Questões de Fisioterapia em Pacientes de UTI (Fisioterapia)

Limpar Busca

O teste de caminhada de 6 minutos, teste de campo para avaliar a capacidade cardiorrespiratória, o qual reflete adequadamente a capacidade física dos pacientes para executar tarefas rotineiras, de acordo com o documento amplamente divulgado no mês de julho de 2021 pela Associação Brasileira de Fisioterapia Cardiorrespiratória e Fisioterapia em Terapia Intensiva (ASSOBRAFIR), intitulado “Recomendações para avaliação e reabilitação pós-COVID-19”, é considerado um método de avaliação sugerido para pacientes que apresentem a seguinte limitação:

  • A Perda de equilíbrio.
  • B Disfunções respiratórias.
  • C Alteração de mobilidade.
  • D Redução da força muscular esquelética.
  • E Redução da tolerância ao exercício.

Sobre a fisioterapia hospitalar em pacientes comprometidos por COVID-19, recomendações de documentos de especialistas e guidelines pertinentes, analise as afirmativas abaixo.

I - A Intervenção para pacientes pediátricos graves hospitalizados por COVID-19 envolve oxigenoterapia apenas quando a saturação periférica de oxigênio é menor que 84 % (SpO2 < 84%), sendo que, para tratamento inicial, a VNI é preferida em detrimento da cânula nasal de alto fluxo (CNAF), pois essa estratégia gera menor dispersão de aerossóis, evitando a contaminação da equipe.
II - Uma das vantagens da Ventilação Não invasiva (VNI) em relação a todas as outras formas de oxigenoterapia é a possibilidade de administrar maiores valores de pressão, embora o controle dessa variável seja muito difícil com essa estratégia terapêutica.
III- As intervenções cinesioterapêuticas que gerem maior consumo energético devem ser indicadas de forma criteriosa, para não aumentar ainda mais o desequilíbrio entre oferta e consumo de oxigênio. Por isso, o volume (séries e repetições) e a frequência diária deverão ser avaliados de forma individualizada, respeitando-se os critérios de segurança.
IV - Paciente sedado e com drogas vasoativas deve receber cinesioterapia passiva em membros superiores (MsSs) e membros inferiores (MsIs), posicionamento com tórax entre 30º e 45° e mudança de decúbito de dorsal para lateral durante os atendimentos.

Quais estão corretas?

  • A Apenas I e II.
  • B Apenas II e III.
  • C Apenas I, II e IV.
  • D Apenas III e IV.
  • E Apenas III.

A Infecção Hospitalar (IH) representa um importante problema de saúde pública em termos mundiais, acarretando sérios problemas para os pacientes hospitalizados. Em relação à conduta técnica e às precauções nos diferentes isolamentos por categoria, assinale (V) para afirmativa verdadeira e (F) para falsa.
( ) No isolamento total ou rigoroso é utilizado a fim de prevenir a transmissão de infecções altamente contagiosas sejam por contato ou via aérea. ( ) O isolamento total ou rigoroso é indicado para difteria, raiva, varicela e herpes zoster disseminado. ( ) Nas precauções por aerossóis as condutas técnicas são lavagem das mãos, quarto privativo com pressão negativa e filtro HEPA, uso de máscaras, óculos e aventais.
As afirmativas são, na ordem apresentada, respectivamente,

  • A F – V – F.
  • B F – V – V.
  • C V – V – V.
  • D V – V – F.
  • E F – F – F.

O diagnóstico de morte encefálica (ME) é o ponto inicial para o desencadeamento do processo de transplante de órgãos, tratamento efetivo para muitas doenças e, em muitos casos, a única opção terapêutica.
Sobre como a equipe deve proceder diante do doente, caso a família autorize a doação de órgãos, analise as afirmativas a seguir. I. A temperatura corporal deve ser mantida acima de 35° C. II. Deve manter a hemoglobina e as plaquetas em níveis normais com sua reposição, caso necessário. III. Deve manter o suporte ventilatório e interromper o uso dos fármacos vasoativos, visto que o doente já está em morte cerebral.
Está correto o que se afirma em

  • A I, somente.
  • B II, somente.
  • C III, somente.
  • D I e II, somente.
  • E I, II e III.

O pneumotórax é caracterizado como ar no espaço pleural. O pneumotórax traumático pode ser causado por lesões fechadas ou penetrantes no tórax.
Na UTI, o tipo mais comum de pneumotórax traumático é o

  • A de tensão.
  • B neonatal.
  • C catamenial.
  • D secundário.
  • E iatrogênico.