Resumo de Educação Artística - Artistas do Renascimento

Os Artistas do Renascimento marcaram a história das artes entre os séculos XIV e XVI. Esse movimento artístico-intelectual se originou na Itália, considerada o Berço do Renascimento, e logo se disseminou pelos demais países europeus, criando um estilo próprio na pintura, na estatuária, na arquitetura e na literatura.

As obras renascentistas tinham como principais características o antropocentrismo, ou seja, a valorização das capacidades do homem, além da ciência, razão, naturalismo, hedonismo e universalismo.

Para compreender a importância dos artistas do Renascimento, é fundamental conhecer o contexto histórico no qual surgiu o Movimento Renascentista.

Contexto histórico

O Renascimento foi um marco importante na história da humanidade. Isso porque levou a um processo de transformações culturais e de renovação em diversas áreas do conhecimento, como economia, cultura, filosofia, ciências, artes, entre outras.

É importante destacar que a Idade Média, entre o século V e XV, era baseada no feudalismo – modo de organização político e social baseado em relações de servidão – e na sociedade estamental (sociedade dividida em grupos sociais separados uns dos outros, como nobreza, clero e servos). Essa época também foi marcada pela valorização dos assuntos religiosos, quando a única verdade era dita por Deus.

Diante disso, o Renascimento surgiu buscando a retomada das referências da Antiguidade Clássica, quando o homem era o centro do universo (antropocentrismo), diferente do teocentrismo (Deus como centro de tudo). Daí a origem do nome Renascimento.

Nesse período de transição da Idade Média para a Idade Moderna, quando apenas uma parte da população tinha acesso ao conhecimento e produção intelectual da época, um grupo de pensadores, filósofos e artistas, começaram a atuar com o intuito de difundir o conhecimento para todos e promover um desenvolvimento artístico, cultural e social.

Confira as fases do Renascimento:

  • Trecento: teve seu início nos anos de 1300 (daí a origem do nome) em Florença, na Itália, num momento de transição entre a Idade Média e a Moderna, quando as questões humanistas começam a se sobressair. Nessa fase, nomes como o Giotto (pintura), Dante Alighieri, Francesco e Giovanni Bocaccio (literatura), foram destaques.
  • Quattrocento: surgiu nos anos 1400 e foi nesse período que as artes se consolidaram, com a propagação de diversas obras de artes e artistas. Nesse período predominaram os artistas Leonardo da Vinci, Sandro Botticelli, Filippo Brunelleschi e Massacio.
  • Cinquecento: se desenvolveu nos anos 1500, quando os temas religiosos se misturavam aos profanos e ganhavam destaque em outros países europeus, como França, Espanha, Portugal e Alemanha. Os artistas dessa fase foram Rafael Sanzio, Michelangelo e, na literatura, Erasmo de Roterdã e Nicolau Maquiavel.

Principais artistas do Renascimento

Grandes personalidades tiveram uma atuação fundamental nesse período, com toda a arte voltada para o antropocentrismo.

Na literatura, nomes como Dante Alighieri (1265-1321), autor da “Divina Comédia”; Willian Shakespeare, que escreveu “Romeu e Julieta” e “Hamlet”; Miguel de Cervantes, autor de “Dom Quixote de la Mancha”; Luís de Camões, escritor de “Os Lusíadas”; Nicolau Maquiavel, autor de “O Príncipe”; e Michel de Montaigne, que escreveu “Ensaios” se sobressaíram.

Na pintura, escultura e arquitetura, pode-se destacar entre os principais artistas do renascimento, Leonardo da Vinci, Michelangelo Buonarroti, Rafael Sanzio, Donatello e Sandro Botticelli.

Leonardo da Vinci (1452 – 1519)

Considerado um dos gênios da história da humanidade e um dos artistas do renascimento mais importantes, Leonardo da Vinci foi pintor, engenheiro, inventor e escultor italiano nascido no vilarejo de Anchiano.

Nas suas obras destacava o ideal do “homem da Renascença” com seus múltiplos talentos e contribuiu significativamente para a produção artística e intelectual da época.

Na pintura, o jogo expressivo de luz e sombra, além de técnicas como a perspectiva e o sfumato, estimulam a imaginação do observador. Entre suas grandes obras, destacam-se “A Gioconda”, mundialmente conhecida como “Mona Lisa”, e a “A Última Ceia” (Santa Ceia).

Michelangelo Buonarroti (1475-1564)

Também reconhecido como um dos principais artistas do renascimento, Michelangelo Buonarroti deixou grandes marcas na escultura, pintura e arquitetura.

Nascido em Caprese, na Itália, suas obras eram em boa parte baseadas no equilíbrio das formas, com formas que traduziam os conceitos humanistas. Nas esculturas, a expressão corporal, destacando músculos levemente torneados e com proporções perfeitas e o nu como forma de valorização do homem foram as principais características.

A pintura da abóbada da Capela Sistina, na Catedral de São Pedro, em Roma, com cerca de 300 figuras, foi uma das grandes obras. Na escultura, “Pietà” e “Escultura de Davi” são destaques.

Rafael Sanzio (1483-1520)

Nascido na cidade italiana de Urbino, o pintor, desenhista e arquiteto Rafael Sanzio foi mais um grande artista que marcou o movimento renascentista cultural.

Conhecido como “Príncipe dos Pintores”, pautava suas obras no humanismo renascentista, com aspectos de delicadeza, suavidade e perfeição das formas. Ao lado de Leonardo da Vinci e Michelangelo Buonarroti, formava a célebre tríade dos principais artistas do renascimento.

Entre os seus principais trabalhos estão: “O Casamento da Virgem” (1504), “A Deposição de Cristo” (1507), “Madona de Baldaquino” (1508) e “Transfiguração” (1520).

Donatello (1368-1466)

Donato di Niccoló di Betto Bardi, mais conhecido como Donatello, também foi um dos principais artistas do renascimento. Ele nasceu em Florença e se destacou na escultura, ao introduzir novas técnicas com diferentes materiais, como bronze, mármore e madeira.

Suas obras apresentavam características diversas, com traços das artes gótica, clássica e humanista, mas sempre marcadas pela proporcionalidade, delicadeza e dinamismo.

“São Marcos”, “Gattamelata”, “David”, “São Jorge”, “Maria Madelena” e “O Banquete de Herodes” são algumas das suas esculturas mais conhecidas.

Sandro Botticelli (1445-1510)

Também um dos principais artistas do renascimento, Alessandro di Mariano di Vanni Filipepi, conhecido como Sandro Botticelli, foi um pintor e desenhista nascido em Florença.

Suas obras seguiram temáticas mitológicas e religiosas, com diversos aspectos artísticos e culturais das civilizações grega e romana. Na pintura, as cores vivas que retratavam o realismo, a valorização das forças da natureza e a mitologia com movimentos suaves são algumas características.

“O Nascimento de Vênus”, a “A Primavera” e “Adoração dos Magos” são alguns dos trabalhos mais importantes.

Voltar