Instituto de Previdência dos Servidores Públicos de Avaré - SP (AVAREPREV-SP) - Escriturário (2020) Questão 5

Leia o texto para responder a questão.


Muito devagar e sempre


Um dos principais fatores a dificultar a retomada da economia nos últimos anos tem sido a exasperante letargia da criação de empregos. Apesar da elevada informalidade no mercado, há sinais de que a situação pode melhorar adiante.

Dados recém-divulgados mostraram a criação líquida de 157,2 mil vagas com carteira assinada em setembro, no resultado mais positivo para o mês desde 2013. Outra novidade é a geração em todos os principais setores, incluindo os mais atingidos pela crise, como a construção civil.

É verdade que os dados totais do mercado de trabalho, coletados pelo IBGE, contam uma história menos favorável. Mostra-se a criação de 1,84 milhão de vagas no período de 12 meses até agosto, com prevalência de ocupações na maior parte mais precárias (95% delas sem carteira ou por conta própria).

Nada menos que 41% da população ocupada está na informalidade, e outras cifras suscitam preocupação. A taxa de desemprego tem caído lentamente – na média do trimestre junho-agosto foram 11,8%, ante 12,1% no período correspondente do ano passado. A desocupação ainda atinge 12,6 milhões de brasileiros.

Embora o desempenho recente recomende cautela, os indícios são de continuidade na abertura de postos de trabalho. Uma coletânea de fatores pode impulsionar gradualmente a economia.


(Editorial. Folha de S.Paulo, 22.10.2019. Adaptado)




A frase inicial do texto – Um dos principais fatores a dificultar a retomada da economia nos últimos anos tem sido a exasperante letargia da criação de empregos. – indica que

  • A a estagnação da criação de empregos gera intranquilidade no mercado econômico e dificulta a retomada da economia.
  • B a dificuldade de retomada da economia decorre da criação de empregos de forma inconsistente com as necessidades do mercado econômico.
  • C a criação de empregos, ainda célere, dificulta a retomada da economia porque ocorre com desinteresse pelo mercado econômico.
  • D a economia do país convive com a irritação do mercado econômico, que dificulta a criação rápida de empregos.
  • E a criação de empregos exalta o mercado econômico, visando amenizar as turbulências, mas ainda não recuperou a economia.

Encontre mais questões

Voltar