Questões de Provas da Assembleia Legislativa do Maranhão (AL-MA) Página 1

A função textual do primeiro parágrafo do texto é

  • A situar o texto como uma resposta a um problema pontual
  • B indicar a razão de discutir-se, no momento, a redução de idade penal.
  • C apresentar o fato que leva à necessidade de mudar-se a lei de redução do limite de idade penal.
  • D colocar o leitor, argumentativamente, do lado de quem defende a redução do limite de idade penal
  • E comover o leitor a fim de que possa realizar a leitura do texto com mais atenção e interesse.

Português

Compartilhe esta questão

A empregada foi embora 

Chegou ao Brasil um problema que, na Europa, velho de meio  século,  em  nosso  país  só  as  empregadas  domésticas  enfrentavam: como viver sem empregada, esse personagem que,  dentro de casa, serve de amortecedor às tensões entre homens e  mulheres  confrontados  às  exigências  do  cotidiano  de  uma  família. 

Quem  faz  o  quê  na  infinidade de  pequenos  gestos  do  dia  a  dia? Nem um nem outro. A  resposta é  simples: a empregada, a  babá,  a  cuidadora.  Por  vezes  as  três  tarefas  em  uma  mesma  pessoa.  Baixos  salários,  jornadas  infindáveis,  condições  de  alojamento  deploráveis,  essa  sequela  da  escravidão  exigia  uma  abolição. A lei é bem vinda. Abre uma dinâmica de transformação  da  sociedade  que  ainda  não  está  visível  em  toda  a  sua  profundidade e cujos desdobramentos vão muito além dos muros  da casa. Vai  interpelar, para além do orçamento das  famílias, as  contas públicas e a organização do tempo nas empresas. 

(Oliveira, Rosiska Darcy de. O Globo, abril de 2013.)
 
O título dado ao texto – A empregada foi embora – refere-se
  • A ao  processo  normalmente  simples  de  despedir-se  a  empregada doméstica.
  • B ao  fato  social  de  se mandarem  embora  as  empregadas  em  função  dos  altos  custos  atuais  de  sua  manutenção  no  trabalho.
  • C ao problema derivado do  fato de as empregadas domésticas  se demitirem em função das péssimas condições de trabalho.
  • D ao  momento  histórico  presente,  quando  as  empregadas  passaram  a  ter  acesso  a  leis  socialmente  mais  justas  e  os  problemas daí derivados.
  • E ao alerta para as  famílias brasileiras de que devem aceitar o  fato  de  pagar  de  forma  mais  justa  aos  empregados  domésticos em geral.
Leia o fragmento a seguir e responda às questões 02 e 03.

"No início do mês, um assaltante matou um jovem em São Paulo com um tiro na cabeça, mesmo depois de a vítima ter lhe passado o celular. Identificado por câmeras do sistema de segurança do prédio do rapaz, o criminoso fo i localizado pela polícia, mas - apesar de todos os registros que não deixam dúvidas sobre a autoria do assassinato - não ficará um dia preso".


Nesse segmento inicial do texto, o vocábulo que tem seu sentido especificado por razões situacionais, ou seja, por elementos de fora do texto propriamente dito, é:
  • A mês
  • B vítima
  • C rapaz
  • D criminoso
  • E que

Português

Compartilhe esta questão

Uma gramática de língua portuguesa diz que os adjetivos de relação "Não admitem graus de intensidade e vêm normalmente pospostos ao substantivo

                                      (Celso Cunha e Lindley Cintra, Nova Gramática do Português Contemporâneo).
 
As alternativas a seguir apresentam exemplos para esse tipo de adjetivo, à exceção de uma. Assinale-a.
  • A Pessoa simples.
  • B Nota mensal.
  • C Movimento estudantil.
  • D Casa paterna.
  • E Vinho português.

Português

Compartilhe esta questão
A empregada foi embora

Chegou ao Brasil um problema que, na Europa, velho de meio  século,  em  nosso  país  só  as  empregadas  domésticas  enfrentavam: como viver sem empregada, esse personagem que,  dentro de casa, serve de amortecedor às tensões entre homens e  mulheres  confrontados  às  exigências  do  cotidiano  de  uma  família. 

Quem  faz  o  quê  na  infinidade de  pequenos  gestos  do  dia  a  dia? Nem um nem outro. A  resposta é  simples: a empregada, a  babá,  a  cuidadora.  Por  vezes  as  três  tarefas  em  uma  mesma  pessoa.  Baixos  salários,  jornadas  infindáveis,  condições  de  alojamento  deploráveis,  essa  sequela  da  escravidão  exigia  uma  abolição. A lei é bem vinda. Abre uma dinâmica de transformação  da  sociedade  que  ainda  não  está  visível  em  toda  a  sua  profundidade e cujos desdobramentos vão muito além dos muros  da casa. Vai  interpelar, para além do orçamento das  famílias, as  contas públicas e a organização do tempo nas empresas.

(Oliveira, Rosiska Darcy de. O Globo, abril de 2013.) 

“Chegou  ao  Brasil  um  problema  que,  na  Europa,  velho  de meio  século, em nosso país só as empregadas domésticas enfrentavam:  como  viver  sem  empregada,  esse  personagem  que,  dentro  de  casa, serve de amortecedor às tensões entre homens e mulheres  confrontados às exigências do cotidiano de uma família”. 

Sobre os constituintes desse primeiro parágrafo do texto, assinale  a alternativa que apresenta o comentário inadequado. 
  • A O adjetivo “velho” está mal empregado, já que, referindo-se à  Europa, deveria estar no gênero feminino – “velha”.
  • B Os dois pontos após “enfrentavam” introduz uma explicitação  do substantivo “problema”.
  • C O advérbio “como” tem valor de interrogativo de modo.
  • D As vírgulas empregadas antes e depois de “esse personagem  que” marcam um aposto.
  • E A  expressão  “serve  de  amortecedor  às  tensões”  indica  um  papel positivo das empregadas domésticas.