Questões da Prova do Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) - Analista Administrativo - Administração (2020)

Limpar Busca

Segundo o autor do texto, o emprego da palavra “reprodução” para se referir ao nascimento de um filho

  • A esconde o desejo dos pais de que seus filhos escolham viver de acordo com seus sistemas de valores.
  • B constitui um eufemismo, reforçando a ideia de que o novo ser possuirá uma personalidade própria.
  • C se justifica, visto que os genes garantem a continuidade dos traços dos pais nas próximas gerações.
  • D cria um duplo jogo em que os filhos são, ao mesmo tempo, os maiores admiradores e detratores dos pais.
  • E estabelece uma falsa ideia de que os filhos representam a continuidade da existência dos pais.

De acordo com o texto, é correto afirmar que

  • A os filhos tornam-se estranhos para os pais na medida em que os obrigam a amá-los por si mesmos.
  • B diferentemente da maternidade, a paternidade pressupõe a relação com um estranho.
  • C não é possível amar um filho por si mesmo, sem colocar nele projeções de nossa própria personalidade.
  • D a fantasia da imortalidade faz com que seja extremamente difícil aceitar que um filho seja diferente de nós.
  • E nosso sistema de valores é passado a nossos filhos com a condição de que eles se tornem admiradores.

Considere a seguinte frase do texto:


“Na medida em que nossos filhos se parecem conosco, eles são nossos admiradores mais preciosos, e, na medida em que são diferentes, podem ser os nossos detratores mais veementes”.


Um sinônimo para o vocábulo em destaque é

  • A impetuosos.
  • B inexpressivos.
  • C exigentes.
  • D extenuantes.
  • E comoventes.

Assinale a alternativa em que há palavra empregada com sentido figurado.

  • A Na medida em que nossos filhos se parecem conosco, eles são nossos admiradores mais preciosos.
  • B A paternidade nos joga abruptamente em uma relação permanente com um estranho.
  • C Mas o sangue, tanto na sociedade moderna como nas antigas, fala mais alto.
  • D Quando duas pessoas decidem ter um bebê, elas se envolvem em um ato de “produção”.
  • E Filhos cuja característica definidora aniquila a fantasia da imortalidade são um insulto em particular.

O trecho do texto que está reescrito corretamente, considerando as regras de emprego da vírgula é:

  • A Desde o início, nós os instigamos a nos imitar e ansiamos, pelo que talvez seja o elogio mais profundo da vida: o fato de eles escolherem viver de acordo com nosso sistema de valores.
  • B O uso generalizado da palavra “reprodução” para essa atividade, com a implicação de que duas pessoas estão quase se trançando juntas, é, na melhor das hipóteses, um eufemismo.
  • C A paternidade nos joga, abruptamente em uma relação permanente com um estranho, e quanto mais alheio o estranho, mais forte a sensação de negatividade.
  • D Tendo previsto a marcha para a frente de nossos genes egoístas, muitos de nós não estamos preparados para filhos que, apresentam necessidades desconhecidas.
  • E Devemos amá-los por si mesmos e, não pelo melhor de nós mesmos neles, e isso é muito mais difícil de fazer.