Questões de Aves e Ovos (Veterinária)

Limpar Busca

“O programa de redução de patógenos, monitoramento microbiológico e controle de Salmonella sp. em carcaças de frangos e perus da Secretaria de Defesa Agropecuária implementa a análise laboratorial sistemática e contínua de carcaças de frangos e perus in natura, para pesquisa de Salmonella sp., em todos os estabelecimentos de abate registrados no serviço de inspeção federal (SIF). A qualidade dos processos de controle de Salmonella sp. nos estabelecimentos será monitorada por meio de ciclos de amostragem, com cada ciclo formado por 51 amostras. O programa estabelece o número máximo de amostras positivas (contaminadas) em cada ciclo.”
Considerando o referido Programa, o número máximo de amostras positivas aceitáveis em cada ciclo de amostragem é:

  • A 1
  • B 5
  • C 12
  • D 15

A respeito do que dispõe os Art. 225 e 226, sobre a inspeção sanitária de ovos e derivados, do Decreto nº 9.013, de 29 de março de 2017, assinale a afirmativa CORRETA.

  • A Gema visível à ovoscopia, somente sob a forma de sombra, com contorno aparente, movendo-se ligeiramente em caso de rotação do ovo, mas regressando à posição central, são características que devem ser apresentadas por ovo tipo “B”.
  • B Ovos da categoria “A” podem apresentar manchas sanguíneas pequenas e pouco numerosas na clara e na gema.
  • C Os ovos da categoria “B” serão destinados exclusivamente à industrialização.
  • D Ovos provenientes de estabelecimentos avícolas de reprodução, que não foram submetidos ao processo de incubação, podem ser classificados em “A” ou “B”, dependendo da aparência externa e da qualidade interna.

Quanto ao critério de MPP (Miopatia Peitoral Profunda), as carcaças de aves que mostram evidências dessa doença, também conhecida como músculo verde, podem estar relacionadas a enfermidade resultante da seleção genética e das condições de manejo.
Sobre essa patologia, é correto afirmar:

  • A Clinicamente essa doença causa muitos problemas, sendo que o menor prejuízo está relacionado com a condenação e o descarte da carcaça ou da peça, mas não causa toxina.
  • B No final da doença, todos os músculos da ave podem estar esverdeados, arroxexados, hemorrágicos e apresentando crepitação.
  • C Os músculos da região do peito, que por razões comerciais são os que mais recebem atenção ao desenvolvimento, são os menos susceptíveis e não apresentam lesões histopatológicas.
  • D Nas lesões agudas, todo o músculo peitoral profundo está endurecido, amarelado e fibroso, com extensas áreas de degeneração.
  • E Essa doença é uma forma de isquemia (falta de oxigenação muscular) que ocorre em perus e frangos, podendo levar à degeneração, necrose e fibrose.

Devem ser condenadas todas as aves que no exame "ante" ou "post-mortem" apresentem sintomas ou forem suspeitas de, EXCETO:

  • A Pseudotuberculose
  • B Neuro-linfomatose
  • C Diarreia branca
  • D Paratifose
  • E Leucoses
Com relação ao controle da Salmonelose nos estabelecimentos de abate de aves, ficou estabelecido, através de Normativas, o controle e o monitoramento de Salmonella nos estabelecimentos avícolas comerciais, com o objetivo de reduzir a prevalência desse agente, estabelecendo um nível adequado de proteção para o consumidor. Assim, fica estabelecido que
  • A uma amostra de um núcleo avícola representará todo o estabelecimento avícola, independente do número de aviários.
  • B o número de coleta de amostras nos aviários é o mesmo representativo estabelecido para as granjas com ou sem registro no Serviço Veterinário Estadual (SVE).
  • C as amostras deverão ser encaminhadas pelo SVE para os laboratórios oficiais do MAPA, em todas as coletas das granjas avícolas.
  • D no Boletim Sanitário, deve ser informado o resultado do ensaio laboratorial, exceto quando for positivo para a Salmonella Thyphimurium.
  • E as aves de aviários positivos para Salmonella Enteritidis e/ou S. Thyphimurium poderão ser abatidas nos estabelecimentos com inspeção sanitária, com sequestro e destinação para processamento térmico.