Questões da Prova do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (DETRAN-SP) - Analista de Trânsito (FCC - 2019)

Limpar Busca

Deve-se entender, segundo a fundamentação apresentada no texto, que uma promessa

  • A produz seus efeitos toda vez que formulada com recursos de uma retórica vibrante.
  • B terá cumprimento à medida que seu sujeito tenha vontade de cumpri-la.
  • C costuma indicar não o seu cumprimento, mas a dificuldade de efetivação dele.
  • D é por vezes tão frágil em si mesma que os próprios deuses não têm como cumpri-la.
  • E vale muitas vezes mais do que uma opinião que não possa ser comprovada.

Considerando-se o contexto, traduz-se adequadamente o sentido de um segmento do texto em:

  • A se exalta e defende com ardor (1° parágrafo) = arrebata-se e sustenta com paixão.
  • B ânimo persuasivo só recrudesce (1° parágrafo) = intenção retórica só se arrefece.
  • C lança mão das artes e artimanhas (1° parágrafo) = exclui a força artesanal convincente.
  • D dúvida quanto à sua concretização (2° parágrafo) = projeção da fé em sua efetividade.
  • E quanto mais solene ou enfática (2° parágrafo) = tanto mais sincera quanto consciente.

Está clara e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:

  • A Têm muitas pessoas que creem poder ter uma promessa qualquer garantia de que venha a cumpri-la.
  • B São justamente aqueles que mais prometem quem menos cumprem o que prometeram com ânimo tão susceptível.
  • C Ainda quando se ponham em promessas todo o ardor, visto que nem assim mesmo se possam garanti-las.
  • D Até mesmo as promessas de amor soam tão mais duvidosas quanto maior a ênfase com que se fazem.
  • E Não cabem aos humanos tentar prometer tudo aquilo com que só os deuses se podem encarregar.

Há ocorrência de forma verbal na voz passiva e pleno atendimento às normas de concordância na frase:

  • A Não são em todas as circunstâncias que a gente é capaz de defender as opiniões que emitem com segurança.
  • B As artes e as artimanhas que sejam propagadas com ênfase podem indicar a insegurança de quem delas se vale.
  • C São paradoxais as promessas feitas com tanta ênfase, que parece apontar, de fato, para sua fragilidade.
  • D Quando alguém enuncia verdades incontestáveis não precisam lançar mão de qualquer esforço para prová-las.
  • E Mesmo nas declarações de amor podem haver promessas que, por conta de sua ênfase, não se poderá cumprir.

É adequado o emprego de ambos os elementos sublinhados na frase:

  • A As promessas de que não cumprimos são aquelas à quem emprestamos a maior ênfase.
  • B A ênfase com cuja ele se exprime não faz ninguém confiar nada ao que ele diga.
  • C A frase de Bertrand Russel na qual o autor se refere é uma verdade onde ninguém duvida.
  • D A frase que a tradução está entre parênteses expressa uma denúncia para os excessos do amor.
  • E A sinceridade é um sentimento em que não cabe exagero, nada conspira contra sua força.