Questões de CONSULPLAN

Limpar Busca
A empresa A adquiriu um terreno com a finalidade de mantê-lo em seu patrimônio para fins de valorização de capital a longo prazo, não pretendendo vendê-lo a curto prazo no curso ordinário dos negócios da entidade. A empresa A sabe que no longo prazo é provável que os benefícios econômicos futuros associados a esse terreno fluirão para a entidade e o seu custo pode ser mensurado confiavelmente. Ainda, a empresa A não almeja utilizá-lo na produção ou fornecimento de bens ou serviços ou para finalidades administrativas. Com base nas informações apresentadas e considerando a Norma Brasileira de Contabilidade NBC TG 28 (R4), este terreno deverá ser reconhecido no patrimônio da empresa A como:
  • A Imobilizado.
  • B Propriedade para Investimento.
  • C Investimento Temporário a Longo Prazo.
  • D Ativo Não Circulante Mantido para Venda.
“Conforme o art. 43 do Código Tributário Nacional, o(a) _________________ do Imposto de Renda ocorre pela aquisição da disponibilidade econômica ou jurídica de renda.” Assinale a alternativa que completa corretamente a afirmativa anterior.
  • A anistia
  • B isenção
  • C fato gerador
  • D compensação

Segundo a NBC TA 230 (R1), Documentação de Auditoria é o registro dos procedimentos de auditoria executados, da evidência de auditoria relevante obtida e conclusões alcançadas pelo auditor (usualmente também é utilizada a expressão “papéis de trabalho”).
(Conselho Federal De Contabilidade, NBC TA 230 (R1), item 6.)
Ao tratar dos papéis de trabalho, Almeida (2017) e Crepaldi (2016) apontam que estes devem ser organizados conforme sua natureza e finalidade, sendo a forma mais prática mantê-los em pastas apropriadas de acordo com o assunto a que se referem, sendo maneira usual separá-los em pelo menos dois grupos: pasta permanente e pasta corrente. Observe as informações a seguir.


Levando em consideração as informações, é correto afirmar que o documento representado pela imagem constitui-se em documento de auditoria que deve ser arquivado em:

  • A Pasta Corrente.
  • B Pasta Permanente.
  • C Listas de Verificação.
  • D Resumos de Assuntos Significativos.

Os seguintes dados foram obtidos em uma Demonstração do Valor Adicionado (DVA) referente ao exercício social de uma entidade do setor de bens industriais encerrado em 31/12/20X3:



Com base somente nos dados apresentados e considerando a Resolução CFC nº 1.138/08, que aprova a Norma Brasileira de Contabilidade NBC TG 09 – Demonstração do Valor Adicionado, o Valor Adicionado Líquido Produzido e o Valor Adicionado Total a Distribuir pela entidade são, respectivamente:

  • A R$ 10.000.000 e R$ 8.600.000
  • B R$ 18.900.000 e R$ 8.600.000
  • C R$ 8.600.000 e R$ 18.900.000
  • D R$ 10.000.000 e R$ 18.900.000

A seguir são apresentados o preâmbulo de um hipotético Contrato Social e os artigos do Código Civil referentes à capacidade para exercício de atividade de empresário.

José XYZ, brasileiro, casado em regime de comunhão parcial de bens, empresário, portador da cédula de identidade nº. 011.022 SSP/EV, inscrito no CPF/MF sob o nº 001.002.003-04, residente e domiciliado na Rua das Flores, nº 19, Cidade do Bosque, no Estado do Verde;

Joana XYZ, brasileira, casada em regime de comunhão parcial de bens, empresária, portadora da cédula de identidade nº 033.044 SSP/EV, inscrita no CPF/MF sob o nº 004.003.004-05, residente e domiciliada na Rua das Flores, nº 19, Cidade do Bosque, no Estado do Verde;

José XYZ Júnior, brasileiro, solteiro, empresário, portador da cédula de identidade nº 044.055 SSP/EV, inscrito no CPF/MF sob o nº 006.007.008.-09, residente e domiciliado na Rua das Flores, nº 19, Cidade do Bosque, no Estado do Verde, nascido em 15/05/2002, tendo dezessete anos nesta data, emancipado por concessão dos pais, conforme escritura devidamente averbada no Cartório de Registro Civil da Comarca da Cidade do Bosque, resolvem constituir uma sociedade limitada, o fazem sob as condições seguintes: [...]

Artigo 5º. A menoridade cessa aos dezoito anos completos, quando a pessoa fica habilitada à prática de todos os atos da vida civil. Parágrafo único: Cessará para os menores a incapacidade: [...]

Artigo 972. Podem exercer atividade de empresário os que estiverem em pleno gozo da capacidade civil e não forem legalmente impedidos.

(BRASIL. Código Civil, 2002.)

Considerando o preâmbulo e as hipóteses de cessão da menoridade previstas no Código Civil, pode-se afirmar que a sociedade:

  • A Poderá ser iniciada somente quando José XYZ Júnior se casar.
  • B Só poderá ser iniciada quando José XYZ Júnior completar 18 anos.
  • C Poderá ser iniciada se José XYZ Júnior já houver concluído o ensino médio.
  • D Poderá ser iniciada, pois José XYZ Júnior foi emancipado por concessão dos pais.