Resumo de Educação Física - Natação

A natação é uma atividade em que o homem e alguns animais realizam em espaços líquidos. Ela pode ser praticada no mar, rio, lago e em ambientes artificiais como piscinas. Como modalidade esportista, a natação teve início em 1858, na Austrália.

O início do esporte

Como mencionado, a natação pode ser praticada em vários ambientes como praias e piscinas. Esse desporto surgiu ainda na Grécia Antiga como forma de treinamento para os soldados. A prática competitiva só teve início no século XVII.

A Federation Internationale de Natation (FINA) é quem organiza as disputas mundiais.

O início da natação no Brasil

Foi somente no século XX que o Brasil realizou a primeira competição do esporte. A disputa foi realizada na cidade do Rio de Janeiro, em 1898. A prova era composta por uma travessia de 1.500m entre a Fortaleza de Villegaignon e a praia de Santa Luzia.

A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) é o órgão responsável pelas disputas no país.

As modalidades da natação

Existem várias modalidades na natação. Elas podem ser: pura, polo aquático, saltos ornamentais, nado sincronizado, mergulho e natação de águas abertas.

Confira mais detalhes sobre cada uma delas.

Natação pura

É um estilo de natação conhecida como natação desportiva. Essa prática envolve os estilos de natação: peito, nado livre (ou crawl), costas e borboleta.

  • Nado livre (ou crawl): nessa o atleta posiciona-se de bruços, ou seja, com o peito voltado para o fundo da piscina. O gesto do braço é feito em três etapas: impulso, atração e a volta pelo ar; 
  • Peito: essa modalidade é uma das mais antigas da natação. O atleta fica com o peito voltado para o fundo da piscina e arremessa os braços em simultâneo por baixo de água. O movimento deve ser sincronizado com as pernas;
  • Costas: inventada pelo italiano chamado Bernardio, em 1794 esse estilo é caracterizado por o atleta nadar com as costas para o fundo da piscina;
  • Borboleta: o nadador realiza movimentos com o peito para o fundo da piscina e os braços apresentam movimentos sincronizados com as pernas.

Polo aquático

O polo aquático teve início no fim do século XIX, na cidade de Londres, Inglaterra. Na época ainda era conhecido como rugby aquático. A primeira vez que o desporto apareceu nos Jogos Olímpicos de Verão foi em Paris, na França, em 1900. No entanto, era praticado apenas por homens. Foi somente em 2000 que a categoria feminina passou a ter participação.

Essa modalidade é praticada na piscina de forma coletiva e é parecida com o handebol. O objetivo do esporte consiste em arremessar a bola para que ela entre na baliza adversária. Essa, por sua vez, é protegida pelo guarda-redes. O jogo é formado por quatro tempos de 8 minutos e cada equipe deve fazer as jogadas em até 30 segundos.

Saltos ornamentais

Essa categoria é conhecida também como saltos para a água. É um tipo de esporte no qual o atleta precisa saltar de uma determinada plataforma ou trampolim. Durante a queda em direção a água, o nadador deve realizar movimentos estéticos. Os estilos dos saltos podem ser para frente, de costas, parafuso, equilíbrio, revirado e ponta pé a lua.

Essa modalidade começou a ser praticada na Grécia Antiga. Mas no século XVII os suecos e os alemães utilizaram esse novo exercício como forma de praticar a ginástica (comum em ambos países na época).  Depois, o que era um recurso para treinamento passou a ser um esporte: em 1871, em Londres, Inglaterra foi realizado o primeiro torneio de saltos ornamentais.

Natação sincronizada

Essa modalidade é denominada também como natação rítmica ou natação artística. Além do nado, esse desporto use a técnicas de dança e ginástica. As apresentações podem ser individuais, em dupla, trio ou mais e são realizadas com uma música de fundo. 

Mergulho

Essa prática é caracterizada pelo ato de submergir nas águas. O mergulho está classificado em mergulho livre (conhecido como apneia) e mergulho dependente (ou mergulho atômico).

O mergulho livre consiste no ato de controlar a respiração. Portanto, a prática exige uma boa capacidade física e ainda controle emocional do mergulhador. Já o mergulho dependente tem como aspecto a utilização de aparatos para a respiração subaquática. Essa modalidade é praticada apenas por profissionais como: marinheiros e socorristas.

Os equipamentos utilizados no mergulho geralmente são: as máscaras de proteção, cilindro de ar comprimido, regulador de pressão, roupas de isolamento térmico (para proteger a pele), medidor de pressão (manômetro), profundímetro, nadadeiras, lanternas, dentre outros.

Natação de águas abertas

Essa também é denominada de natação de alto mar. Como o nome sugere diz respeito a prática de nado no mar, rios ou lagos.

Quando a distância percorrida costuma ser longa ela é denominada de maratona aquática. Os atletas brasileiros que mais se destacam nessa modalidade são Ana Marcela, Poliana Okimoto e Allan do Carmo.

Os equipamentos

Os equipamentos utilizados na natação são itens que ajudam na desenvoltura dos movimentos. A nível de competição alguns são obrigatórios, como: óculos e toucas.

  • Óculos

Um dos equipamentos mais utilizados e essencial na natação são os óculos. Esse objeto é obrigatório nas competições e serve para proteger a visão além de possibilitar o conforto durante o nado.

  • Touca

Outro item usado é a touca. O objetivo de utilizar a peça é segurar o cabelo e protegê-lo. Além disso, algumas toucas apresentam detalhes laterais para cobrir as orelhas.

  • Nadadeira ou Pé de Pato

O pé de pato é um item usado pelos nadadores para ajudar no movimento. Essa peça não é de uso obrigatório.

Os benefícios da natação

Inúmeros são os benefícios que a natação proporciona para a saúde física e psicológica. Abaixo a lista das vantagens:

  • Coração: um dos benefícios da prática de natação consiste em melhorar a saúde do coração e, por consequência, previne doenças cardíacas;
  • Alergias: o nado ajuda a combater alergias e doenças pulmonares como asma;
  • Estresse: a natação também contribui com a redução desse sintoma. A prática dessa atividade aumenta os níveis de endorfina (conhecido como hormônio da felicidade) produzido pelo cérebro através da glândula hipófise;
  • Peso: outro importante fator é que a natação também ajuda no controle de peso através da queima de calorias;
  • Flexibilidade: o nado proporciona ainda a flexibilidade muscular. É possível mexer pernas, braços, cabeça e músculos do corpo de forma simultânea. Com isso, ajuda as articulações.
Voltar