Questões de Principais Teorias e Autores (Comunicação Social)

Limpar Busca

O prefeito do município de Arapongas – PR enviou um e-mail convocando todos os servidores para uma reunião sobre atendimento ao público. Diante da situação hipotética e dos conceitos dos elementos da comunicação, assinale a alternativa CORRETA:

  • A O código utilizado para redigir a mensagem foi o correio eletrônico.
  • B O canal utilizado para divulgar a mensagem foi a língua portuguesa.
  • C O referente foi a reunião sobre atendimento ao público.
  • D Os emissores da mensagem foram todos os servidores.
  • E O receptor da mensagem foi o prefeito.

Ícone, índice e símbolo, dentro da classificação dos signos proposta por Charles Sanders Peirce, em suas teorias sobre semiótica, referem-se à relação do signo

  • A de maneira geral.
  • B consigo mesmo.
  • C com seu interpretante.
  • D com seu interpretado.
  • E com seu objeto.

Na teoria do agendamento, a mídia induz não o que as pessoas pensarão, mas sobre o que elas debaterão. A seleção de assuntos pode ser de acordo com aquilo que um selecionador entende por interesse público (conteúdo jornalístico) ou com a veiculação promocional fundamentada em necessidades comerciais, organizacionais e/ou programáticas (conteúdo publicitário). No processo de comunicação, de acordo com essa teoria, a “saliência” é o conceito que se refere

  • A ao valor dado pelo receptor a um determinado assunto da agenda, realizando a interface entre a percepção individual e a opinião pública.
  • B à forma como um assunto será tratado nos diversos foros sociais de debate (trabalho, casa, vizinhança etc.) provocados pela mídia.
  • C ao tempo em que o tema agendado pela mídia levará da veiculação à agenda do público e à influência sobre a opinião pública.
  • D à falta de confiança do receptor na informação, gerando uma busca por confirmação com informações mais detalhadas e confiáveis.
  • E à frequência e à ênfase com que um conteúdo é veiculado, demonstrando que é julgado muito importante nos círculos publicadores.

Jürgen Habermas, pensador da assim chamada “Segunda Geração” da Escola de Frankfurt, propôs a consecução de formas de se relacionar socialmente para superar a busca do sucesso individual (ação estratégica) para dinâmicas dialogadas buscando o entendimento mútuo (ação comunicativa). Durante sua trajetória, particularmente na ascensão dos debates sobre a globalização, ele se debruça sobre o entendimento e construção de um espaço socialmente reconhecido, não institucionalizado, em que circulam ideias, propostas debates, pontos de vistas do cotidiano. A comunicação é elemento vital para a circulação de tais informações nesse espaço, o qual é denominado pelo autor como

  • A Teoria Crítica.
  • B Indústria Cultural.
  • C Reprodutibilidade Técnica.
  • D Dialética do Esclarecimento.
  • E Esfera Pública.

Segundo Manuel Castells, o processo de globalização, tendo como um dos principais elementos o desenvolvimento tecnológico em computação e telecomunicações, inclui a criação de centros de ponta, tanto em termos econômicos quanto científicos, ao redor do globo, interconectados e interligados compartilhando interesses mútuos. O conceito proposto pelo autor espanhol, entre o final dos anos 1980 e começo dos 1990, para descrever tal dinâmica é:

  • A sociedade em rede.
  • B aldeia global.
  • C tecnologias da inteligência.
  • D impérios da comunicação.
  • E galáxia da internet.