Questões de Saúde da Criança e do Adolescente (Enfermagem)

Limpar Busca
Criança, 3 anos, sexo masculino, apresentando frequência respiratória de até 40 RPM, é considerado:
  • A Que a criança apresenta - se Bradicárdica;
  • B Que a criança apresenta – se Eupneica;
  • C Que a criança apresenta – se Dispneica;
  • D Que a criança apresenta – se Normotensa.

Sobre o exame físico da criança nas primeiras semanas de vida, assinale a alternativa INCORRETA:

  • A Consideram-se normais tanto uma perda de peso de até 20% ao nascer quanto a sua recuperação até o 30º dia de vida.
  • B A temperatura axilar normal situa-se entre 36,4ºC e 37,5ºC e não necessita ser medida rotineiramente em crianças assintomáticas, exceto na presença de fatores de risco, como febre materna durante o parto.
  • C A respiração é basicamente abdominal e deve estar entre 40mrm e 60mrm.
  • D As fontanelas não devem estar túrgidas, abauladas ou deprimidas.

A consulta de Enfermagem é um processo dinâmico que envolve várias dimensões interrelacionadas, simultâneas e contínuas para promover um atendimento generalista, centrado no ciclo de vida e na família. Na infância, a avaliação de parâmetros de crescimento e esenvolvimento durante a consulta de Enfermagem é capaz de detectar inúmeras alterações e a partir disso oferecer uma assistência de qualidade compatível às necessidades identificadas. Sobre a consulta de enfermagem em puericultura, os parâmetros utilizados e as ações a serem realizadas pode-se afirmar:

  • A O profissional enfermeiro deve investigar as eliminações quanto à frequência e aparência (cor, odor, consistência) das fezes e urina da criança, atentando-se quanto a continência no decorrer do crescimento e desenvolvimento da criança. O controle do esfíncter anal inicia-se por volta dos 24 meses, o vesical aos 18 meses e o vesical noturno é esperado até os 5 anos de idade.
  • B O enfermeiro deve solicitar à mãe o cartão da criança e verificar se o esquema vacinal está completo para a idade da criança. Caso o esquema esteja incompleto, o enfermeiro deve registrar no cartão nova data para retorno e vacinação além de orientar quanto a vacina, os benefícios, riscos e possíveis eventos adversos.
  • C Na avaliação do padrão de higiene, o enfermeiro deve considerar a quantidade de banhos, os produtos utilizados e as queixas quanto à integridade da pele da criança. Na assadura amoniacal ou de fralda a mãe deve ser orientada quanto à necessidade de troca de fraldas frequentes e uso de pomada de barreira.
  • D O enfermeiro deve avaliar a alimentação e hidratação da criança respeitando as condições econômicas e culturais da família. Deve ainda investigar a qualidade, quantidade, modo de preparo, higiene no preparo e conservação, porções, horários e frequência, incentivando a ingesta de água desde os primeiros meses de vida para garantir a hidratação adequada.
O Streptococcus agalactiae é um potencial agente causador de infecções neonatais que podem evoluir para óbito. O risco de infecção em recém-nascidos está significativamente aumentado nos nascidos de mulheres colonizadas por este microrganismo nas regiões de vagina e reto que podem chegar até 10 a 30% das gestantes. Como prevenção destas infecções neonatais, é recomendada a cultura de material vaginal e retal das gestantes, para que possa ser realizada a quimioprofilaxia adequada. Sobre a realização desse exame, assinale a alternativa correta.
  • A Para a coleta deste material, não é recomendado banho ou higiene íntima antes da coleta.
  • B A coleta deve ser realizada obrigatoriamente antes da 35ª semana de gestação ou a critério médico.
  • C Após a coleta, manter os tubos refrigerados até o envio ao laboratório, que poderá ser em um prazo de até 3 dias.
  • D Para a coleta da secreção vaginal é utilizado o espéculo vaginal.
As crianças são frequentemente acometidas por doenças respiratórias e gastrointestinais. Sendo assim, o profissional de saúde deve conseguir identificar sinais de maior gravidade dessas doenças. Para a criança com tosse ou dificuldade para respirar, é importante verificar se a frequência respiratória está intensificada, se a criança apresenta sibilos ou estridor e se apresenta tiragem subcostal. A frequência respiratória varia de acordo com a idade da criança, sendo considerada pelo Manual de Crescimento e Desenvolvimento Infantil, do Ministério da Saúde, como normal para uma criança de 6 a 8 anos uma frequência respiratória de até:
  • A 60 mpm.
  • B 30 mpm.
  • C 50 mpm.
  • D 20 mpm.
  • E 40 mpm.