Universidade Federal de Grande Dourados (UFGD) - Administrador (2019) Questão 2

TECNOLOGIA PODE INFLUENCIAR HABILIDADES COGNITIVAS


Pesquisa indica que jogos eletrônicos estimulam as chamadas Funções Executivas, provocando efeitos globais sobre o desempenho escolar.

Por: Silvio Henrique Fiscarelli

Na Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (Unesp), semanalmente, ao final das atividades realizadas em nosso projeto de uso de tecnologia educacional com crianças com dificuldades de alfabetização, é recorrente algum pai se aproximar e perguntar sobre o progresso e o comportamento de seu filho: "ele faz todas as atividades?", "está se comportando bem?", "fica sentado na cadeira?". E geralmente completa: "na escola, o professor disse que ele não para sentado na carteira" ou "o professor disse que ele enrola e não faz as atividades". O interessante é que aquelas perguntas e falas me soam estranhas pois raramente temos que chamar a atenção de algum aluno por ter comportamento inadequado durante as atividades.

Aparentemente, as mesmas crianças que na escola apresentam um comportamento menos disciplinado e menor comprometimento com as atividades escolares se transformam em "anjinhos" dedicados durante as nossas sessões. Por quê?

A primeira e mais fácil resposta seria atribuir o fascínio que a tecnologia gera na maioria das crianças; uma segunda explicação complementar seria um certo grau de intimidação das crianças pelo fato de não estarem em uma sala de aula tradicional e com pessoas que não eram de seu convívio diário. Tais argumentos, embora plausíveis, na minha opinião, não se sustentam. Primeiro, todos os participantes do projeto tinham acesso a algum tipo de equipamento tecnológico em casa, como computador, tablet ou celular. Ou seja, o computador não era uma novidade capaz de, por si só, manter uma motivação extrínseca. Segundo, estar em um ambiente incomum e com pessoas desconhecidas pode gerar impacto durante algum tempo, mas depois de algumas semanas esse estranhamento inicial acaba por se tornar algo habitual. Além de tudo, as crianças estavam ali realizando atividades relacionadas à aprendizagem de Língua Portuguesa e Matemática, até certo ponto, semelhantes às realizadas na escola. O que explicaria, então, essa diferença de comportamento? [...].

Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/15885/tecnologia-pode-influenciar-habilidades-cognitivas. Acesso em: 22 fev. 2019.


Afirma-se, a partir do texto escrito pelo pesquisador, que:

  • A as crianças apresentavam bom comportamento nas sessões do projeto, pois a tecnologia gerava fascínio na maioria delas.
  • B as crianças tiveram um bom comportamento, porque se sentiram intimidadas por não estarem em uma sala de aula tradicional.
  • C as crianças não tinham equipamento tecnológico em casa, por isso ficavam deslumbradas e se comportavam bem durante as sessões.
  • D as crianças se comportavam bem durante as sessões, pois havia um estranhamento em relação ao ambiente e às pessoas desconhecidas.
  • E as crianças se comportavam bem nas sessões por outro motivo, e não devido ao fascínio pela tecnologia ou à intimidação gerada pelo ambiente.

Encontre mais questões

Voltar