Resumo de Educação Artística - Flamenco

Expressão da cultura espanhola reconhecida como patrimônio da humanidade


O flamenco é uma das expressões mais populares da cultura espanhola. Ele se constitui como um estilo de dança e música construído a partir do processo de aculturação de diversos povos. Imageticamente, esse tipo de arte é marcado pela ênfase no movimento dos pés masculinos, vigor e expressividade dos braços e tronco feminino, roupas coloridas, leques e castanholas.
Essa representação se deu a partir do processo histórico pelo qual o flamenco passou e em virtude das influências dos diversos povos que passaram pela Andaluzia, região da Espanha onde se localiza o surgimento dessa expressão artística. Ao longo desse artigo, trazemos um pouco da história do flamengo, apresentamos suas características e ressaltamos a importância que esse canto e dança têm para a cultura espanhola e do mundo. Confira! 

A construção histórica do flamenco 


Antes de iniciar a narrativa histórica dessa expressão artística, é importante evidenciar os fatores que contribuem para que muitos aspectos desse processo tenham se perdido ou não tenham sido documentados. O primeiro e, talvez, o mais importante deles é o fato de que o flamenco é originado de culturas que foram historicamente marginalizadas. 
Os árabes (mouros), os ciganos e os judeus, povos que estiveram envolvidos no processo de construção dessa expressão artística, foram vítimas de perseguição da Igreja Católica. Durante o período conhecido como “Reconquista”, a inquisição espanhola perseguiu e expulsou esses povos dos territórios que ocupavam. 
O segundo fator diz respeito às perdas de elementos históricos que se deu por conta da morte dos anciãos ciganos. Isso aconteceu porque essa comunidade possuía uma cultura muito centralizada na oralidade. Com isso, cada vez que uma pessoa mais velha morria, se perdia muito sobre a cultura daquele povo. 
O terceiro fator que contribuiu para a escassez de documentação sobre a história do flamenco foi o desinteresse acadêmico por esse tipo de expressão artística. Por muito tempo, considerou-se que não valia a pena produzir conhecimento sobre esse estilo musical e dança. 
A história 
A narrativa mais bem aceita pelos historiadores afirma que a história do flamenco se inicia entre os séculos IX e XIV. Nesse período, os povos ciganos da Índia teriam migrado para a Andaluzia, na Espanha, onde encontraram os judeus originários da península Ibérica e os árabes. Desse modo, a expressão artística que conhecemos atualmente é resultado das trocas culturais feitas entre esses povos ao longo de séculos. 
De início, o flamenco era basicamente um canto feito sem qualquer tipo de acompanhamento. Somente com o passar do tempo é que a guitarra, as palmas, o sapateado e a dança foram incorporados à essa expressão artística. É a partir do século XIX que o e o passaram a configurar como acompanhamento constante para o canto flamenco. 
Um elemento importante para construção da estrutura flamenca popular nos dias de hoje é a fundação do , em Sevilha, Espanha, em 1842. Esse foi um importante espaço de difusão da cultura flamenca, pois possibilitou que artísticas se apresentassem no local. Além disso, ele serviu de inspiração para que outros ambientes do tipo, denominados , fossem criados em outras cidades da Espanha. Foi nesses ambientes que os músicos e bailarinos começaram a ter destaque. 


Características do flamenco 


O flamenco é um tipo de arte em que a expressividade dos interpretes é bastante característica. Isso se dá a partir dos gestos feitos pelas mãos, nas expressões faciais, na marcação ritmada do sapateado, na ênfase dada aos movimentos com os pés e na interpretação vivaz dos sentimentos expressos nas canções, sejam eles de dor, alegria, desprezo, amor etc. Desse modo, pode-se dizer que essa é uma expressão artística carregada de emotividade
Na dança, a expressividade dos movimentos se dá em regiões diferentes do corpo para os homens e as mulheres. Enquanto os dançarinos colocam toda a sua expressividade nos movimentos realizados pelos pés durante o e o , as dançarinas colocam ênfase nas mãos, nos braços e nos movimentos do tronco. Além disso, suas vestimentas são caracterizadas pelo grande volume e comprimento das saias, que possuem muitos babados. 
A emotividade dessa expressão artística também pode ser constatada nas canções que, inclusive, são categorizadas segundo as temáticas que abordam. As questões mais densas, como sofrimento, morte e religião, integram o conjunto de temas do ou flamenco jondo. Esse é o estilo de flamenco mais tradicional e remonta às primeiras configurações dessa expressão artística. Por isso, é a categoria mais complexa. 
O flamenco clássico se constitui como uma manifestação mais moderna da arte, pois apresenta inovações nos modos de dançar e tocar os instrumentos. O flamenco contemporâneo, por outro lado, une elementos dos outros dois tipos. Para isso, ele estabelece trocas com outros ritmos musicais, como jazz, blues, rap, bossa nova, música latina, e outros. 

O flamenco hoje 


Além das inovações apresentadas pela mistura com outros estilos musicais, o flamenco apresenta grande popularidade em todo o mundo. E atrai públicos que buscam não só assistir apresentações artísticas, como aprender a dançar e tocar os instrumentos usados para acompanhar as canções. No Brasil, a cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, é um dos locais onde essa expressão artística mais destaca. 
Desde 2010, o flamenco é considerado Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO. E, atualmente, ele possui representantes de projeção internacional tanto na música, como na dança. Dentre eles, tem destaque a coreografa Eva Yerbabuena. Ela recebeu diversas premiações atrelados à sua atuação com a dança flamenca, dentre elas o prêmio "Nacional de Danza". 
Na música, tem destaque o guitarrista espanhol Vicente Amigo. Em 1989, ele recebeu o prêmio de guitarra de concerto pelo Concurso Nacional de Córdoba. Além disso, Amigo é reconhecido como galardão flamenco dos “Prêmios de la música”. Entre as vozes femininas, merece destaque Niña Pastori. No ano de 2016, Pastori foi indicada ao Grammy Latino de Melhor Álbum. Ela concorreu à categoria com o álbum intitulado "Ámame Como Soy " lançado no anterior. 
Outros nomes importantes para a história do flamenco são: o guitarrista espanhol Paco de Lucía, que em 2004 recebeu o "Prêmio Príncipe das Astúrias"; Camarón de La Isla, cantor que trabalhou com Lucía em nove álbuns durante o período entre 1969 e 1977. Camarón foi vencedor do “Festival del Cante Jondo”. 
Voltar