Resumo de Educação Artística - Arte digital

A arte digital abrange qualquer manifestação artística executada com o auxílio de meios eletrônicos. Ela é desenvolvida através do uso de softwares modernos e avançados que permitem criar, editar, redimensionar, etc.

As artes digitais se dividem em diversas categorias: web art, ilustrações e pinturas digitais, edição de fotos e vídeos, modelagem em 3D, pixel art, gifs e outras. Elas são expostas através de meios eletrônicos, como os computadores, tabletes ou celulares.

Origem

A arte digital surgiu como um seguimento da Arte Contemporânea, que começou a ganhar força no período pós-guerra, a partir do rompimento de regras e tradições pregadas pelos movimentos do Modernismo que, por sua vez, haviam substituído as tradicionais academias de artes.

Com o surgimento dos primeiros computadores, as dimensões colossais, e consequentemente a capacidade de armazenamento, alguns artistas da vanguarda enxergaram no mundo digital um novo espaço para experimentação.

A evolução das técnicas e dos suportes apontam cada vez mais para as novas versões da arte. Nos dias de hoje, falar sobre arte digital é também mostrar maneiras de como usar o computador para se expressar artisticamente.

Artistas pioneiros

Um dos grandes pioneiros da arte digital foi o alemão Frieder Nake. Com o apoio de um algoritmo e um computador, ele interpretou matematicamente a pintura “Highroads and Byroads”, do artista Paul Klee e transferiu o resultado para uma mesa de desenho.

Embora a arte tenha se fixado a partir da década de 80, a sua aparição já data desde as décadas de 50 e 60. Em 1967, por exemplo, dois engenheiros de computação da Bell Labs utilizaram um cartão perfurado de computador e traduziram uma fotografia capturada para a linguagem ASCII.

Tal experimento resultou na obra “Nude”, que ganhou destaque em jornais de grande circulação da época. Já na década de 80, Andy Warhol, considerado um dos gênios do movimento Op Art, foi contratado pela Commodore para promover o computador “Amiga”.

Esse computador foi um dos primeiros modelos a serem fabricados com capacidade de produção em larga escala. No modelo foram feitos 28 experimentos em arte. Na década de 90, O movimento tecnológico e as músicas eletrônicas também contribuíram para o desenvolvimento da arte digital.

Atualmente, vale destacar os artistas James George, especializado em vídeo e culturas 3D. Além dele, o trio holandês JODI, reconhecidos pela exploração das características funcionais do meio digital, como os softwares e outros dispositivos eletrônicos.

Tipos de arte digital

A arte digital é um meio de expressão que surgiu para marcar a humanidade do futuro, pois ela possibilita criar maior interatividade com o público, por meio do universo da realidade virtual aumentada.

Ao fazer uma análise voltada para o estilo visual, é possível perceber que a internet transformou a maneira de comunicação entre as pessoas.

As palavras foram substituídas por emojis; redes sociais, a exemplo do Instagram permite o compartilhamento de fotos; e o YouTube tonou-se um grande centralizador de conteúdo e propaganda.

Ilustração digital

O uso de softwares, como o “Photoshop” e o “Illustrator“, permite aos artistas digitais produzir peças para identidades visuais, propagandas, apresentações e infográficos.

Com a ilustração digital é possível criar artes para livros, quadrinhos e sites ricos (uma técnica mais conhecida como pintura digital). Essa técnica é a mais próxima das pinturas clássicas de óleo em telas e as aquarelas. É um dos modelos de arte digital com mais chance de crescimento no mercado.

Vídeo e áudio

Com o avanço da internet no mundo, os artistas de áudio e vídeo puderam expandir os seus trabalhos para um número maior de pessoas.

As animações, interferências visuais, videodesign, pinturas e artes sonoras são formas de expressões que vêm conquistando espaço e despertando o interesse de empresas que buscam maneiras de atrair o público.

Arte 3D

Esse é um dos modelos de ciberart mais valorizado atualmente, principalmente pelo público mais jovem. O 3D é uma arte que permite ao espectador maior aproximação com a realidade.

O artista de modelagem em 3D utiliza programas, como o “ZBrush” e o “3DS” para esculpir as suas obras digitalmente e criar composições únicas. Geralmente, o trabalho se transforma em um material tão real que pode ser comparado a uma fotografia.

Desenho vetorial

São imagens que podem ser facilmente diminuídas ou aumentadas, conforme a necessidade do artista. Isso acontece porque os programas gráficos que permitem esse tipo de criação registram uma informação matemática para cada item desenhado.

Sendo assim, cada um desses itens podem se reproduzir novamente a cada vez que são abertos em outro computador. Os gráficos vetoriais são os mais versáteis. Eles permitem alterar os desenhos produzidos, transformando-os em grandes impressões sem provocar muita perda na qualidade.

Edição de fotos e vídeos

Considerada a área mais popular da expressão visual digital, a edição de imagens e vídeos permite que, com o uso de programas como o popular “Photoshop” e outros tantos mais específicos, uma imagem seja modificada, a fim de realçar seus detalhes, ocultar outros, acrescentar elementos, mesclar imagens, etc.

Os resultados variam de simples fotografias até verdadeiras obras de arte gráfica produzidas digitalmente.

Pixel Art

Esse exemplo de arte digital ocupa-se da criação dos ícones de computador. Os ícones, por sua vez, são as pequenas imagens ou símbolos, que são clicadas numa tela de computador ou de celular para acessar programas e aplicativos.

Essas imagens são criadas em mapas de pixels, usando uma ferramenta digital conhecida como “lápis”. Cada pixel é colocado num lugar específico e definido com uma cor e intensidade específica. O objetivo é melhorar a representação iconográfica da imagem ao ser reduzida.

A técnica de Pixel Art é fundamental no desenvolvimento dos ícones das interfaces gráficas dos softwares. A “Microsoft” e a “Apple” são empresas pioneiras na criação desses ícones.

Arte Fractal

A arte fractal cria imagens digitais que usam complexas equações matemáticas, através de programas específicos para estes fins. Tais programas são dedicados a fórmulas que são descritas pela geometria fractal.

As imagens fractais representam a auto repetição, podem ser aumentadas ou diminuídas diversas vezes sem perder a sua forma original.

Voltar