Questões de Gatekeeper (Jornalismo)

Limpar Busca

Leia o trecho a seguir, extraído dos “Princípios Editoriais do Grupo Globo”:

1. A isenção:

Isenção é a palavra-chave em jornalismo. E tão problemática quanto “verdade”. Sem isenção, a informação fica enviesada, viciada, perde qualidade. Diante, porém, da pergunta eterna − é possível ter 100% de isenção? − a resposta é um simples não. Assim como a verdade é inexaurível, é impossível que alguém possa se despir totalmente do seu subjetivismo. Isso não quer dizer, contudo, que seja impossível atingir um grau bastante elevado de isenção. É possível, desde que haja um esforço consciente do veículo e de seus profissionais para que isso aconteça. E que certos princípios sejam seguidos. São eles:

[...]

d. Não pode haver assuntos tabus. Tudo aquilo que for de interesse público, tudo aquilo que for notícia, deve ser publicado, analisado, discutido;


O trecho de tais princípios descreve

  • A a ciência social aplicada, tradução do conhecimento acadêmico a termos correntes.
  • B o publicismo, seleção de temas que divulguem um programa político, ideológico ou partidário.
  • C o influencing, exercício do poder de direcionar a pauta do debate público.
  • D o editorialismo, construção de análises, expressando a opinião do veículo a partir dos fatos mais relevantes.
  • E o gatekeeping, identificação e seleção de temas de interesse público com base no valor-notícia.

Sobre as Teorias do Jornalismo, marque a afirmação abaixo que está INCORRETA.

  • A Teoria do espelho: as notícias são vistas como o espelho da realidade.
  • B Gatekeeper: atribui ênfase à percepção e à seleção individual do jornalista para produzir e publicar notícias.
  • C Teoria organizacional: ênfase na notícia como um relato resultante dos condicionantes organizacionais (hierarquias, formas de socialização etc).
  • D Teoria construcionista: derivação da Teoria do Espelho, diz respeito à possiblidade das notícias refletirem a realidade objetivamente.
  • E Teoria Instrumentalista: originária da década de 1970, diz que as notícias seriam produzidas de maneira parcial, a fim de servir a determinados interesses políticos.

O jornalismo desenvolveu competências voltadas para a produção, a apuração e a apresentação das notícias, com rotinas específicas de produção. Considerando essa informação, julgue o item.


Nos processos de produção da notícia, o papel do gatekeeper é realizar a ronda e contatar as assessorias de imprensa para levantar informações e embasar o pauteiro e o editor, que decidirão o que será publicado.

  • Certo
  • Errado

Segundo a Teoria do Gatekeeper, o jornalismo tem o centro de suas decisões

  • A nos critérios de noticiabilidade da empresa.
  • B na intencionalidade dos jornalistas.
  • C na pressão da sociedade.
  • D na influência das lideranças políticas.
  • E na objetividade do editor.

Fundamentado nas teorias do jornalismo, é incorreto afirmar que:

  • A A Teoria da ação política tem duas versões: uma que afirma que as notícias são discordantes da realidade pelo fato de os jornalistas não terem autonomia e estarem sujeitos a um controle ideológico do serviço da classe dominante e do poder; e outra na qual os media noticiosos são instrumentos da ideologia dos jornalistas.
  • B A teoria do espelho apresenta a notícia como reflexo da realidade, na qual o jornalista tem a função de relatar os fatos e transmitir as informações pertinentes com objetividade e sendo fiel às regras e procedimentos.
  • C Gatekeeping é conhecida como a Teoria da Ação Pessoal. É uma abordagem microssociológica, no nível do indivíduo, com ênfase na percepção individual do jornalista, caracterizando a seleção como subjetiva.
  • D A teoria organizacional ganhou força especialmente nos anos 1960, a partir do estudo seminal de Warren Breed. Ela destaca que a cultura organizacional está acima da cultura profissional.
  • E Newsmaking é a teoria que concebe como impossível os media simplesmente refletirem a realidade através das notícias, argumentando que as próprias notícias ajudam a construir a realidade.