Questões de Políticas Sociais (Serviço Social)

Limpar Busca
No modelo brasileiro de proteção social não contributiva, a Política de Assistência Social brasileira apresenta três objetivos. São eles:
  • A proteção social básica, de média e de alta complexidade.
  • B universalização, descentralização e participação popular.
  • C proteção social, vigilância social e defesa de direitos.
  • D controle social, gestão compartilhada e monitoramento.
  • E prevenção, fomento à renda e garantia de sobrevivência.
Sobre a política social no capitalismo, assinale a alternativa correta.
  • A Funda-se em uma verdadeira redistribuição da riqueza.
  • B Configura-se, no contexto da estagnação, como um terreno importante da luta de classes.
  • C Cria condições de um Estado máximo para os trabalhadores.
  • D Na perspectiva marxiana, a política social é o caminho para o comunismo.
  • E Realizam-se por ações que atendem aos interesses exclusivos da classe dominante no capitalismo.
No mundo do trabalho contemporâneo, tem se falado de uma parcela da população que, de tanto procurar emprego e não achar, desistiu de tentar trabalhar. O nome que se tem atribuído a essa categoria de trabalhadores é
  • A desocupados.
  • B subocupados.
  • C desalentados.
  • D informais.
  • E desfiliados.

Muito se tem discutido, no campo dos estudos sobre políticas públicas, sobre a responsabilidade estatal na garantia e viabilização de direitos sociais. Com base nesse entendimento, responda: em que consiste a desmercadorização das políticas sociais?

  • A Na necessidade do sujeito de um trabalho e de um salário digno para obter uma melhoria da sua condição de vida.
  • B Na relação de dependência do indivíduo com o mercado de livre concorrência.
  • C Na efetivação de uma política social, prestação de um serviço ou concessão de um benefício, sustentada no entendimento de que direitos sociais não são mercadorias submetidas a uma lógica liberal e capitalista.
  • D No indivíduo obter, por mérito, condições de emancipação e inserção no mercado de trabalho.
  • E No Estado desburocratizar o acesso populacional aos serviços sociais importantes, responsabilizando as famílias, a sociedade e os próprios entes da federação a tornarem o acesso aos direitos uma prioridade pública.
Sobre pobreza, desigualdade e exclusão social no Brasil, assinale a alternativa correta.
  • A Categorias como cultura, individualidade, biologismo e evolução são profícuas para explicar a pobreza na contemporaneidade.
  • B O sistema de produção capitalista, centrado na expropriação e na exploração para garantir a mais valia, e a repartição injusta e desigual da renda nacional entre as classes sociais são responsáveis pela instituição de um processo excludente, gerador e reprodutor da pobreza.
  • C Pobreza, entendida enquanto fenômeno estrutural, complexo, de natureza multidimensional e relativo, pode ser resumida à insuficiência de renda.
  • D No Brasil, a pobreza não infere na desigualdade de distribuição da riqueza socialmente produzida, mas sim no processo de exclusão social e de acumulação capitalista que gera crises e retrocessos.
  • E As abordagens estruturalistas centralizam a explicação da pobreza nos comportamentos e valores dos indivíduos e suas famílias. Orientam-se por valores morais tradicionais que situam o pobre como diferente e portador de uma cultura inferior, reprodutora da situação de pobreza dos adultos e de seus descendentes.