Questões de Fisioterapia Respiratória (Fisioterapia)

Limpar Busca

Conhecer a fisiologia e a fisiopatologia pulmonar é essencial para que o fisioterapeuta possa tentar compreender as alterações e os comprometimentos pulmonares que o paciente possa ter. Leia o fragmento a seguir e assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas.

“O edema pulmonar é o acúmulo ____________ de líquido no pulmão, essa condição patológica pode ser causada por uma ou mais anormalidades fisiológicas, mas o resultado consiste invariavelmente em uma ____________ transferência de gases. À medida que o líquido de edema se acumula, primeiro no interstício e em seguida nos alvéolos, a difusão dos gases, particularmente do oxigênio, diminui. O endotélio ____________ é muito mais permeável à água e aos solutos que o epitélio ____________, portanto, o líquido do edema acumula-se no interstício antes de se acumular nos alvéolos.”

  • A intravascular / maior / capilar / alveolar
  • B extravascular / menor / capilar / alveolar
  • C extravascular / maior / alveolar / capilar
  • D intravascular / menor / alveolar / capilar

Informe se é verdadeiro (V) ou falso (F) para o que se afirma sobre os volumes e capacidades pulmonares e assinale a alternativa que apresenta a sequência correta.


( ) O volume corrente é a quantidade de ar que entra e sai dos pulmões durante a respiração normal, nas fases inspiratória e expiratória, respectivamente.

( ) No início da fase expiratória, nos ciclos respiratórios tranquilos, uma determinada quantidade de ar permanece nos pulmões, sendo referida como capacidade residual funcional (CRF), esta capacidade, por sua vez, representa o ponto de equilíbrio do sistema respiratório, cujo volume é mantido pelas forças de recolhimento elástico dos pulmões e pela caixa torácica, que atuam no mesmo sentido enquanto não há contração dos músculos respiratórios.

( ) O volume de reserva expiratório (VRE) é o volume adicional de ar que pode ser expirado a partir da CRF, já o volume residual (VR) é o volume de ar que permanece nos pulmões ao final da expiração máxima, portanto a soma desses dois volumes corresponde a capacidade residual funcional (CRF).

( ) O volume de reserva inspiratório (VRI) é a diferença entre o final da inspiração tranquila e o final da inspiração máxima e, como o término das fases inspiratórias em respirações tranquilas é muito variável, a capacidade inspiratória (CI) é uma medida mais fidedigna, pois corresponde à soma do volume corrente com o VRI.

( ) A capacidade vital (CV) é o menor volume de ar expirado a partir de uma inspiração máxima, já a capacidade pulmonar total (CPT) é a quantidade de ar encontrada nos pulmões ao final dessa expiração e consiste na soma da CV com o volume de reserva inspiratório.

  • A V – V – F – F – F.
  • B F – V – F – F – V.
  • C V – F – V– V – F.
  • D F – F – V – V – V.
A ventilação não invasiva (VNI) consiste na aplicação de ventilação artificial sem a necessidade da utilização de próteses endotraqueais, a ligação entre o paciente e o respirador mecânico ocorre por intermédio de máscaras especiais, via nasal ou facial. É necessário que o fisioterapeuta detenha conhecimento a respeito das indicações, os cuidados e as contraindicações da VNI para poder trabalhar com o paciente da melhor forma possível. Deste modo, são complicações da ventilação não invasiva, exceto:
  • A necrose facial.
  • B apneia obstrutiva do sono.
  • C barotrauma.
  • D conjuntivite.

Paciente asmático realiza um exame de espirometria. O resultado esperado é

  • A a redução da capacidade vital forçada (CVF), diminuição do volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1) e aumento da capacidade residual funcional (CRF).
  • B o aumento do volume de reserva expiratória (VRE), diminuição da capacidade residual funcional (CRF) e diminuição do espaço morto anatômico.
  • C a redução do volume de reserva inspiratório (VRI), aumento do volume corrente (VC) e aumento da capacidade vital forçada (CVF).
  • D o aumento da capacidade vital forçada (CVF), diminuição da capacidade residual funcional (CRF) e aumento do volume corrente (VC).
  • E a redução do volume de reserva expiratória (VRE), aumento do volume expiratório final (VEF) e redução do espaço morto fisiológico.

Sobre as características dos testes utilizados para avaliação da capacidade funcional de pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), assinale com V as afirmativas verdadeiras e com F as falsas.



( ) Uma distância percorrida no TC6M menor que 850 metros está associada a pior prognóstico na DPOC.


( ) O teste ergométrico realizado em esteira tem a vantagem de reproduzir as atividades de vida diária, como andar ou correr.


( ) Os testes de caminhada de 6 minutos (TC6M) e 12 minutos (TC12M) apresentam boa correlação, sendo ambos aceitáveis para as medidas do desempenho físico do paciente com DPOC.


( ) Durante o Incremental Shuttle Walking Test (Shuttle Test), ocorre uma menor sobrecarga imposta ao paciente em razão da redução da velocidade.



Assinale a sequência correta.

  • A V F V F
  • B F V F V
  • C V F F V
  • D F V V F