Polícia Civil do Estado de São Paulo (PC-SP) - Agente de Telecomunicações e Eletricidade (2018) Questão 5

Leia o texto, para responder a questão.


Escravos no século XXI



    Esses retratos, junto com muitos outros, formam umagaleria que o país não gosta de ver. São vários Antônios,vários Franciscos, vários Josés que dão carne e osso a umgrande drama brasileiro: o trabalho em condições análogasàs de escravidão. Sim, todas essas pessoas foram escravizadas– em pleno século XXI.
    Enredadas em dívidas impagáveis, manipuladas pelospatrões e submetidas a situações deploráveis no trabalho,elas chegaram a beber a mesma água que os porcos, e algumassofreram a humilhação máxima de ser espancadas, paranão falar de constantes ameaças de morte.
    Quando os livros escolares informam que a escravidãofoi abolida no Brasil em 13 de maio de 1888, há exatos 130anos, fica faltando dizer que se encerrou a escravidão negra– e que, ainda hoje, a escravidão persiste, só que agora émultiétnica.
    Estima-se que atualmente 160000 brasileiros trabalheme vivam no país em condições semelhantes às de escravidão– ou seja, estão submetidos a trabalho forçado, servidão pormeio de dívidas, jornadas exaustivas e circunstâncias degradantes(em relação a moradia e alimentação, por exemplo).Comparada aos milhões de africanos trazidos para o paíspara trabalhar como escravos, a cifra atual poderia indicaralguma melhora, mas abrigar 160000 pessoas escravizadasé um escândalo humano de proporções épicas. Em 1995, ogoverno federal reconheceu oficialmente a continuidade daquelecrime inclassificável – e criou uma comissão destinadaa fiscalizar o trabalho escravo. O pior é que, em vez demelhorar, a situação está ficando mais grave.

(Jennifer Ann Thomas, Veja, 09 de maio de 2018. Adaptado)


Para responder a questão, considere a seguinte passagem que inicia o quarto parágrafo.
Estima-se que atualmente 160000 brasileiros trabalhem e vivam no país em condições semelhantes às de escravidão – ou seja, estão submetidos a trabalho forçado, servidão por meio de dívidas, jornadas exaustivas e circunstâncias degradantes (em relação a moradia e alimentação, por exemplo).
É correto afirmar que essa passagem

  • A retoma algumas informações anteriormente expressas, introduzindo um dado novo, referente ao número de escravizados.
  • B destaca a quantidade de escravizados atuais, equiparando-a à quantidade dos retratados na galeria de fotos.
  • C traz informações novas acerca das condições de trabalho escravo, evitando repetir fatos anteriormente mencionados.
  • D contradiz os dados expostos na sequência, evitando fazer comparações com a quantidade de escravos africanos.
  • E repete informações anteriormente expressas, inclusive a que se refere à quantidade de pessoas vivendo como escravas.

Encontre mais questões

Voltar