Questões da Prova do CRA-RR - Fiscal (2020)

Limpar Busca

De acordo com a argumentação da autora, a epidemia é considerada uma construção coletiva pelo seguinte motivo:

  • A investir em ciência é decorrente de financiamento público
  • B formar pesquisadores de ponta demanda tempo longo
  • C evitar o contágio depende de uma ação comunitária
  • D testar os medicamentos exige consentimento

Considerando uma leitura global do texto, observa-se que, além de informar sobre o estágio atual dos estudos sobre a Covid-19, o texto tem o propósito de:

  • A valorizar a construção do conhecimento científico
  • B relativizar o domínio dos cientistas sobre seu objeto
  • C reconhecer as falhas percebidas no percurso recente
  • D criticar o acúmulo de saberes divergentes sobre a saúde

“Epidemias são fenômenos intrinsecamente sociais: contraímos as doenças infecciosas e as transmitimos para as pessoas ao redor” (2º parágrafo). Na frase, os dois-pontos podem ser substituídos pela seguinte expressão:

  • A sem bem que
  • B por mais que
  • C ainda que
  • D visto que

“se bem utilizadas, podem proteger até quem não se vacinou” (1º parágrafo). Com base na discussão do texto, a justificativa para essa ideia é:

  • A a vacina já causa a doença nas pessoas
  • B a imunização reduz o risco de transmissão
  • C o recurso financeiro garante o acesso de todos
  • D o trabalho de divulgação favorece a proteção individual

A palavra “que” é um pronome relativo retomando um termo anterior em:

  • A “geram uma memória imunológica que nos protege da doença, às vezes por toda a vida”
  • B “Calcula-se que atingiremos a imunidade de rebanho quando entre 60 e 70% da população estiver imune ao vírus”

  • C “Há quem estime que a taxa seja menor, dada a heterogeneidade da população”
  • D “várias pesquisas (inclusive brasileiras) evidenciam que sem a vacina essas taxas não serão alcançadas no curto prazo”