Resumo de Matemática - CARICOM – Comunidade do Caribe

A CARICOM – Comunidade do Caribe, ou, em inglês, Caribbean Community, é um bloco de integração ou cooperação político-econômico constituído por países de origem caribenha.

O acordo para formação da cooperativa institucional foi formalizado em 04 de julho de 1973 .

Esse bloco de origem caribenha possui 12 países independentes e alguns outros países na zona costeira localizados em torno do Mar do Caribe.

As nações insulares (países politicamente independentes em que seu território é composto de uma ilha ou conjunto de ilhas) da região caribenha passaram todas pelo mesmo processo de escravidão e exploração dos seus povos por causa da soberania da América Latina.

Além de terem passado por uma devassa exploração, sendo colônias de países europeus e a presença de etnias africanas a serem exploradas. Todo esse conjunto de fatores contribuiu para que essas nações se tornassem subdesenvolvidas e permaneça em um longo processo de desigualdades sociais.

Portanto, logo que as comunidades escravizadas deixaram de ser colônias europeias houve a necessidade de unir ideologias e enfrentar as adversidades que surgiriam por terem conquistado a independência.

Apesar de satisfeitos com a liberdade do seu território, teriam de superar uma infinidade de problemas estruturantes, políticos, econômicos e sociais.

A CARICOM – Comunidade do Caribe, desse modo, surgiu para amenizar todas essas dificuldades.

Objetivos da CARICOM – Comunidade do Caribe

O acordo formalizado pela CARICOM – Comunidade do Caribe foi criado com alguns objetivos, entretanto existem três pilares centrais que definem a finalidade do bloco cooperativo.

  1. Estimular a liderança da política exterior entre os países membros da CARICOM – Comunidade do Caribe;
  2. Fomentar o desenvolvimento de regiões integradas nos setores social, político e econômico;
  3. Atingir a integração econômica através da unificação de um mercado comum com o intuito de fortalecer o desenvolvimento financeiro do bloco.

Essa proposta de criação de um mercado comum entre os países membros foi elaborada separada da formulação da CARICOM - Comunidade do Caribe, cujo objetivo é consolidar economicamente a comunidade caribenha.

Ao longo de muitos anos a maioria dos países integrantes aderiu a uma tarifa externa única, passando dos 20% na década de 1990, a 10% (2009), praticada até os dias atuais.Além disso, também foi estabelecido imposto único para exportação.

Visando estabelecer boas relações comerciais, a CARICOM – Comunidade do Caribe desenvolveu uma política comercial estratégia aos parceiros externos ao bloco, viabilizando a interação com outras nações.

Curiosidade! A Bandeira da CARICOM – Comunidade do Caribe, símbolo importante que representa o bloco, possui duas tonalidades de azul.

O primeiro tom mais claro na parte superior representa o céu. O tom azul escuro na parte inferior representa o mar do caribe.

Já o círculo amarelo, onde fica a sigla “CC”, é uma referência ao sol e, por fim, o círculo, formado pela cor verde, é uma analogia a toda vegetação da região.

Países que integram a CARICOM – Comunidade do Caribe

  • Antígua e Barbuda
  • Bahamas
  • Barbados
  • Belize
  • Dominica
  • Granada
  • Guiana
  • Haiti
  • Jamaica
  • Montserrat
  • Santa Lúcia
  • São Cristóvão e Névis
  • São Vicente e Granadinas
  • Suriname (América do Sul)
  • Trinidad e Tobago.

Além desses oficiais, há outros cinco membros associados. São eles:

  • Anguilla, em 4 de julho de 1999
  • Bermuda, em 2 de julho de 2003
  • Ilhas Virgens Britânicas, inclusas em 2 de julho de 1991
  • Ilhas Caimão, em 15 de maio de 2002
  • Turks e Caicos passam a fazer parte do bloco em 2 de julho de 1991

Características

Os países que compõem a Comunidade do Caribe são formados, em média, por populações em torno de 18 milhões de habitantes, com presença marcante de etnias africanas e europeias.

Parte considerável dessas nações consolidaram a renda com base em bens de serviços, principalmente o turismo, chegando ao ápice de receberem visitações de quase 15 milhões de turistas por ano, por país.

Além do turismo, há uma renda considerável baseada na exportação de produtor do setor primário. Boa parte destes materiais são derivados de petróleo e produtos químicos na fase bruta. Apenas alguns países fazem exportação de insumos agrícolas, como banana e cana-de açúcar.

Entretanto, apesar dos avanços já conquistados com a unificação das comunidades subdesenvolvidas, ainda há entraves e países que dependem do apoio do Reino Unido.

Nesses casos, um dos problemas são as dificuldades para estabelecer acordos e firmar tratados de independência nessas áreas, uma vez que dependem do bloco econômico formado por potências europeias.

Importante ressaltar que a CARICOM - Comunidade do Caribe não possui órgãos ou legislação acima das leis federais de cada país. As entidades do bloco possuem autonomia consultiva e, portanto, não anulam a governabilidade e autoridade executiva dos países associados ao bloco.

Voltar

Questões