Questões da Prova do Controladoria Geral do Estado do Rio Grande do Norte (CGE - RN) - Contador (IBFC - 2019)

Limpar Busca
De acordo com a leitura atenta da tira acima, de “Calvin e Haroldo”, assinale a alternativa correta:
  • A A tira é construída integralmente a partir do monólogo do garoto Calvin, personagem que reflete sobre a vida e morte.
  • B No primeiro quadrinho, há a contra-argumentação de Calvin em relação à visão de mundo da sua mãe sobre a vida e a morte.
  • C O segundo quadrinho da tira evidencia o caráter inconformista da visão da mãe de Calvin a respeito da fatalidade da morte.
  • D No último quadrinho, é possível notar na fala do garoto sua preocupação de que seu amigo Haroldo, o tigre, morra.

De acordo com a leitura atenta da tira acima, de “Calvin e Haroldo” e, de acordo com a Gramática Normativa da Língua Portuguesa, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa correta.


I. No primeiro quadrinho há o uso do discurso indireto, já que o discurso da mãe é enunciado por outra personagem, no caso, por seu filho Calvin.

II. No segundo quadrinho a oração “que nós não entendemos realmente isto” é classificada como Oração Subordinada Substantiva Objetiva Direta.

III. Os verbos “pudermos” e “temos” no segundo quadrinho estão conjugados no modo indicativo.

IV. O pronome de tratamento “você” no último quadrinho é, sintaticamente, um vocativo por se referir diretamente a Haroldo seu interlocutor.

  • A Apenas as afirmativas I e II estão corretas.
  • B Apenas as afirmativas I, II e IV estão corretas.
  • C Apenas as afirmativas II e III estão corretas.
  • D Apenas as afirmativas II, III e IV estão corretas.

Na canção “O Meu guri”, o compositor Chico Buarque faz um retrato de determinada classe social. Leia com atenção a letra e analise as afirmativas a seguir, depois assinale a alternativa correta:


I. Os versos “Chega estampado, manchete, retrato/Com venda nos olhos, legenda e as iniciais” indicam o êxito do filho do eu-lírico, que alcançou a fama e prosperou na vida.

II. Os versos a seguir “ele um dia me disse/Que chegava lá” podem ser entendidos como uma promessa, enunciada em discurso indireto pelo filho do eu-lírico, de que ele sairia da condição social precária em que nasceu.

III. O verso “Chega suado e veloz do batente”, no contexto da letra, atesta a perseverança do filho do eu-lírico em alcançar seu objetivo de vida por meio do trabalho honesto.

IV. O verso “Boto ele no colo pra ele me ninar” apresenta um jogo de palavras que inverte a lógica usual das ações e de seus, respectivos, agentes enunciados no verso.

  • A Apenas as afirmativas I e III estão corretas.
  • B Apenas as afirmativas II e IV estão corretas.
  • C Apenas as afirmativas II e III estão corretas.
  • D Apenas as afirmativas III e IV estão corretas.
Na canção “O Meu Guri” existem muitos trechos irônicos, construídos pela contraposição da ingenuidade do discurso do eu-lírico e a gravidade da situação social vivida pelo filho. Considerando a canção e a ironia presente nela, assinale a alternativa incorreta:
  • A Nos versos a seguir “e uma penca de documentos/Pra finalmente eu me identificar”, há a presença de ironia, pois os documentos trazidos pelo filho eram produtos de roubos, que, portanto, identificavam as vítimas dos assaltos e não o eu-lírico.
  • B Nos versos “Eu não entendo essa gente, seu moço/ Fazendo alvoroço demais” não há ironia, pois representa a manifestação sincera da ingenuidade do eu-lírico, que não entende que o alvoroço das pessoas se deve à morte do filho.
  • C Nos versos “O guri no mato, acho que tá rindo/Acho que tá lindo de papo pro ar” a ironia está no fato de o eu-lírico achar que o seu filho está descansando no mato, quando, na verdade, está morto.
  • D No verso “Chega suado e veloz do batente”, a ironia está no fato de que o filho do eu-lírico não precisa correr e nem suar no seu batente.
De acordo com a letra da música “O Meu guri” e com a Gramática Normativa da Língua Portuguesa assinale a alternativa correta:
  • A O trecho destacado no verso “Quando, seu moço, nasceu meu rebento” é o sujeito do verbo nascer
  • B Os trechos destacados no verso “Ai, o meu guri, olha !” são, respectivamente, conjunção e advérbio.
  • C A expressão grifada no verso a seguir é um predicativo do sujeito “Essa onda de assaltos está um horror”.
  • D No verso “Desde o começo eu não disse, seu moço!” a expressão destacada é um objeto direto do verbo “dizer”.