotidiano, inclusive nos alimentos que consumimos. O sabor azedo do limão e da laranja é em função do ácido cítrico, encontrado em várias plantas do gênero Citrus

O nitreto de hidrogênio (NH3), conhecido como amônia, é um composto secundário utilizado em produtos de limpeza como detergentes e amaciantes de roupa.

Contudo, o contato direto com essas substâncias pode causar eritema (vermelhidão na pele), vermelhidão nos olhos e outros efeitos.

 A Química Inorgânica

A Química Inorgânica é uma área da química que desdobra-se no estudo das substâncias que não contêm o elemento carbono coordenado em cadeias. Esses compostos representam cerca 95% de todas as substâncias que existem no planeta.

Até 1777, essa área era definia como “a parte da química que estuda os compostos originados no reino mineral”. Esse conceito tornou-se errôneo em 1908, quando Fritz Haber conseguiu sintetizar em laboratório um composto mineral: o nitrato de amônia.

Outro cientista teve uma grande participação nos estudos sobre as funções inorgânicas: Svante Arrhenius. Na teoria que leva o seu nome, ele agrupou os compostos inorgânicos conforme a semelhança e os classificou em ácidos, bases, sais e óxidos.

Funções inorgânicas

Ácidos

Os ácidos são compostos inorgânicos covalentes, ou seja, compartilham elétrons durante ligações químicas.  Em solução aquosa eles têm a capacidade de se ionizarem e liberarem íons positivos (H+).   

Sobre esses compostos sabe-se que eles conduzem eletricidade no meio aquoso; pH menor que 7; baixo ponto de fusão e ebulição e ao reagirem com as bases formam os sais e a água.

Os ácidos são divididos em dois grupos:

Oxiácidospossuem o elemento oxigênio em sua estrutura. A nomenclatura é dada pela regra: ácido + nome do elemento + ico ou oso. Exemplo:

  • Ácido sulfúrico (H2SO4)Fel
  • Ácido sulfuroso (H2SO3)
  • Ácido nítrico (HNO3)

Hidrácidosnão possuem o elemento oxigênio em sua estrutura. A nomenclatura segue a regra: ácido + nome do elemento + ídrico. Exemplo:

  • Ácido clorídrico (HCL)
  • Ácido sulfídrico (H2S)
  • Ácido bromídrico (HBr)

Bases

Também chamadas de hidróxidos, esses compostos inorgânicos são formados por um metal que se dissocia em água e libera íons negativos (OH-). As bases são consideradas complementares e opostas aos ácidos e, quando combinadas, formam os sais e a água.

Em relação as suas propriedades, as bases são boas condutoras de eletricidade em meio aquoso; pH acima de 7 e sabor adstringente, que “amarra” e “prende a língua”.

A nomenclatura das bases segue o padrão: hidróxido de + nome do cátion. Exemplo:

  • Hidróxido de sódio (NaOH)
  • Hidróxido de prata (AgOH)
  • Hidróxido de potássio (KOH)

Óxidos

Os óxidos são compostos binários, ou seja, formados por dois elementos químicos, sendo que o oxigênio é o mais eletronegativo entre eles. Os óxidos podem ser classificados em iônicos (oxigênio + metal) ou moleculares (oxigênio + ametal).

Existem alguns casos específicos na formação de óxidos. Por exemplo, o difluoreto de oxigênio (OF2) e o difluoreto de dioxigênio (O2F2) não são óxidos, pois o flúor é mais eletronegativo que o oxigênio.

A nomenclatura dos óxidos segue a regra: óxido + de + nome do elemento.  Exemplo:

  • Dióxido de enxofre (SO2)
  • Óxido de sódio (Na2O)
  • Óxido de zinco (ZnO)

Sais

Sais são compostos iônicos que possuem, no mínimo, um íon positivo diferente de H+ e um negativo diferente de OH-. Eles são produtos de uma reação chamada de neutralização que envolve um ácido e uma base.

Em relação as propriedades dos sais, esses compostos são sólidos e cristalinos; sabor característico salgado; alto ponto de ebulição e reagem com sais, ácidos, hidróxidos e metais, originando outros sais.

A nomenclatura dos sais é diferente das demais funções inorgânicas, pois é definida pela mudança de sufixo do ácido que originou o ânion (íon positivo) do sal:

  • Se o ácido termina em ídrico, o do sal termina em eto;
  • Se o ácido termina em oso, o do sal termina em ito;
  • Se o ácido terminar em iço, o sal termina ato.

Exemplo:

Cloreto de sódio (NaCl)

Cátion → Na+ (originário do hidróxido de sódio, NaOH, uma base);

Ânion → Cl- (originário do ácido clorídrico, HCl, um ácido forte).

Voltar

Questões